Análise da formação de custos logísticos entre rotas de transportes de uma Cooperativa do Oeste Catarinense / Analysis of the formation of logistics costs between transport routes of a Cooperativa do Oeste Catarinense

Silvana Dalmutt Kruger, Cristian Solivo, Fábio José Diel

Abstract


O estudo tem por objetivo de comparar os custos logísticos entre as principais rotas de transporte de uma cooperativa de Santa Catarina. Metodologicamente o estudo é caracterizado como um estudo de caso, com abordagem descritiva e de cunho qualitativo. Para identificar o custo por quilômetro rodado entre as principais rotas de origem e destino, utilizadas pela entidade cooperativa, identificaram-se os custos logísticos, tais como: gastos com combustível, pedágios, manutenção, depreciações dos veículos, salários e encargos, etc. Os custos identificados por quilômetro rodado (entre as cinco rotas de origem e nove de destino), demonstram diferenças relevantes nos custos logísticos das rotas dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, devido ao custo dos pedágios, enquanto na rota do Mato Grosso do Sul, o maior custo é o combustível em relação as demais.A rota Rio Grande do Sul/Erechim ao Mato Grosso do Sul, gera o menor lucro por quilômetro rodado (R$ 0,06), enquanto o frete na região de Curitiba gera lucro de R$ 6,89 por quilômetro rodado. Os resultados evidenciam que o lucro por quilômetro rodado, tem variação de acordo com a rota estabelecida, destacando a importância da análise e gestão dos custos logísticos para o acompanhamento dos resultados, tanto para a entidade cooperativa, quanto para as empresas transportadoras de cargas que prestam este serviço.


Keywords


Custos logísticos; Custos de transportes; Formação do custo de transporte.

References


ALVES, A. P. F.; BORBA, J. V. S.; SANTOS, G. T. D.; GIBBON, A. R. Custos de Suprimentos: estudo exploratório com aplicação de modelo de mensuração de custos logísticos. Revista de Administração da UFSM, v. 6, n. 4, p. 694-707, 2013.

ANDRIOLI, R. F.; DIEHL, C. A.; HANSEN, P. B. Proposta de modelo flexível para apoio à decisão de externalização: uma aplicação em logística de transporte. GESTÃO.Org - Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, v. 13, n. 2, p. 116-129, 2015.

BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial. 5° ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

ALVARENGA, A. C; NOVAES, A. G. N. Logística aplicada. São Paulo: Blucher, 2000.

BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J. Logistical management: the integrated supply chain process. 3 ed. McGraw Hill: New York, 1996.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE TRANSPORTES (CNT).Transporte Rodoviário de Cargas. Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos, 2015. Disponível em:

Acesso em: 01 de abril. 2018.

CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos:criando redes que agregam valor. 2 ed. São Paulo: Thomson Lerning, 2007.

ENGBLOM, J.; SOLAKIVI, T.; T’OYLI, J.; OJALA, L. Multiple-method analysis of logistics costs.InternationalJournalProductionEconomics, v. 137, p. 29-35, 2012.

FARIAS, A. C.; COSTA, M.F.G. Gestão de custos logísticos. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

FREITAS, L. C.; MARCELINO, G.; SILVA, M. L. Estudo comparativo envolvendo três métodos de cálculo de custo operacional do caminhão bitrem. Revista Árvore, v. 28, n. 6, p.855-863, 2004.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Metodologia Cientifica. São Paulo: Atlas, 1983.

MAXIMIANO, A. Teoria Geral da Administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MARCHET, G.; PEREGO, A.; PEROTTI, S. Anexploratorystudyof ICT adoption in theItalianfreighttransportationindustry. InternationalJournalofPhysicalDistribution&Logistics Management, v. 39, n. 9, p. 785-812, 2009.

MARTINS, R. S.; REBECHI, D.; PRATI, C. A.; CONTE, H. Decisões estratégicas na logística do agronegócio: compensação de custos transporte-armazenagem para a soja no estado do Paraná. Revista de Administração Contemporânea, v. 9, n. 1, p. 53-78, 2005.

MEDEIROS, P. Y.; LEVY, D. C. Análise Empírica dos Fatores que Possibilitaram Entradas na Indústria de Cimento Brasileira. Revista de Administração Mackenzie, v. 16, n. 6, p. 220-251, 2015.

OLIVEIRA, L. M. Manual de Contabilidade Tributária.3. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

RIBEIRO, S.; MANSANO, F. H.; HAUBER GAMEIRO, A.; LOPES, R. L. Custo do transporte como ferramenta de gerenciamento logístico para a soja: o caso da rota Maringá–Paranaguá. Revista Adm. Made, v. 13, n. 3, p. 87-100, 2010.

SOUZA, M. A.; REMPEL, C.; SILVA, J. L. R. Práticas de gestão de custos logísticos: estudo de caso em uma empresa do setor de bebidas. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 8, n. 21, p. 25-35, 2014.

SOUZA, M. A., SCHNORR, C., BALDASSO, F. F. Práticas de gestão de custos logísticos um estudo de caso de uma empresa do setor alimentício. Revista Contemporânea em Contabilidade, v. 10, n. 19, p. 3-33, 2013.

SOUZA, M. A.; WEBER, E. L.; CAMPOS, R. H. Práticas de gestão de custos logísticos internos: estudo de caso em empresa moveleira do sul do Brasil. RevistaContemporânea de Contabilidade, v. 12, n. 25, p. 27-46, 2015.

VALENTE, A.M.; PASSAGLIA, E.; NOVAES, A.G.; VIEIRA, H.Gerenciamento de transporte e frotas. São Paulo: Cengage Learning, 2016.

VARGAS, S. B.; COSER, T.; SOUZA, M. A. Mensuração dos Custos Logísticos: Estudo de Caso em uma Indústria Gráfica. Contabilidade Vista & Revista, v. 27, n. 1, p. 63-87, 2016.

YOUNG, L. H. B. Planejamento tributário: fusão, cisão e incorporação. Curitiba: Juruá, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n6-092

Refbacks

  • There are currently no refbacks.