Inovações didáticas no ensino de zoologia: enfoques sobre a elaboração e comunicação de relatos de experiências como atividades de aprendizagem / Didactic innovations in zoology teaching: approaches on the preparation and communication of experiences reportsas learning activities

Elineí Araújo de Almeida, Roberto Lima Santos, Clécio Danilo Dias da Silva, Gisele Silva Marques de Melo, Rosângela Gondim D’ Oliveira

Abstract


No intuito de evidenciar o processo de ensino e aprendizagem em zoologia, os objetivos do trabalho foram ressaltar acerca de um conjunto de relatos de experiências pedagógicas que exploraram,didaticamente, temas sobre invertebrados e foram divulgados, em fontes científicas diversas. As considerações foram feitas em torno de umcorpus, selecionado a partir de dezenas de trabalhos elaborados em um período de dez anos (2008-2018), por estudantes do ensino superior, que se engajaram na exploração dos conteúdos conceituais, junto aos professores, que encorajaram a realização das produções e promoveram aperfeiçoamentos nos escritos efetuados. Enquanto produto didático, as publicações, abordando uma ou mais dinâmica de ensino, entre elas,atividades lúdicas, práticas em campo ou no laboratório, pesquisa bibliográficae, mapas conceituais, etc., tem se constituído fontes informativas para motivar o interesse de outros estudantes, como também, proporcionar elementos de memória da sala de aula, e questionamentos sobre o significado da inserção de inovações no percurso dana sala de aula.


Keywords


Conteúdos sobre invertebrados, Engajamento pedagógico, Memórias da sala de aula,Professor reflexivo, Trajetórias de ensino.

References


AGUIAR, J. G.; CORREIA, P. R. M. Como fazer bons mapas conceituais? Estabelecendo parâmetros de referências e propondo atividades de treinamento. Revista Brasileira de pesquisa em Educação em Ciências, v. 13, n. 2, p. 141-157, 2013.

AGUILAR TAMAYO, M. F. (Coord.). Didacticadel mapa conceptual em laeducación superior: experiências e aplicaciones para ayudar al aprendizaje de conceptos. México: Universidad Autónoma del Estado de Morelos: Juan Pablo Editor, 2012.

ÅHLBERG, M. Concept mapping as an empowering method to promote learning, thinking, teaching and research. Journal for Educators, Teachers and Trainers JETT, v.4, n. 1, p. 26-35, 2013.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. (Coord.). Anais do I Seminário sobre Biodiversidade do DBEZ-UFRN. Natal: EdUFRN, 2008.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Suportes didáticos e científicos na construção de conhecimentos sobre Biodiversidade: ênfase aos conteúdos de zoologia. Experiências em Ensino de Ciências (UFRGS). v. 5, p.135 - 145, 2010.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Zoologia no campo, no laboratório e na bibliografia especializada: trajetória no processo de ensino-aprendizagem. In: ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. (Org.). Ensino de zoologia: ensaios metadisciplinares. João Pessoa: EdUFPB. p. 23-44. 2011.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Registros e divulgação de experiências efetivadas no ensino: práticas motivadoras na trajetória do professor e dos estudantes. Revista Barbante, v. 1, n. 3, p. 1-10, 2012.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. et al. Sistemática Filogenética para o ensino comparado da Zoologia. In: ARAÚJO-DE- ALMEIDA, E. (Org.). Ensino de zoologia: ensaios didáticos. João Pessoa: EdUFPb. p. 49-64. 2007.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. et al. Dinamicidade no ensino: exercitando a construção e a divulgação de conhecimentos sobre o percurso da sala de aula. Revista da Sociedade Brasileira de Ensino de Biologia, n. 3, p. 3230-3237, 2010a.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. et al. Produção e divulgação de conhecimentos sobre os invertebrados marinhos: uma evidência à conservação da biodiversidade na ApaJenipabu/RN-Brasil. In: SEABRA, G.; SILVA, J, A. N.; MENDONÇA, I. T. L. (Org). A Conferência da Terra: aquecimento global, sociedade e biodiversidade. João Pessoa: EdUFPB. v. 1, p. 282-288. 2010b.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. et al. Interações pedagógicas em Zoologia e o enfoque metadisciplinar. In: ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. (Org.). Ensino de zoologia: ensaios metadisciplinares. João Pessoa: EdUFPb,2011a, p.63-78.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. et al. Invertebrados negligenciados: implicações sobre a compreensão da diversidade e filogenia dos Metazoa. In: ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. (Org.). Ensino de zoologia: ensaios metadisciplinares. João Pessoa: EdUFPb. p. 135-156. 2011b.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E.; SANTOS, R. L. Conceptmapstopromotelearning in Zoology. In: CAÑAS, A. J. et al. (Eds.). Proceedings of the eighth International Conference on Concept Mapping. Medellín, Colombia, p. 318-322, 2018.

ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E.; SOUZA, M. F.; SANTOS, R. L. Dinamização de aprendizagem sobre legislação ambiental relacionada ao acesso à biodiversidade. In: Congresso Nacional de Educação, 4, 2017. Campina Grande, Pb: Realize Eventos e Editora, 2017.

BARBOSA, J. E. L.; PAZ, R.; JOST, A. H. (Org.). Congresso Nordestino de Biólogos: 30 Anos da Profissão Biólogo no Brasil. João Pessoa: EdUFPB, 2009.

BARDIN, L. Análise do conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

CORREIA, P. R. M. et al. Por que vale a pena usar mapas conceituais no ensino superior? Rev. Grad. USP, v. 1, n. 1, p. 41-51, 2016.

COSTA, J. S.Docência no ensino superior: professor aulista ou professor pesquisador? Caderno Discente do Instituto Superior de Educação, v. 2, n. 2, p. 41-62, 2008.

DA SILVA, L.; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Construção do conhecimento ambiental e conservação de invertebrados em área de proteção ambiental litorânea no nordeste do BrasilAmbiente & Educação, v. 18, n. 1, p. 25-42, 2013.

DE ASSIS, J. E. et al. Avaliando o conceito de evolução biológica dos professores de biologia do ensino médio de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Gaia Scientia, v. 2, n. 1, p. 97–105, 2008.

DIAS-DA-SILVA, C. D. Potencialidades dos mapas conceituais no processo de ensino-aprendizagem de zoologia. (Mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2018.https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26270 (Acesso em 03-01-2019).

DUMINELLI, M. V. Metodologias ativas e a inovação na aprendizagem no ensino superior. Braz. J. ofDevelop., v. 5, n. 4, p. 3965-3980, 2019.

FORMIGA, N. S. O que fazer para ter um bom rendimento acadêmico? diferenças e correlatos na atribuição de causalidade em relação aos indicadores de êxito acadêmico em jovens. Psicologia.pt, p. 1-13, 2003.

GALIAZZI, M. C.; MORAES, R.; RAMOS, M. G. Educar pela pesquisa: as resistências sinalizando o processo de profissionalização de professores. Educar, Curitiba, n. 21, p. 227-241. 2003.

KINCHIN, I. M. If concept mapping is so helpful to learning biology, why aren't we all doing it? Int. J. Sci. Educ., v. 23, n. 12, p. 1257- 1269, 2001.

KINCHIN, I. M. et al. Researcher-led academic development. Journal for Academic Development, v. 23, n. 4, p. 339-354, 2018.

LENZ, G. et al. Concepções de ensino e currículo de zoologia no Brasil. REIEC. v. 12, n. 2, p. 29-40, 2017.

LIMA, R. L. et al. Identificação de espaços para as práticas ambientais na cidade do Natal/RN: uma análise de referenciais veiculados na web. Holos, v. 2, n. 29, p. 261-269, 2013.

MARINHO, P. H. D. et al. Análise de produções textuais sobre metazoários negligenciados: importância das estratégias didáticas ilustrando os caracteres e o ambiente. Revista da Sociedade Brasileira de ensino de Biologia, n. 4, p. 1-07, 2012a.

MONTEIRO, N.; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. A consideração sobre a elaboração de mapas Conceituais. In: III Congresso Nacional de Educação, Editora Realize/Campina Grande, III CONEDU, 2016.

