A repercussão das políticas habitacionais no Brasil: algumas contribuições a partir do conjunto habitacional Vivendas da Lagoa, Jacobina-BA / The repercussion of housing policies in Brazil: some contributions from the housing estate Vivendas da Lagoa, Jacobina-BA

Daniel Carneiro Reis, Joseane Gomes de Araújo

Abstract


A presente pesquisa tem como escopo apresentar uma abordagem explicativa sobre a repercussão das políticas habitacionais no Brasil e sua aplicação na cidade de Jacobina, Bahia, com a idealização do Conjunto Habitacional Vivendas da Lagoa. Este estudo é fruto de levantamento bibliográfico sobre as políticas habitacionais e de pesquisa de campo realizado no Conjunto Habitacional Vivendas da Lagoa, a pesquisa presume do método dialético e realizado levando em consideração o ponto de vista quali-quantitativo, através de questionários e entrevistas semiestruturadas aos moradores. A dinâmica da expansão urbana associadas às políticas habitacionais tem intensificado os problemas socioespaciais devido as condições precárias de moradias sem a infraestrutura adequada.


Keywords


Políticas Habitacionais; Conjunto Habitacional; Segregação

References


BONDUKI, N. G; ROLNIK, R. Periferia da Grande São Paulo. Reprodução do espaço como expediente de reprodução da força de trabalho. In: MARICATO, E. A produção capitalista da casa (e da cidade) no Brasil Industrial. São Paulo, Alfa-Omega, 1979.p. 117-154.

CHAFFUN, Nelson. Dinâmica global e desafio urbano. In. BONDUKI, Nabil. Habitat: As práticas bem-sucedidas em habitação, meio ambiente e gestão urbana nas cidades brasileiras. São Paulo, Studio Nobel, 1997.

FONSECA, AntonioAngelo Martins da. Poder, crise regional e novas estratégias de desenvolvimento: o caso de Jacobina/Bahia. Dissertação (Mestrado em Geografia)Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1996.

LEONELLI, Gisela Cunha Viana. Loteamentos e Condomínios: lei para que, lei para que? Mas qual lei?.Anais do XV Encontro Nacional da Anpur - Desenvolvimento, Planejamento e Governança (Recife), 2013. Disponível em: < http://www.anpur.org.br/anaisAbrir/107/1/anais-do-xv-ena>. Acessado em 09 de Junho de 2017.

MARICATO, Ermínia. O “Minha Casa” é um avanço, mas segregação urbana fica intocada. Carta Maior, maio de 2009. Disponível em:. Acessado em 08 de Junho de 2017.

MOREIRA JÚNIOR, Orlando. Segregação urbana em cidades pequenas: Algumas considerações a partir das escalas intra e interurbana. RA'E GA - O Espaço Geográfico em Análise (Curitiba), Departamento de Geografia – UFPR, n. 20, p. 133-142, 2010. Disponível em:< http://revistas.ufpr.br/raega/article/view/20617>. Acessado em 08 de Junho de 2017.

PEQUENO, Renato. Políticas habitacionais, favelização e desigualdades sócio-espaciais nas cidades brasileiras: transformações e tendências. Actasdel X Coloquio Internacional de Geocrítica, Universidad de Barcelona, 26-30 de maio de 2008. Disponível em:. Acessado em 03 de Agosto de 2017.

RAMIRES, Julio Cesar de Lima. A cultura do consumo e a produção simbólica dos espaços verticalizados nas cidades brasileiras. Boletim Goiano de Geografia. Universidade Federal de Goiás. V. 17 – nº 2 – Jul/Dez, 1997, Uberlândia, 1997. p. 27-47.

RUBIN, G. Rossatto; BOLFE, S. Ana. O desenvolvimento da habitação social no Brasil. Ciência e Natura, Santa Maria, v. 36 n. 2 mai-ago. 2014, p. 201–213. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas – UFSM. Disponível em:. Acessado em 08 de Junho de 2017.

SANTOS, Milton. A urbanização Brasileira / Milton Santos. – 5. Ed.,3.reimpr.- São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2013.

SPOSITO, Eliseu Savério. Geografia e Filosofia: contribuições para o ensino do pensamento geográfico / Eliseu SavérioSposito. – São Paulo: Editora UNESP, 2004.

VILLAÇA, Flávio. O que todo cidadão precisa saber sobre habitação. São Paulo, Global Editora, 1986.

______. A segregação urbana e a justiça (ou a justiça no injusto espaço urbano). Revista Brasileira de Ciências Criminais, ano 11, n.44, p. 341-346, jul/set, 2003. Disponível em: . Acessado em 08 de Junho de 2017.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.