As questões de geografia na prova do enem. O que pensam os professores da disciplina? / The geography issues in the enem. What do discipline teachers think?

Sandro Damião Ribeiro da Silva, Raquel Basílio dos Santos, Isauro Beltrán Núñez

Abstract


O ENEM é, atualmente, o maior exame do contexto educacional brasileiro. Além da possibilidade de ingresso em universidades que proporciona, ele avalia a capacidade de estudantes de Ensino médio através do cumprimento de competências e habilidades que fomentam uma aprendizagem mais moderna, dinâmica, interdisciplinar e propiciadora de uma educação mais sólida. Partindo dessa perspectiva, o presente estudo busca analisar a opinião de professores de Geografia do Ensino médio sobre as questões desse componente curricular nas provas do ENEM. Tal análise ganhou respaldo a partir de premissas que consideram o ENEM como um instrumento avaliativo de discentes do Ensino médio, o conteúdo e o grau de complexidade das provas e quais as dificuldades encontradas pelos estudantes na resolução do exame. Para tal, foi privilegiada uma metodologia de caráter exploratório e descritivo, voltada à aplicação de questionários, com a qual foi possível responder as questões formuladas previamente, em consonância irrestrita com o referencial teórico norteador. Como principais resultados, se evidencia o “não” da maioria dos professores quando perguntados se o ENEM é o instrumento avaliativo adequado à evidência da aprendizagem dos alunos do Ensino médio, em virtude de apenas uma parte dos conteúdos existentes no referido exame (de dificuldade média) ser constantemente ministrada em sala de aula de maneira não pontual e concatenada com a realidade local. Além disso, foram discutidas as principais dificuldades enfrentadas por esses alunos ao responder o ENEM, bem como buscou-se entender o porquê de elas ocorrerem a partir de justificativas dadas pelos próprios docentes.


Keywords


ENEM, Geografia, Opinião de professores, Ensino de Geografia, Dificuldades de Aprendizagem.

References


ALMEIDA, L. F. O Ensino Escolar e a Avaliação do Enem: reflexões sobre a Geografia ensinada nas escolas. Revista Brasileira de Educação em Geografia, v. 5, p. 76-87, 2015.

BACHELARD, G. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

BRASIL. Matriz de Referência para ao ENEM 2009. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Brasília: MEC/INEP, 2016.

CALLAI, H.C. Educação geográfica: ensinar e aprender Geografia. In: MUNHOZ, Gislaine (Org.) et al. Geografia – Estudo e Ensino – conhecimentos escolares e caminhos metodológicos. São Paulo: Ed. Xamã, 2012, p. 73-87.

CARVALHO, A. M. P. et al. Ciências no ensino fundamental: o conhecimento físico. São Paulo: Scipione, 2007.

CAVALCANTI, L. S. A Geografia e a realidade escolar contemporânea: avanços, caminhos e alternativas. In: I Seminário Nacional: Currículo em Movimento: Perspectivas Atuais, 2010, Belo Horizonte. Anais do I Seminário nacional: Currículo em Movimento: perspectivas atuais, 2010. p. 1-15.

COUTINHO, E. C. S.; FRANCO, G. B.; AMORIM, R. R. Geografia Física nas Provas do Enem: Relação Interdisciplinar com as Ciências da Natureza. Revista do Departamento de Geografia, v. Esp., p. 147-156, 2017.

LIBÂNEO, J. C. Didática. 2ª Ed. São Paulo: Ed. Cortez, 2013.

MENDONÇA, F. Geografia Física: Ciência Humana?São Paulo: Contexto, 1989.

MORIN, E. O método: a natureza da natureza. Lisboa. Publicações Europa-América, 1977. (Coleção Biblioteca Universitária).

NOCEDO, J. L. et al. Metodología de la investigación educacional. La Habana: Editorial Pueblo y Educación. 2002.

NUNES, A. C. F. As Dificuldades de EnsinarGeografia. Geografia, Londrina,v. 13, n. 1, jan./jun. 2004.

PINHEIRO, D. R. C.; MALHEIRO, D. R. Geografia em avaliações de aprendizagem do Ensino médio no Brasil, ENEM (2006 a 2011). Geografia Ensino & Pesquisa, v. 17, p. 115/3-126, 2014.

POMBO, O. Interdisciplinaridade e Integração dos Saberes. Liinc em revista, v. 1, n.1, 2005, p.3-15, mar./2005.

RAMALHO, B. L.; NÚÑEZ, I. B.; GAUTHIER, C. Formar o Professor Profissionalizar o Ensino: perspectivas e desafios. 2. ed. Porto Alegre: Editora Sulina, 2004. v. 2. 208p.

REGO, N.; CASTROGIOVANNI, A. C.; KAERCHER, N. A. Geografia Práticas Pedagógicas para o Ensino médio. Porto Alegre: Artmed, 2007.

ROCHA, A. A. C. N.. Qual a referência da Matriz? Notas para ensaiar uma reflexão sobre a disciplina escolar e a Geografia no ENEM. Revista Brasileira de Educação em Geografia, v. 2, p. 01-23, 2012.

SALVADOR, D. S. C. O. A Geografia e o método dialético. Sociedade e Território (Natal), v. 24, p. 97-114, 2012.

SILVA, J. S; BARBOSA, A. C. O conhecimento local em face do ENEM: as implicações no ensino de Geografia do Piauí. Revista Brasileira de Educação em Geografia, v. 7, p. 363-379, 2017.

SOCHAVA, V. B. O estudo de geossistemas. Métodos em questão. São Paulo: Instituto de Geografia. USP. 1977. 51 p.

SPOSITO, E. S. Geografia e filosofia: contribuição para o ensino do pensamento geográfico. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

SUERTEGARAY, D. M. A. Geografia física (?) ou geografia e ambiente(?); In: MENDONÇA, F.; KOZEL, S. Elementos da epistemologia da Geografia contemporânea. Curitiba: Ed. da UFPR, 2002.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n6-158

Refbacks

  • There are currently no refbacks.