Minha terra têm lagoas, morros e muito vento: memória e identidade na paisagem cultural através das poesias de estudantes (Osório – RS) / My land has ponds, hills and lots of wind: memory and identity in the cultural landscape through student poetry (Osório - RS)

Amanda da Silveira Duarte Gomes, Daniel Luciano Gevehr

Abstract


Propõe-se uma análise do processo de identificação dos estudantesdo município de Osório (RS), com a paisagem cultural do lugar, com base nas produções poéticas dos estudantes da educação básica, apresentadas na 20ª Quadra da Sesmaria da Poesia estudantil do município. Objetiva-se, ainda discutir o conceito de paisagem cultural, além de problematizar, se o evento atingiu seus objetivos, que são principalmente, de preservação e valorização da cultura local e regional. Através do levantamento das fontes e da discussão realizada, é possível afirmar que uma parcela significativa dos discursos poéticos, produzidos pelos jovens estudantes, faz referências direta aos elementos constituintes da paisagem - natural, climática ou construída pelo homem –, o que evidencia a identificação desses estudantes com essa paisagem, considerando-a, mais que apenas um aspecto geográfico, mas como parte constituinte da identidade do “ser osoriense”, o que demonstra que a paisagem é, sim, um elemento também cultural, tanto no aspecto material quanto imaterial. Percebe-se, de forma evidente, que o evento cultural, desperta e incentiva o interessante pelo espaço de partilha de memórias discursivas, constituindo, com isso,em um instrumento público de valorização da identidade cultural, que permite a preservação da memória e do patrimônio da comunidade.

 


Keywords


Paisagem cultural. Identidade. Lugar de memória. Análise do discurso. Sesmaria da Poesia.

References


ARRUDA, Gilmar. Cidades e sertões:entre a história e a memória. Bauru: EDUSC, 2000.

BACZKO, Bronislaw. Los imaginários sociales:memórias e esperanzascolectivas. Buenos Aires: Nueva Visión, 1984.

BARBOSA, Maria Benta de Lima. Uma análise enunciativo-discursiva de “Devaneio e embriaguez duma rapariga”. In.: Revista Semina, vol. 9 (2), p. 94 – 100. 1988. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/.index.php/seminasoc/article/viewFile/8942/7859. Acesso em: 08/05/2018.

BARROS, José D´Assunção. Cidade e história.Petrópolis: Vozes, 2007.

BAUDRILLARD, Jean. O sistema dos objetos. São Paulo: Perspectiva, 2012.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida.Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

BIER, Lucile Lopes. Estudo da paisagem: percepções sobre o complexo eólico de Osório / RS. 2016. 132 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/158110/001020922.pdf?sequence=1. Acesso em: 28/04/2018.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BRASIL. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Portaria no 127, de 30 de abril de 2009. Paisagem cultural. Disponível em: http://sigep.cprm.gov.br/destaques/IPHAN_portaria127_2009PaisagemCultural.pdf. Acesso em: 02/04/2018.

CAIMI, Flávia Eloísa. Meu lugar na história: de onde eu vejo o mundo? In: OLIVEIRA, Margarida M. D. de. (org). História: ensino fundamental. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010. (Coleção Explorando o Ensino, v. 21), p.59-82.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2012.

CASTRIOTA, Leonardo Barci.Paisagem Cultural e Patrimônio: Desafios e Perspectivas. In.: Colóquio Ibero-americano Paisagem Cultural, Patrimônio e Projeto. 2010, Belo Horizonte.Anais...1º Colóquio Ibero-americano Paisagem Cultural, Patrimônio e Projeto. Brasília. 2017: IPHAN. p. 17 – 28. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/anaispaisagemculturalweb_2.pdf. Acesso em: 31/03/2018.

CHAGAS, Mário. Educação, museu e patrimônio: tensão, devoração e adjetivação. In: TOLENTINO, Àtila Bezerra. Educação patrimonial: educação, memórias e identidades. João Pessoa: Iphan, 2013. Disponível em http://casadopatrimoniojp.com/wp-content/uploads/2013/10/Caderno-Tem%C3%A1tico-03-Parte-011.pdf. Acesso em 29 nov. 2018.

CHOAY, Françoise. Alegoria do patrimônio. São Paulo: Estação Liberdade: UNESP, 2006.

