Territórios urbanos Territórios urbanos saudáveis: itinerários, vicissitudes e dialogias / Healthy urban territories: itineraries, vicissitudes and dialogues: itinerários, vicissitudes e dialogias / Healthy urban territories: itineraries, vicissitudes and dialogues

André Luiz da Silva Lima

Abstract


The present work assenta in the reflection of some forms, the important matters, to a understanding of the idea of Territórios Urbanos Saudáveis. Inserida em contexto epistemológico de uma série de estudos em ciências sociais, uma reflexão aqui enunciada e uma discussão sobre conceitos de disciplina no âmbito da saúde. -ação, da noção de comunidade ampliada de pesquisa e da produção compartilhada de conhecimentos. A dicção in situ, the may be referenciada the conjugation of remissions processes in the mission of mind and the movement of cidades in the United States 1980; do projeto de saúde ampliado pelo movimento Sanitário a partir da segunda metade dos anos 1970, e em parte consolidado com o SUS; As provas da teoria da política - em alguns casos experimentaram - os processos de descentralização político-financeira da gestão de recursos públicos. Importar o local de pesquisa que subsidiou o processo de processamento de um conjunto de favelas de Manguinhos, localizado na região norte da cidade do Rio de Janeiro, caracterizado por um país vulnerabilizado em suas dimensões social, ambiental , política e econômica. Desta forma, o itinerário percorrido destacará concepções de Territórios Urbanos Saudáveis, destacando as vicissitudes de Manguinhos quanto aos limites e possibilidades de sua experimentação,


Keywords


Territórios Urbanos Saudáveis; Saúde Urbana; Favelas

References


ACSELRAD, Henri. Vulnerabilidade, processos e relações in FERREIRA, Heline Sivini ; LEITE, José Rubens Morato e BORATTI, Larissa Verri (orgs.). Estado de direito ambiental: tendências. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Tradução Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BECKER, Berta K. O Uso Político do Território: questões a partir de uma visão do terceiro mundo. In BECKER, Berta K.; COSTA, Rogério K.; SILVEIRA, Carmem B.; (orgs) Abordagens Políticas da Espacialidade. Rio de Janeiro: UFRJ, 1983.

BOBBIO, N. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004, 5ª impressão.

BRUM, Mario Sergio Ignácio. Cidade Alta: história, memórias e o estigma de favela num conjunto habitacional do Rio de Janeiro / Mario Sergio Ignácio Brum. Tese (Doutorado) – Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Departamento de História, 2011.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil. O longo Caminho. 3a ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

DUHL, L.J. The healthy city: its function and its future. Health Promotion, 1, 1986.

FERNANDES, Tania Maria Dias e LIMA, André Luiz da Silva. Poder y política de planificacion habitacional en favelas in Rio de Janeiro de los años 2000. In: Power and Democracy: the many voices of Oral History. XVIII IOHA Conference, 2014, Barcelona. Comunicaciones - Power and Democracy: the many voices of Oral History. XVIII IOHA Conference, 2014. v. I. p. 1534-1542.

FERNANDES, Tania Maria; COSTA, Renato Gama-Rosa. Histórias de pessoas e lugares: memórias das comunidades de Manguinhos. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2009.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e terra, 1993.

HANCOCK, Trevor. The Evolution, impact and significance of the healthy cities – healthy communities movement. Journal of Public Health Policy, 14(1), 1993.

HANCOCK, Trevor. Trevor Hancock explica conceito de Cidades Saudáveis. Agência Fiocruz de Notícias, 25 de abril de 2008.

KZURE-CERQUERA, Humberto. A saúde da Cidade sob Suspeita. In: SILVEIRA, Carmem Beatriz et. Al (Org.) Cidades Saudáveis? Alguns olhares sobre o tema. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2014.

KZURE-CERQUERA, Humberto. Limites e desafios para o urbanismo contemporâneo face às fragmentações, colisões e articulações do espaço da cidade. In: HERBST, H. (Org). Dez anos de Arquitetura na Rural: percursos e perspectivas do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Rural do Rio de Janeiro. Seropédica: Editora da UFRRJ, 2010.

LEEDS, Anthony & LEEDS, Elizabeth. A sociologia do Brasil Urbano (2a edição organizada por Elizabeth Leeds e Nísia Trindade Lima). Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2015.

LIMA, André Luiz da Silva. Não vou bater palmas para maluco dançar: participação social nas favelas de Manguinhos (Rio de Janeiro, 1993-2011). 2017. 335 f. Tese (Doutorado em História das Ciências e da Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.

MERHY, Emerson Elias. O conhecer militante do sujeito implicado: o desafio de reconhecê-lo como saber válido. In: FRANCO. T.B. et al. Acolher Chapecó: uma experiência de mudança com base no processo de trabalho. São Paulo: Hucitec, 2004

OLIVEIRA, Maria Helena Barros de; et all (ORG). Direitos humanos e saúde: construindo caminhos, viabilizando rumos. Rio de Janeiro: CEBES, 2017.

PAIM, Jairnilson Silva. Reforma Sanitária Brasileira – Contribuição para a compreensão e crítica. Salvador: EDUFBA; Rio de Janeiro: Fiocruz, 2008.

RAFFESTIN, C. Por uma geografia do poder. Tradução de Maria Cecília França. São Paulo: Ática, 1993.

SALES, Teresa. Raízes da desigualdade social na cultura política brasileira. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, n. 25, p. 26-37, 1994.Disponível em : http://www.anpocs.org.br/portal/publicacoes/rbcs_00_25/rbcs25_02.htm. Acesso em : 22/11/2016.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e Justiça: a politica social na ordem brasileira. Rio de Janeiro, Ed. Campos, 1979, 138 p.

SCHWARTZ, Y. A comunidade científica ampliada e o regime de produção de saberes. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, n. 7, p. 38-47, jul./dez. 2000.

SOUZA, Jessé de. A radiografia do golpe. Rio de Janeiro: Editora LeYa, 2016.

SOUZA, Jessé. A Construção Social da Subcidadania. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Revisitando a crítica ao mito da marginalidade: a população favelada do Rio de Janeiro em face do tráfico de drogas. In: ACSELRAD, G. org. Avessos do prazer: drogas, Aids e direitos humanos. 2nd ed. rev. and enl. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2005.

VALLA, Victor Vincent (Org.). Educação e favela. Petrópolis: Vozes, 1986.

VALLADARES, Lícia do Prado. A invenção da Favela: do mito de origem a favela.com. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

VELHO, Gilberto. Violência, reciprocidade e desigualdade: uma perspectiva antropológica. In: VELHO, Gilberto e ALVITO, Marcos (orgs). Cidadania e violência. Rio de Janeiro, UFRJ/FGV, 1996.

WALLERSTEIN, N. Powerlesseness, empowerment, and health: implications for health promotion programs. American Journal of Health Promotion, No 06, 1992.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n7-007.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.