Impacto de usinas hidrelétricas: implicação legais e ambientais no extremo norte do Brasil / Impact of hydroelectric plants: legal and environmental implication in the northern Brazil

Giselle Feliz Santiago, Olavo Bilac Quaresma de Oliveira Filho

Abstract


Desenvolveu-se um estudo para avaliar as implicações legais e percepção ambiental de indivíduos residentes do Município de Ferreira Gomes, localizado na região Sudeste do Estado do Amapá, Brasil. Foram selecionados participantes que aleatoriamenteque responderam sobre questões que abordavam sobre os impactos, do ponto de vista ambiental e legal, das Usinas Hidrelétricas sobre o município. Com base na análise das respostas dos indivíduos, no estudo do discurso e na legislação, observou-se que os moradores do município vêm os empreendimentos hidrelétricos como os causadores dos impactos ambientais, sobretudo em corpos hídricos, na fauna e na flora da cidade. Os resultados concordam com problemas ambientais relatados em outros artigos, como a poluição dos recursos hídricos e o desacordo com a legislação CONAMA (Conselho Nacional de Meio Ambiente). Estes resultadosapontam uma dimensão negativa que as usinas trouxeram, e os moradores mesmo com a ausência de ações de educação ambiental no município foram capazes de perceber a gravidade de tais impactos.


Keywords


Legislação, Percepção, Educação ambiental, Impactos ambientais.

References


ALTVATER, E. O Preço da Riqueza. São Paulo: Ed. UNESP, 1995, p. 52

ANDRADE, D. F. Implementação da Educação Ambiental em escolas: uma reflexão. In: Fundação Universidade Federal do Rio Grande. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 4.out/nov/1997.

BAY, A., SILVA, V. P.; Percepção Ambiental De Moradores Do Bairro De Liberdade De Parnamirim/RN sobre Esgotamento Sanitário. Relatório. Rio Grande do Norte, 2011, p. 2

BONETI, L. W.; Políticas públicas por dentro. Ijuí: Unijuí, 2006.

BURTON, I.; KATES, R.;WHITE, G. F.;The environmental as hazard. New York: Oxford University, 1978. 240p

ECOTUMUCUMAQUE. 2010. Estudo de impacto ambiental do aproveitamento Hidrelétrico Cachoeira Caldeirão. Macapá – AP.

EPE [Empresa de Pesquisa Energética]. Relatório Final Workshop Indicadores Socioambientais para o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE). Rio de Janeiro: EPE, 2011.

FENILL. G. Z.;Impactos Socioambientais Causados pela Implantação da Usina Hidrelétrica Ita. COBRAC 2002. Congresso Brasileiro de Cadastro Técnico Multifinalitário. UFSC Florianópolis. 6 a 10 de Outubro 2002.

FREITAS, R.E.; RIBEIRO, K.C.C.; Educação e percepção ambiental para a conservação do meio ambiente na cidade de Manaus-AM- Uma análise dos processos educacionais no centro municipal de educação infantil Eliakin Rufino. Rev. Eletrônica Aboré. Manaus: 03 nov. de 2007. p. 4

GONÇALVES, N.M.; HOEFFEL J.L.M.; Percepção ambiental sobre unidades de conservação: os conflitos em torno do parque estadual de Itapetinga-SP. Rev. Vitas.São Paulo: junho de 2012. p. 11.

INATOMI, T.A.H.; UDAETA, M.E.M.; Análise dos impactos ambientais na produção de energia dentro do planejamento integrado de recursos. Universidade de São Paulo - USP. São Paulo: 2000. p. 5

LEITE, M. A. Impacto Ambiental das Usinas Hidrelétricas. II Semana do Meio Ambiente. UNESP. Ilha Solteira, junho 2005.

MAGALHÃES, S.C. G. Estudos de impactos sociais e ambientais decorrentes dos projetos hidrelétricos de Jirau e Santo Antônio – Reflexões Preliminares. Artigo de mestrado. Universidade Federal de Rondônia (UFRO). Agosto de 2006. p. 11

MILLENNIUM ECOSYSTEM ASSESSMENT (MEA).Ecosystems and Human Well-being: A Framework for Assessment. World ResourcesInstitute, Washington D.C.: Island Press 2003.

MORETA. S. Viva o Rio Madeira Vivo- Diga não às barragens. Campanha Popular (2005)

NOGUEIRA, D. P. Metodologias e Estudos Sociológicos sobre Biossinose no município de São Paulo, Brasil. Rev. Saúde públ., São Paulo: 1973. p. 7-72.

PPCDAP. 2009. Plano de Prevenção e controle do Desmatamento e Queimadas do Estado do Amapá – contexto e ações. Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Governo do Estado do Amapá, Macapá, novembro de 2009.

RIBEIRO, E.A.W.; A região de saúde a partir das usinas hidrelétricas. Rev. Brasileira de Geografia Médica e da Saúde. São Paulo: 2011. p. 3

SANTOS, T.B. Decisão de investimento: Estudo de viabilidade de uma Pequena Central Hidrelétrica, 2012. Disponível em: < http://www.lume.ufrgs.br/handle/ 10183/18125> Acesso em: 10 mar. 2015.

SILVA, G. M. O cidadão e a coletividade no discurso da educação ambiental. Avaliando a educação ambiental no Brasil: materiais impressos, col. Gaia/ Ecoar de Educação Ambiental, Editora Gaia, 2014.

SIQUEIRA G.V.;Licenciamento ambiental no amapá: o caso do aproveitamento hidrelétrico de Ferreira Gomes (AHE-FG). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Amapá – UNIFAP. Macapá: 2011. p. 49




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n6-170

Refbacks

  • There are currently no refbacks.