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação. v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

MOREIRA, A. M. Mapas conceituais e diagramas. Porto Alegre: UFRS, Instituto de Física. 2006.

NASCIMENTO, M. V. É.; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Importância da realização de trilhas participativas para o conhecimento e conservação da diversidade biológica: uma análise da percepção ambiental. Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 23. p. 358-368, 2014.

NORNBERG, M.; SILVA, G. F. Processos de escrita e autoria sobre a ação docente enquanto prática formativa. Educar em Revista, n. 54, p. 185-202, 2014.

NOVAK, J. D.; GOWIN, D. B. Aprender a aprender. Lisboa: PlátanoEdiçõesTécnicas, 1996.

NOVAK, J. D.; CAÑAS, A. J. The theory underlying concept maps and how to construct and use them. Pensacola, FL: Institute for HumanandMachineCognition. Retrieved, 2008.

NOVAK, J. D.; CAÑAS, A. J. A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborá-los e usá-los.Práxis Educativa, v. 5, n.1, p. 9-29, 2010.

NÓVOA, A. (Org). Vida de professores. Porto: Porto Editora, 2007.

PASSEGGI, M. C. Narrativas da experiência na pesquisa-formação: do sujeito epistêmico ao sujeito biográfico. Roteiro, v. 41, n. 1, p. 67-86, 2016.

RICHTER, E. et al. Ensino de zoologia: concepções e metodologias na prática docente. Ensino & Pesquisa, v. 15, n. 1, p. 27-48, 2017.

SANTOS, R. L. Direito Ambiental, conservação da biodiversidade e ensino de zoologia. In: ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. (Org.). Ensino de zoologia: ensaios metadisciplinares. João Pessoa: EdUFPB, 2011, p. 209-225.

SANTOS, R. L; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Mapeamento conceitual como ferramenta para compreensão de terminologias abordadas em sistemática filogenética. In: V Congresso Nacional de Educação, Anais do V CONEDU. Recife/PE, 2018.

SANTOS, R. L.; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E.; CHRISTOFFERSEN, M. L. Emprego de diagramas filogenéticos refletindo eventos macroevolutivos em livros didáticos de Biologia para o Ensino Médio no Brasil. Revista da SBEnBio, n. 3, p. 670-677, 2010.

SANTOS, R.; DIAS-DA-SILVA, C. D.; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Ensino de zoologia e sensibilização jurídico-ambiental mediados pela observação da malacofaunaintertidal em recifes do Rio Grande do Norte. In: GONÇALVES, F.A.M.F. (Org.). Ensino de ciências e educação matemática. Ponta Grossa: Atena. p. 193-198. 2019.

SAUL, A. M. Uma prática docente inspirada no “jeito de ser docente” de Paulo Freire, Rizoma Freireano, n. 12, p. 1-11, 2012.

SILVA; A. P. G. V.; OLIVEIRA NETO, J. F.; SHUVARTZ, M.A discussão sobre o ensino de zoologia nos Enpec’s e na RBPEC: um estado da arte. In: XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – XI ENPEC - Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2017.

SOUZA, E. C. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Salvador: EdUNEB, 2006.

SOUZA, M. F.; ARAÚJO-DE-ALMEIDA, E. Reflexões sobre os mapas conceituais aplicados ao ensino de parasitologia. Braz. J. ofDevelop., V. 5, n. 5. p. 3953-3964, 2019.

SUÁREZ, D. H. A documentação narrativa de experiências pedagógicas como estratégia de pesquisa-ação-formação de docentes. In: PASSEGGI, M. C.; BARBOSA, T. M. N. (Org.). Narrativas de formação e saberes biográficos. Natal: EdUFRN, 2008.

SUÁREZ, D. H. Relatos de experiencia, saber pedagógico y reconstrucción de la memoria escolar.Educação em Revista, v.27 n. 1 p.387-416, 2011.

SUÁREZ, D. H.; FLORES, J. I. La investigación narrativa, laformación y lapráctica docente. Revista del IICE, n. 41, p. 5-14, 2017.

VASCONCELLOS, C. S. Construção do conhecimento em sala de aula. São Paulo: Liberdade, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n6-164

Refbacks

  • There are currently no refbacks.