Cultivo Consorciado de alface, cebolinha e coentro na Amazônia Tocantina / Consorciado cultivation of lettuce, chives and coriander in the Amazon Tocantina

Luciane dos Santos Borges, Mariana Casari Parreira, Cristina de Jesus Barradas Gonçalves, Dorivan Melo Filho, Cassio Henrique Silva da Silva, David Pantoja Ribeiro, Marcel Valente da Cruz

Abstract


 

Na Amazônia Tocantina há dificuldade de acesso a alimentos saudáveis como hortaliças pela população, principalmente pela escassez de produção na região. Devido a este fato, este trabalho tem por objetivo avaliar dois métodos de cultivo (consorcio e solteiro) das hortaliças alface, cebolinha e coentro. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados com quatro repetições. Foram avaliados seis tratamentos: alface solteira, cebolinha solteira, coentro solteiro, alface consorciada com cebolinha, alface consorciada com coentro e cebolinha consorciada com coentro. As plantas da cultura de alface mostraram melhores resultados em cultivo consorciado com cebolinha, enquanto que as culturas de cebolinha e coentro responderam positivamente em cultivo solteiro. Contudo, os consórcios alface com cebolinha e alface com coentro obtiveram Índice de Equivalência de Área satisfatórios, mostrando a viabilidade desses consórcios.


Keywords


Allium fistulosum L.; Coriandrum Sativum .;Lactuca sativa L; viabilidade, produtividade.

References


ALGERI, A. et al. Cultivo em consórcio de repolho, alface e cenoura. BrazilianJournalofDevelopment, v. 4, n. 6, p. 3436-3450, 2018.

BELTRÃO, N.E.M. et al. Comparação entre indicadores agroeconômicos de avaliação de agroecossistemas consorciados e solteiros envolvendo algodão "upland" e feijão "caupi". Campina Grande:CNPA, 1984. 21 p. (Boletim de pesquisa 15).

CAVALCANTE NETO, J.G. et al. Cultivo do coentro com e sem cobertura do solo em diferentes espaçamentos. Espírito Santo do Pinhal-PE: Engenharia Ambiental, v. 7, n. 4, 2010.

DUMONT, A.H. et al. Oferta e tecnologias de produção de pepino e berinjela em Minas Gerais. Horticultura Brasileira, v.1, n. 34, p. 265-272, 2016.

FANELLI, M.B.D. et al. Levantamento de perdas em hortaliças frescas na rede varejista de Mineiros. Horticultura Brasileira, v. 1, n. 27, p. 116-120, 2009.

GUERRA, A.M.N.M. et al. Avaliação das principais causas de perdas pós-colheita de hortaliças comercializadas em Santarém, Pará. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 12, n. 1, 2017.

KOEFENDER, J. et al. Consorciação entre alface e cebola em diferentes espaçamentos. Horticultura. Brasileira, v. 34, n. 4, p. 580-583, 2016.

LIRA, J.L.C.B. Produtividade, índice de equivalência de área e incidência de espontâneas em cultivo consorciado de alface. 2013. 31f. Monografia em Agronomia - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, DF.

MACHADO DIAS, J.R.M. Cultivo consorciado de olerícolas em sistema agroecológico. Revista de Ciências Agrárias, v. 54, n. 1, p. 12-19, 2011.

MAIA, J.T.L.S. et al. Viabilidade econômica do cultivo de alface e cenoura em sistemas consorciados. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 3, n. 1, p. 67-70, 2008.

MASSAD, M.D. et al. Desempenho do consorcio cebolinha-rabanete, sob manejo orgânico. BioscienceJournal, v. 16, n. 4, 2010.

OLIVEIRA, E.Q. et al. Produtividade de alface e rúcula, em sistema consorciado, sob adubação orgânica e mineral. Horticultura Brasileira, v. 28,n. 1, p.36-40, 2010.

RESENDE, A.L. et al. Consórcio couve-coentro em cultivo orgânico e sua influência nas populações de joaninhas. Horticultura brasileira, v. 28, n. 1, 2010.

SALGADO, A.S. et al. Consórcios alface, cenoura e alface-rabanete sob manejo orgânico. Pesquisa Agropecuária Brasileira. v. 1, n. 41, p. 1141-1147, 2006.

SANTOS, D. et al., Produção comercial de cultivares de alface em Bananeiras. Horticultura Brasileira, v. 1, n. 29, 609-612, 2011.

SILVA, A.S.S., et al. Estudo do cultivo consorciado de repolho com beterraba e cenoura no município de Pombal – PB. Revista Verde, v. 5, n. 5, (Número Especial), p. 197 – 203, 2010.

SILVA, L. B. et al. Produção de alface sob diferentes sistemas de cultivo. Enciclopédia Biosfera, Goiânia: Centro Científico Conhecer, v. 9, n. 16, p. 1743, 2013.

SUGASTI, J.B. et al. Consórcio de rabanete, alface e quiabo e seu efeito sobre as características agronômicas das culturas, produção e índice de equivalência de área. Revista Brasileira de Agroecologia. v. 1, n. 8, p. 214-225, 2013.

TEIXEIRA, I. R. et al. Consórcio de Hortaliças. Revisão. Semina Ciências Agrárias, v. 26, n. 4, p. 507-514, 2005.

TELLES, C.C. et al. Cultivo de alface em consórcio com hortaliças tradicionais. Cadernos de Agroecologia, IX Congresso Brasileiro de Agroecologia, v. 10, n. 3, 2015.

VASCONCELOS, M.C.C. et al. Interferência de plantas daninhas sobre plantas cultivadas. Revista Agropecuária Científica no Semiárido, v. 8, n. 1, p. 01-06, 2012.

WILLEY, R.W. Intercropping: its importanceandresearchneeds. Part 1. Competitionandyiedadvantages. Field Crops, v. 32, n. 1, p. 1-10, 1979.

ZANOL, S.V. et al. Cultivo de hortaliças companheiras em sistema agroecológico, período primavera-verão na situação de Uruguaiana-RS. Revista Brasileira de Agroecologia. v. 1, n. 2, p. 1-4, 2007.

ZÁRATE, N.A.H. et al. Produção e renda bruta de cebolinha e de salsa em cultivo solteiro e consorciado. Horticultura Brasileira, v. 21, n. 3, 2003.

ZÁRATE, N.A.H.; VIEIRA, M. do C. Produção e renda bruta da cebolinha solteira e consorciada com espinafre. Horticultura Brasileira, v. 22, n. 4, p. 811-814, 2004.

ZÁRATE, N.A.H. et al. Produção e renda bruta de cebolinha e de coentro, em cultivo solteiro e consorciado. Semina: Ciências Agrárias, v. 26, n. 2, 2005.

ZÁRATE, N.A.H. et al. Produção de cebolinha, solteira e consorciada com rúcula, com e sem cobertura do solo com cama-de-frango. Semina: Ciências Agrárias, v. 27, n. 4, 2006.

ZÁRATE, N.A.H. et al. Amontoas e cobertura do solo com cama-de-frango na produção de cebolinha, com duas colheitas. Maringá: Acta Scientiarum. Agronomy, v. 32, n. 3, p. 449-454, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n6-120

Refbacks

  • There are currently no refbacks.