Análise da distribuição espacial urbana das unidades de saúde da família e unidade básica de saúde em feira de Santana / Analysis of the urban space distribution of family health units and basic health unit in Santana fair

Alarcon Matos de Oliveira, Carlos Alberto Oliveira Brito, Lusanira Nogueira Aragão de Oliveira

Abstract


Esse trabalho teve o objetivo estudar a distribuição das Unidades de Saúde da Família - USF e Unidade básica de Saúde – UBS, aqui tratados como Equipamentos Públicos. Para traçar essa análise foi utilizado o algoritmo de densidade de Kernel, para evidenciar a distribuição espacial. Foi utilizado um raio de ação, no algoritmo, de 1 km (distância recomendada para utilizar o equipamento público sem a necessidade de utilizar transporte público ou particular). O algoritmo se mostrou satisfatório, pois apontou a maior concentração dos equipamentos públicos no setor Noroeste da Cidade e “vazios” no setor Nordeste e Sudeste, este vazio pode ser explicado pelo rápido crescimento urbano neste setor do município impulsionado pelos programas governamentais de habitação.

 

 

Keywords


UBS, USF, Feira de Santana, Kernel, Análise Pontual.

References


MARTINS, J. S; ABREU, S.C.C.; QUEVEDO, M.P.; BOURGET, M. M. M. Estudo comparativo entre Unidade de Saúde com e sem estratégia Saúde da Família por meio do PCTool. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. 2016;11(38):1-13. http:/dx.doi.org/10.5412/rbmfc11(38)1252

Elias PE, Ferreira CW, Alves MCG, Cohn A, Kishima V, Escrivão Junior A, et al. Atenção Básica em Saúde: comparação entre PSF e UBS por estrato de exclusão social no município de São Paulo. Ciência Saúde Coletiva. 2006;11(3):633-41.

LOPES, E. J. Análise espacial das Unidades Básicas de Saúde: identificando barreiras no caso. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Rede – Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família/ccbs, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.

DRUCK, S.; CARVALHO, M.S.; CÂMARA, G.; MONTEIRO, A.V.M. (eds) "Análise Espácial de Dados Geográficos". Brasília, EMBRAPA, 2004.

QUEIROZ, F.; BRAGA, A.; PEDRYCZ, W. Sorted Kernel Matrices as Cluster Validity Indexes. In: IFSA/EUSFLAT CONF., 2009. Anais. . . [S.l.: s.n.], 2009. p.1490–1495.

SANTOS, B. SANTOS, R. L. SANTO, S.M. Análise Espacial aplicada à Expansão de Condomínios Fechados na Cidade de Feira de Santana (BA). IV Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologia da Geoinformação, Recife – PE. 001 -009. 2012.

BRASIL. Ministerio da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual de Estrtura Física das Unidade Básicas de Saúde: Saúde da Familina. 2 ed. Brasilia, DF, 2008A. (Normas e Manuais Técnicos, A).

BODSTEIN, R. et. A. Estudos de linha de Base do Projeto de Expansão e Consolidação do Saúde da Familia (ELB/Proesf): considerações sobre seu acompanhamento. Ciencia & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.11 n. 3 p. 725-731, 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Situação de Saúde. Abordagem espaciais na saúde publica. Brasília, DF. 2006. (Capacitação e Atualização em Geoprocessamento em Saúde, 1).

GIOVANELLA, L.et. al. (orgs). Politicas e Sistemas de Saúde no Brasil. Rio de Janeiros: Fiocruz, 2008.

STARFIELD, B. Atenção Primária: Equilibrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnológia. Brasília, DF: UNESCO/Ministério da Saúde, 2002.

DONABEDIAN, A. An Introductions to quality assurance in health care. New York: Oxford University, 2003.

SOUZA, M. S. P. L. et. al. Fatores associados ao acesso geográfico aos serviços de saúde por pessoas com tuberculose em três captais do Nordeste brasileiro. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n 1 p. 111-120, jan. 2015.

ALBUQUERQUE, M. S. V. et.al. Acessibilidade aos serviços de saúde: uma análise a partir da atenção básica em Pernambuco. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 38, p. 182-194, out. 2014. Número especial.

QUEIROZ, F,; BRAGA, A.; PEDRYCZ, Sorted Kernel Matrices as Cluster Validity Indexes. In. IFSA/EUSFLAT CONF., 2009. Anais… [S.l.:s.n.], 2009. p. 1490-1495.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n7-067

Refbacks

  • There are currently no refbacks.