A percepção dos professores formadores sobre a educação a distância como estratégia metodológica para a formação continuada dos professores da rede municipal de ensino do Recife / The teachers' perception about distance education as a methodological strategy for the continuing education of the teachers of the Recife municipal school system

Manoelina Xavier Cavalcante, Ana Márcia de Sousa, Josefa Alexandrina Medeiros de Oliveira, José de Lima Albuquerque

Abstract


 

Este artigo traz o estudo da percepção dos professores formadores da Escola de Formação Professor Paulo Freire sobre a Educação a Distância como estratégia metodológica para a formação continuada dos professores da Rede Municipal de Ensino do Recife - RMER. A pesquisa é qualitativa de natureza exploratória e como estratégia de levantamento de dados, foi aplicada a entrevista semiestruturada e os resultados categorizados. Inicialmente, apresenta-se a inserção das tecnologias digitais como  propulsor de mudanças trazendo outra possibilidade de educação que não seja a presencial e o cenário educacional que inserido na sociedade digital, também sofre transformações. No caso, a evidência está na formação continuada do professor, por ser o objeto deste estudo. O debate se desenvolve partindo do marco legal e segue-se dialogando com autores que refletem a prática pedagógica pautada nos eventos de formação continuada, pois são os espaços de discussão, socialização e estudos necessários para a integração às transformações vividas na sociedade nos dias de hoje. A análise do estudo traz a evidencia de que o professor formador tem o entendimento do papel da tecnologia na educação e, principalmente, por ela ser um eixo estruturante da política de Ensino da RMER. Oferecer a modalidade de educação a distancia para a formação continuada é uma questão de direito do professor, pois está contemplada na política de formação do município e considera o contexto do mundo globalizado, presença intensa das tecnologias digitais propiciando ambientes com interatividade, flexibilização de tempo e espaço aprendizagem colaborativa, propiciando reflexão e construção de um sujeitoautônomo.


Keywords


Formação continuada, Professor formador, Educação a Distância, Educação Básica.

References


ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 8. Ed. São Paulo: Cortez, 2011.

ALMEIDA, M. E. B. Prática e formação de professores na integração de mídias. Integração das Tecnologias na Educação/ Secretaria de Educação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, Seed, 2005.

BRASIL. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: . Acesso em 18 de julho de 2017.

DEMO, Pedro. É preciso estudar. In A. M. de Britto. Memórias de formação: registros e percursos em diferentes contextos. Campo Grande: Ed. da UFMS, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

GATTI, Bernadete Angelina. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009.

IMBERNÓN, Francisco. Formação Docente e Profissional: Formar-se para a mudança e a incerteza. 4ª edição. São Paulo: Cortez, 2004.

LAUXEN, Ademar Antonio. A formação continuada do professor-formador: saberes da ação docente no diálogo entre os pares – 2016.

KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e ensino presencial e a distância. São Paulo: Papirus, 2003.

MOORE, Michael; KEARSLEY, Greg. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

RECIFE, Recife. Secretaria de Educação. Política de ensino: tecnologias na educação. Organização: Jacira Maria L’Amour Barreto de Barros, Élia de Fátima Lopes Maçaira, Katia Marcelina de Souza. Recife: Secretaria de Educação, 2015.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3º ed. São Paulo: Editora Atlas, 2014.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.