Labor Omnia Vincit”: O Trabaho, O Estágio E As Habilidades E Competências / Labor Omnia Vincit": The Work, The Stage And How Skills And Skills

Deise Maria Antonio Sabbag, Claudio Marcondes de Castro Filho

Abstract


A contemporaneidade é marcada pela revolução da informação sendo impulsionada por avanços tecnológicos que alteram fortemente as relações entre espaço, tempo e as relações de trabalho. A nova economia é marcada pelos negócios eletrônicos que produzem e inovam a partir da rede. O trabalho no ambiente em rede tem papel fundamental caracterizado pela capacidade de descobrir, processar e dar sentido a informação. Esta pesquisa propõe trabalhar com as atividades realizadas no período do estágio do Curso de Biblioteconomia entendendo que essas atividades são mecanismos de interação do discente com o mundo do trabalho. Apresenta as competências e habilidades necessárias aos estagiários na execução das atividades desempenhadas na unidade concedente. Os procedimentos metodológicos são o bibliográfico, descrito e exploratório utilizando o método comparativo. O corpus de análise compreendeu os relatórios de atividades de estágio de alunos de Biblioteconomia entre os anos de 2012 a 2016 classificando as atividades desenvolvidas na práxis em quatro categorias de competências e habilidades profissionais definidas pelas escolas de Biblioteconomia e Ciência da Informação do Mercosul: grupo 1) competências de comunicação e expressão; grupo 2) competências técnico-científicas; grupo 3) competências gerenciais; e grupo 4) competências sociais e políticas. Os resultados mostraram uma grande concentração das atividades no grupo 2 em que são descritas as competências e habilidades profissionais técnico-científicas. A conclusão indica a importância do estudo sobre o estágio e sua integração no percurso formativo dos futuros profissionais.

 


Keywords


Biblioteconomia. Estágio. Formação Profissional. Habilidades e Competências Profissionais. Ensino de Biblioteconomia.

References


Arruda, Maria da Conceição Calmon (2013). Considerações sobre o estágio obrigatório e a formação do profissional da informação. In. CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25, Florianópolis. Anais... Florianópolis: FEBAB, 2013. p. 3585-3604. Recuperado de https://portal.febab.org.br/anais/article/view/1517

Barité-Roqueta, Maria (2014).IV Encuentro de diretores y III de docentes de escuelas de bibliotecología y ciencia de la información del MERCOSUR. In. VALENTIM, Marta Lígia Pomim; RODRIGUES, Mara Eliane Fonseca; ALMEIDA JUNIOR, Oswaldo Francisco (Orgs).Estudos sobre a formação do profissional da informação no Brasil e no Mercosul. Marília: FUNDEPE.

Brasil (2008).Lei n. 11788 de 25 de setembro de 2008.Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996; revoga as Leis nos 6.494, de 7 de dezembro de 1977, e 8.859, de 23 de março de 1994, o parágrafo único do art. 82 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o art. 6o da Medida Provisória no 2.164-41, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Diário Oficial [da] Repúplica Federativa do Brasil, Brasília, DF, p. 3, Seção 1. 26 set. 2008. Recuperado dehttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm

Brasil (2001). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES 492/2001: Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosofia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia. Diário Oficial [da] Repúplica Federativa do Brasil, Brasília, DF, seção 1e, p. 50, 9/7/2001. Recuperado dehttp://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES0492.pdf

Bauman, Zygmunt (2001).Modernidade liquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

Belluzzo, Regina Célia Baptista (2011).As competências do profissional da informação nas organizações contemporâneas.Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, Nova Série, São Paulo, v. 7, n.1, p. 58-73, jan./jun.

Cartilha esclarecedora sobre a lei do estágio: lei n. 11788/2008 (2008). Brasília: MTE, SPPE, DPJ, CGPI. Recuperado de http://www.unicap.br/pages/estagios/wp-content/uploads/2012/04/Nova-cartilha.pdf

Silva, T. T. (2011).Documentos de identidade:uma introdução às teorias do currículo. 3.ed. Belo Horizonte: Autêntica.

Souza, F. C.(2006).O discurso sobre a educação em Biblioteconomia e Ciência da Informação no Brasil: caminhos teóricos-metodológicos para a compreensão. In. CUNHA, M. V.; SOUZA, F. C. Comunicação, gestão e profissão: abordagens para o estudo da Ciência da Informação. Belo Horizonte: Autêntica. p. 151-172.

Souza, F. C. (1990).O ensino da Biblioteconomia no contexto brasileiro. Florianópolis: UFSC,

Valentim, Marta L. P. (2002).Formação do profissional da informação. São Paulo: Polis.

Weitzel, S. R. (2009).Origem e fundamentos do ensino do Desenvolvimento de Coleções: a partir da 1ª fase do Curso de Biblioteconomia da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional. Relatório de Pesquisa.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.