A organização pedagógica e a utilização das novas tecnologias na escola inclusiva: um estudo de caso / The pedagogical organization and the use of new technologies in inclusive school: a case study

Vanessa de Oliveira, Amaralina Miranda de Souza

Abstract


Este trabalho apresenta resultados de uma pesquisa de mestrado vinculada ao Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade de Brasília – PPGE-FE-UnB, que teve como objetivo analisar a organização pedagógica de uma escola pública do Distrito Federal direcionada ao atendimento à diversidade de demandas educacionais dos estudantes, considerando o uso das novas tecnologias como recursos de apoio ao processo educativo. A educação inclusiva parte do princípio de que todos podem aprender e para que a aprendizagem se concretize é necessário que a equipe pedagógica esteja alinhada em suas concepções, ações e intervenções. Assim, esperava-se que essa equipe, ao aliar seu trabalho aos princípios da educação inclusiva e ao uso de recursos das novas tecnologias, pudesse avançar no seu fazer pedagógico e estimular a aprendizagem dos estudantes. A metodologia foi de abordagem qualitativa, por meio de um estudo de caso realizado em uma escola pública do Distrito Federal e teve como participantes a equipe responsável pelas ações pedagógicas da referida instituição. Foram utilizadas como estratégias para coleta das informações: análise documental, entrevistas semiestruturadas e observação simples. Os resultados obtidos indicaram que a estrutura pedagógica adequada, com profissionais atuando nas diversas áreas que compõem a equipe pedagógica de uma escola: gestores, coordenação pedagógica, equipe de apoio, atendimento educacional especializado, orientação educacional e professores, contribui com o processo educativo quando, e somente quando, todos sentem-se parte importante de tal processo e utilizam os recursos disponíveis com a intencionalidade pedagógica muito bem definida. É fato que nem mesmo os melhores e mais avançados recursos tecnológicos atendem às necessidades individuais dos estudantes se não forem planejados para esse fim.


Keywords


Organização pedagógica, novas tecnologias, escola inclusiva, processo educativo.

References


ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Estudo de Caso em Pesquisa e Avaliação Educacional. Série Pesquisa. 3. ed. Brasília: Liber Livros, 2008.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, n. 9.394/96 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Congresso Nacional, 1996. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

______. Lei n. 12.796/2013 de 4 de abril de 2013. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Disponível em: . Acesso em: 28 jan. 2017.

CARVALHO, Rosita Edler. Escola inclusiva: a reorganização do trabalho pedagógico. 6. ed. Porto Alegre: Mediação, 2014.

______. Educação Inclusiva: com os pingos nos “is”. 11. ed. Porto Alegre: Mediação, 2016.

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. Traduzido por Magda França Lopes. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação. Portaria n. 15 de 11 fev. 2015. Aprova o Regimento Interno das Instituições Educacionais da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal. DODF n. 41. Seção 1. P. 6. Brasília: SEEDF, 27 fev. 2015. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. (Org.) O desafio das diferenças nas escolas. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

______. Inclusão escolar – O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Summus, 2015. Kindle Edition.

MORAN, José Manuel; MASETTO, Marcos T.; BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 20. ed. Campinas: Papirus, 2012.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva, Jeanne Sawaya. 2. ed. Ver. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2011.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA. Declaração Mundial Sobre Educação Para Todos: satisfação das necessidades básicas de aprendizagem. Jomtien-TH: UNESCO, 1990. Disponível em: . Acesso em: 3 abr. 2016

______. Declaração de Salamanca: sobre princípios, política e práticas na área das necessidades educativas especiais. Salamanca-ES: UNESCO, 1994. Disponível em: . Acesso em 28 maio 2016.

RAIÇA, Darcy (org.). Tecnologias para a Educação Inclusiva. São Paulo: Avercamp, 2008.

SOUZA, Amaralina Miranda. Identificando práticas pedagógicas inclusivas na sala de aula. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 55-61, nov. 2016. ISSN 2359-2494. Disponível em:

VASCONCELLOS. Celso dos S. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. 15. ed. São Paulo: Libertad, 2013.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.