O reflexo da retenção de aluno do curso de ciências contábeis no orçamento da fundação universidade federal de Rondônia / The reflection of student retention of the course of accounting sciences in the budget of the federal university of Rondônia

Urrumara Pires de Oliveira, Marlene Valerio dos Santos Arenas

Abstract


Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) são ferramentas sociais com finalidade social e política de prover formação acadêmica e cultural, guarnecendo assim qualificação, a população que atende. O objetivo da pesquisa foi identificar como o orçamento da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) é afetado quando o aluno do Curso de Ciências Contábeis não conclui o curso no prazo estabelecido no Projeto Pedagógico do Curso (PPC). Trata-se de uma pesquisa exploratória, quali/quanti, bibliográfica, entrevistas semiestruturadas, análise de conteúdo, referente ingresso dos alunos na turma de 2013. Os resultados encontrados mostram que os alunos formados fora do prazo estabelecidos no PPC, de quatro anos, reduzem consideravelmente os recursos orçamentários e financeiros recebidos pela UNIR, comprometendo os investimentos.

 


Keywords


Recurso orçamentário. Taxa de aluno equivalente. Matriz orçamentária e outros custeios.

References


ÁVILA, C.A. Responsabilidade Fiscal, Orçamento e Auditoria. Curitiba: Ibpex, 2003

Bardin, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BISINOTO, Gustavo Domingos Sakr. Gestão da permanência: um estudo sobre o perfil socioeconômico, permanência e evasão dos discentes do curso de bacharelado em administração pública da UAB/UNEMAT. Tese (Mestrado Profissional em Administração Pública) – Universidade Federal de Rondônia. 2016. Porto Velho, Rondônia

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: 1988. Brasília, 2016. Disponível em: Acesso em: 27 março. 2018

______. Lei 7011 de 08 de julho de 1982. Autoriza O Poder Executivo A Instituir A Fundação Universidade Federal de Rondônia, Brasília,DF. Disponivel em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1980-1987/lei-7011-8-julho-1982-356765-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 24 jun. 2018

______. Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases , Brasília,DF. Disponivel em: . Acesso em: 27 mar. 2018

______. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Superior - SESu. Departamento de Desenvolvimento da Educação Superior. Cálculo do aluno equivalente para fins de análise de custos de manutenção das IFES. Brasília, fev. 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=2721-calculo-aluno-equivalente-orcamento&Itemid=30192. Acesso em 25/02/2018.

______. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Superior - SESu. Departamento de Desenvolvimento da Educação Superior. A coleta de dados das IFES para alocação de recursos orçamentários. Brasília,nov. 2006.

______. Decreto nº 7233, de 19 de julho de 2010. . Brasília, DF, Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2018.

______. Portaria nº 651, de 24 de julho de 2013. . Brasília, DF, Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2018.

______. Ministério Da Educação, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Portaria Nº 25, 13 de Agosto de 2015. (Publicado no DOU - Seção nº 1 – Pag. 28 – 28/08/2015). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=21991-portaria-n25-2015-setec-pdf&Itemid=301922. Acesso em 27/03/2018.

CAMPOS, I. M. B. GASTO PÚBLICO COM AS UNIVERSIDADES FEDERAIS: uma análise do processo decisório no MEC – 1995-2010. 2015. Dissertação de Mestrado.

CISLAGHI, Renato. Um modelo de sistema de gestão do conhecimento em um framework para a promoção da permanência discente no ensino de graduação. 2008. 258 f. Tese (Doutorado em Engenharia e Sistema de Informação) – Universidade Federal de Santa Catarina. Florianopolis, 2008.

DIMAGGIO, P.; POWELL, W. W. The iron cage revisited: institutional isomorphism

andcollective rationality in organizational fields. American Sociological Review, v. 48, n. 2, p. 147-160, 1983.

DURKHEIM, E..Moral education: A study in the theory and application of the sociology of education(traduzidopor E. K. Wilson, & H. Schnurer). New York: Free Press, 1961.

FERREIRA, S. C. Financiamento público das instituições federais de ensino superior: Uma visão do grau de engessamento dos orçamentos das universidades federais. UNB, 2013

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GUERREIRO, R. et al. O entendimento da contabilidade gerencial sob a ótica da teoria institucional. Organizações & Sociedade, v. 12, n. 35, p. 91-106, 2005.

LIMA, D.V & CASTRO, R.G. Contabilidade Pública: Integrando União, Estados e Municípios (Siafi e Siafem). São Paulo: Atlas, 2000.

MEDRI, WALDIR. Análise exploratória de dados. 2011. Disponível em: . Acesso em: 17 nov 2017.

MENEZES, EbenezerTakunode; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete TSG (Taxa de Sucesso na Graduação). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: . Acesso em: 26 de fev. 2018

MEYER, J. W.; ROWAN, B. Institutionalized Organizations: Formal Structure as Myth and Ceremony. American Journal of Sociology. v. 83, p. 340-363, 1977.

MIRANDA, NILZITH DE SOUZA. Desempenho de Universidades Públicas: Lições da experiência da UNB no uso de indicadores. Tese (Mestrado Profissional em Economia) – Universidade de Brasília/ UNB. 2013. Brasília – DF. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/14576/1/2013_NilzithSouzaMiranda.pdf. Acesso em 04/03/2018.

MUNHOZ. Alicia Maria Hernandez. Uma análise multidimensional da relação entre inteligencia e desempenho acadêmico em universitários ingressantes. Tese de doutorado (Universidade estadual de Campinas) 2004.

QUINELLO, R.. A teoria institucional aplicada à administração: Entenda como o mundo invisível impacta na gestão dos negócios. São Paulo: Novatec, 2007.

SANTOS, F. S. dos. Financiamento público das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES): um estudo da Universidade de Brasília. Brasília: Universidade de Brasília - UnB, 2013. Disponível em: Acesso em: 25 fevereiro 2018.

TAXA DE SUCESSO NA GRADUAÇÃO (TSG). Disponível em: http://proplan.ufrpe.br/content/taxa-de-sucesso-na-gradua%C3%A7%C3%A3o-tsg. Acesso em 25/02/2018

UNIR. Fundação Universidade Federal De Rondônia. Pró-Reitoria De Planejamento. Matriz para rateio orçamentário. Porto Velho, Agosto. 2015.

XEREZ, Sebastião. A Evolução Do Orçamento Público E Seus Instrumentos De Planejamento. Revista Científica Semana Acadêmica. Fortaleza, ano MMXIII, Nº. 000043, 01/11/2013. Disponível em: https://semanaacademica.org.br/artigo/evolucao-do-orcamento-publico-e-seus-instrumentos-de-planejamento. Acessado em: 25/02/2018.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.