Painéis de resíduos aglomerados utilizando amido de milho / Agglomerated waste panels using corn starch

Danielle Zanquêta de Souza, David Maikel Fernandes, José Roberto Delalibera Finzer

Abstract


Resíduos de indústrias de MDF, conhecidos internacionalmente como MDF, podem ser reutilizados como matéria-prima e, quando adicionados ao adesivo ecológico, geram um material menos nocivo à saúde e ao meio ambiente, comparado ao processo de fabricação com resina sintética (ureia -formaldeído). Este estudo tem como objetivo geral a aplicação de amido de milho como adesivo de MDF, bem como a reutilização dos resíduos do processo de fabricação, reduzindo assim o descarte em aterros e a incineração desses resíduos. Para alcançar este objetivo, foi realizado um processo em escala de laboratório reproduzindo o processo industrial do MDF. O adesivo e as fibras de madeira foram produzidos, e o amido de milho foi usado como adesivo. A prensagem da mistura foi feita em uma prensa manual e depois foi seca em uma placa. Para a mensuração da eficácia do processo e produto, foi realizada a análise físico-química e determinadas características do adesivo, como pH, viscosidade, gravidade específica e análises mecânicas no corpo de prova produzido que foram resistência a tração perpendicular, teor de água, gravidade específica e inchaço de espessura. A análise do adesivo mostrou alta viscosidade devido à menor uniformidade das partículas que serão melhoradas utilizando catalisadores, pH 5,8, indicando que ocorreu o processo de gelatinização e, em seguida, retrogradação. A gravidade específica apresentada (1005 kg / m3) foi evidenciada pela maior quantidade de água no procedimento amostral (95,8% p / p). Os ensaios de tração apresentaram valor médio de 3,61 ± 1,15 kg / cm² e gravidade média de 440,63 kg / m3 indicando uma boa interação entre matéria-prima e adesivo. O teor de água e o inchamento na espessura 6,30 ± 0,13 (% p / p) e 6,04 ± 0,56 (%) respectivamente indicaram a menor absorção de água do material produzido e ambos de acordo com as normas. Os resultados apresentados foram promissores do ponto de vista de mercado, uma vez que foi utilizado o uso de resíduos da indústria moveleira e uma resina natural.
  

Keywords


Amido de milho. MDF (painel de fibra de média densidade). Reutilização de resíduos.

References


ABBOTT, A. P.; CONDE, J. P.; DAVIS, S. J.; WISE, W. R. Starch as a replacement for urea-formaldehyde in medium density fibreboard. Set, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 de fev. de 2017.

ALCÁZAR-ALAY, Sylvia Carolina; MEIRELES, Maria Angela Almeida. Physicochemical properties, modifications and applications of starches from different botanical sources. Food Science and Technology (Campinas), v. 35, n. 2, p. 215-236, 2015.

BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL – BNDES SETORIAL: Painéis de madeira no Brasil: Panorama de mercado: painéis de madeira. p.323-384, 2014. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/bibliotecadigital. Acesso em 24 de jan. 2017.

BRAND, M. A.; KLOCK, U.; MUÑIZ, G. I. B.; SILVA, D. A. Avaliação do processo produtivo de uma indústria de manufatura de painéis por meio do balanço de material e do rendimento da matéria-prima. Rev. Árvore, vol.28 n.4, Viçosa, 2004.

BOURSIER, B. Applications alimentaires des amidonsmodifiés. Industries Alimentaires et Agricoles, Paris, v. 111, n. 9, p. 583‑592, 1994.

CAMPOS, C. I.; LAHR, F. A. R. Estudo Comparativo dos Resultados de Ensaio de Tração Perpendicular para MDF Produzido em Laboratório com Fibras de Pinus e de Eucalipto Utilizando Uréia-Formaldeído. Matéria, vol 9, Nº1 (2004) 32- 42.

EUGÊNIO, Rafael Augusto Pinholati. Painéis de medium density fiberboard produzidos com adesivo alternativo, 2016 126 p. Dissertação (Mestrado)–Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia, Bauru, 2016.

ESPINOSA, M. M.; JR, C. C. Statistical Fatigue Experiment Design in Medium Density Fiberboard. 2000. Mat. Res. v.3 n.3. Instituto de física de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2000.

