A família de ontem e de hoje: desagregação ou transformação? / The family of yesterday and today: breakdown or transformation?

Ulisses Heckmaier de Paula Cataldo

Abstract


O presente trabalho tem a intenção de percorrer uma revisão do pensamento de Durkheim e de um dos seus principais herdeiros, o sociólogo francês François de Singly, a fim de responder a algumas inquietações e controvérsias a respeito das transformações que a família nos nossos dias atravessa. Como desdobramento sustentamos o argumento, em referência ao pensamento dos autores citados, que a família contemporânea guarda, nas suas transformações, não uma ruptura, mas sim uma intensificação de alguns dos principais valoresda família moderna, a saber, o individualismo e a lógica do amor.


Keywords


Família contemporânea; Individualismo, Durkheim.

References


ARIÉS,P. (1960) História Social da Criança e da Família. Rio de Janeiro: LTC, 1996.

ALVARO, J; GARRIDO, P. Psicologia social – perspectivas psicológicas e sociológicas. São Paulo: McGraw-Hill, 2006.

BILAC, E. Sobre as transformações nas estruturas familiares no Brasil. Notas muito preliminares. In RIBEIRO, I.; RIBEIRO, A.T. Família em Processos Contemporâneos: Inovações culturais na sociedade brasileira. São Paulo: Loyola, 1995.

COSTA, J.F. Ordem médica e norma familiar. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

DONZELOT, J. A polícia das famílias. Rio- de Janeiro: Graal, 1986.

DUARTE, L.F.D. Horizontes do indivíduo e da ética no crepúsculo da família. In RIBEIRO, I.; RIBEIRO, A.T. Família em Processos Contemporâneos: Inovações culturais na sociedade brasileira. São Paulo: Loyola, 1995.

DURKHEIM, E.(1906). Le divorce par consentementmutel. Revvebleue, 44. Citado por SINGLY, F. Sociologia da Família Contemporânea. Lisboa: Texto & Grafia, 2010.

_____________. The Conjugal Family. On Institucional Analysis. Chicago na London: The universityofchicagopress. S. 229-239, 1978; originallypublished in Reveuphilosophique 90:1-14, 1921.

_____________. (1888). As Regras do método sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ENGELS, F. (1884). A origem da família, da propriedade privada e do estado. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

FONSECA, C. Amor e família: vacas sagradas de nossa época. In RIBEIRO, I.; RIBEIRO, A.T. Família em Processos Contemporâneos: Inovações culturais na sociedade brasileira. São Paulo: Loyola, 1995.

FOUCAULT, M. (1979). Microfísica do Poder. São Paulo: Graal, 2012.

MAIOR, H. P. Durkheim e a Família: Da “Introdução à Sociologia da Família” à “Família Conjugal”. Revista Anthropológicas, ano 9, volume 16 (1): 7-30, 2005.

PRADO, D. O que é Família. São Paulo: Brasiliense, 1985.

ROUDINESCO, E. A família em desordem. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

SAMARA, E.M. Casamento e papéis familiares em São Paulo no Séc. XIX. Cas. Pesq., São Paulo, (37): 17-25, Mai. 1981.

SINAY, S. A Sociedade dos filhos órfãos. Rio de Janeiro: Bestseller, 2012.

SINGLY, F. Sociologia da Família Contemporânea. Lisboa: Texto & Grafia, 2010.

__________. O nascimento do “indivíduo individualizado” e seus efeitos na vida conjugal e familiar”. In PEIXOTO, C.; SINGLY, F.; CICCHELLI, V.; Família e Individuação. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

VAITSMAN, J. Flexíveis e Plurais: identidade, casamento e família em circunstâncias pós-modernas. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

VELHO, G. Individualismo e Cultura: notas para uma Antropologia da Sociedade Contemporânea. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.