FARAGE et al. Avaliação do potencial de aproveitamento energético dos resíduos de madeira e derivados gerados em fábricas do polo moveleiro de Ubá-MG. Ciência Florestal. 2012.

FOELKEL, Celso Edmundo Bochetti; BRASIL, Maria Aparecida Mourão; BARRICHELO, Luiz Ernesto George. Métodos para determinação da densidade básica de cavacos para coníferas e folhosas. IPEF, Piracicaba, v. 2, n. 3, p. 65-74, 1971.

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE ÁRVORES - IBÁ - Relatório Anuário Estatístico da IBÁ - Ano base 2015. Brasília 2015, 80p.

KATSUKAKE, A. Uma revisão sobre resina Uréia-Formaldeído (R-UF) empregada na produção de Painéis de Madeira Reconstituída. 2009. Monografia de Conclusão de Curso. Faculdade de ciências, Departamento de química, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2009.

ORO, Tatiana et al. Propriedades de pasta de mesclas de farinha integral com farinha refinada usadas na produção de pães. Ciência Rural, v. 43, n. 4, p. 754-760, 2013.

PARKER, R.; RING, S.G. Aspects of the physical chemistry of starch. Journal of Cereal Science, v. 34, n. 1, p. 1-17, 2001).

PARTHASARATHY, Srinandini et al. Effect of temperature and humidity on formaldehyde emissions in temporary housing units. Journal of the Air & Waste Management Association, v. 61, n. 6, p. 689-695, 2011).

SÁNCHEZ-RIVERA, M.M.; GARCÍA-SUÁREZ, F.J.L.; VELÁZQUEZ DEL VALLE, M.; GUTIERREZ-MERAZ, F.; BELLO-PÉREZ, L.A. Partial characterization of banana starches oxidized by different levels of sodium hypochlorite.Carbohydrate Polymers, v.62, p. 50 - 56, 2005.

SILVA, J. E. E. Estudo da influência das resinas termofixas uréia formaldeído (UF) e melamina formaldeído (MF) nas características físicas e mecânicas de painéis MDF. Universidade Estadual Paulista, Bauru-SP, 2013.

SILVA, R.P. Relatório Ibá 2016: produção e consumo de painéis apresenta baixa. 2016. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2017.

SINGH, N.; KAUR, L; SODHI, N. S.; GILL, B. S. Morphological, termal and rheological properties of starches from diferente botanical sources. Food Chemistry, v 81, p. 219-231, 2003.

THOMAS, D.J., ATWELL, W.A. Starches: practical guides for the food industry. Minnessota: Eagan Press Handbook Series, 1999. 94p.

TOVAR, Juscelino et al. Resistant starch formation does not parallel syneresis tendency in different starch gels. Food Chemistry, v. 76, n. 4, p. 455-459, 2002).

VICK, C. B. Adhesive bonding of wood materials. In: Wood Handbook: wood as an engineering material. Agric. Handb.72. Washington, DC: United States Department of Agriculture; rev. 1987.

VIDAL, André C. F; HORA, André B. – BNDES SETORIAL. Panorama de mercado: painéis de madeira. 32. ed. Rio de Janeiro, 2010. p. 49-90. Disponível em: . Acesso em: 25 jan. 2017.

WEBER, Cristiane. Estudo sobre a viabilidade de uso de resíduos de compensados, MDF e MDP para produção de painéis aglomerados. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduacão em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

WEBER, Cristiane; IWAKIRI, Setsuo. Utilização de resíduos de compensados, MDF e MDP para produção de painéis aglomerados. Ciência Florestal, v. 25, n. 2, p. 405-413, 2015)

WEBER, F.H.; QUEIROZ, F.P.C; CHANG, Y.K. Caracterização físico-química, reológica, morfológica e térmica dos amidos de milho normal, ceroso e com alto teor de amilase, Rev. Ciência e Tecnologia de Alimentos, p. 748 – 753, 2009.

WILDNER, M. V. Reaproveitamento de resíduos da indústria moveleira para aplicação em novos produtos de mobiliário. UNIVATES, Lajead, 2015. Disponível em: .


Refbacks

  • There are currently no refbacks.