DUARTE, Vítor André da Silveira. Potencialidades para o desenvolvimento do município de Osório: levantamento e análise das cadeias produtivas locais à luz dos quocientes locacionais. 2016. 82f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional) – Faculdades Integradas de Taquara, Taquara. Disponível em: https://www2.faccat.br/portal/sites/default/files/V%C3%ADtor%20Andr%C3%A9%20da%20Silveira%20Duarte.pdf. Acesso em: 10/11/2017.

FEE. Corede Litoral. 2015. Disponível em: https://www.fee.rs.gov.br/perfil-socioeconomico/coredes/detalhe/?corede=Litoral. Acesso em: 05/05/2018.

FERREIRA, Antonio Celso. Heróis e vanguardas, romance e história: os intelectuais modernistas de São Paulo e a construção de uma identidade regional. In: PESAVENTO, Sandra J. (org). Escrita, linguagem, objetos: leituras de História Cultural. Bauru: EDUSC, 2004. p.81-114.

FIGUEIRA, Cristina Aparecida Reis. Educação Patrimonial no ensino de história nos anos finais do ensino fundamental: conceitos e práticas. São Paulo: Edições SM, 2012.

FIORIN, José. Língua, discurso e política. Revista Alea, v. 11, n. 1, jan./jun. 2009. p. 148-165. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-106X2009000100012. Acesso em: 10/04/2018.

FUNARI, Pedro Paulo A. Os desafios da destruição e conservação do Patrimônio Cultural no Brasil. Trabalhos de Antropologia e Etnologia, Porto,v. 41, n. ½, 2001, p. 23-32.

GEVEHR, Daniel Luciano. A crise dos lugares de memória e dos espaços identitários no contexto da modernidade: questões para o ensino de história. Revista Brasileira de Educação, v. 21, n. 67, out./dez. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v21n67/1413-2478-rbedu-21-67-0945.pdf. Acesso em: 10/04/2018.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2011.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade?. In.: SILVA, Tadeu Tomaz da (org.). Identidade e diferença. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 103 – 133.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.

HARTOG, François. Regimes de historicidade.Presentismo e experiências do tempo. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

HOBSBAWN, Eric e RANGER, Terence. A invenção das tradições. 2 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

HORTA, Maria de Lourdes P., GRUNBERG, Evelina, MONTEIRO, Adriane Queiroz. Guia Básico de Educação Patrimonial. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Museu Imperial. 1999.

IPHAN. Educação Patrimonial, Histórico, conceitos e processos. 2014. Disponível em http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Educacao_Patrimonial.pdf. Acesso em 14 ago. 2018.

JODELET, Denise (org.) As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 5 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

MAGALHÃES, Leandro Henrique. Educação patrimonial: da teoria à prática. Londrina: Ed. Unifil, 2009. Disponível em http://www.unifil.br/portal/arquivos/publicacoes/Livro_Educacao_Patrimonial.pdf. Acesso em 30 set. 2018

MAGALHÃES, Leandro Henrique. Educação Patrimonial: Uma análise conceitual. In: ZANON, Elisa Roberta; ET AL. (org). A construção de políticas patrimoniais: ações preservacionistas de Londrina, Região Norte do Paraná e Sul do país. Londrina: EdUniFil, 2009. p. 65-77.

MOTTA, Márcia M. M. História, memória e tempo presente. In: CARDOSO, Ciro F.; VAINFAS, Ronaldo (orgs). Novos Domínios da História. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. p.21-36.

MOREIRA, M. A.; SANTANA, J. V. J. Formação docente frente ao ensino de história e cultura afro-brasileira: reflexões a partir do município de Itambé/BA. V FIPED Fórum Internacional de Pedagogia, 2013.

MULLER, T. R. Tecendo tramas, traçando gentes: narrativas constituindo identidades em uma escola municipal de Porto Alegre/RS no ensino da história e cultura africana e afro-brasileira. 2009. Dissertação de Mestrado, UFRGS, Porto Alegre, 2009.

NORA, Pierre. Entre memória e história. A problemática dos lugares. Projeto História.São Paulo: Revista do Programa de Pós-graduação em História e do Departamento de História PUCSP, nº 10, dez. 1993. p. 07-28.

PESAVENTO, Sandra Jatahy (org). História Cultural: Experiências de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da Ufrgs, 2003.

POLLACK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2. n. 3, 1989. p.03-15.

IBGE. História e fotos (município de Osório). [201-]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/osorio/historico. Acesso em: 10/05/2018.

OSÓRIO. Relatório dos Festejos Farroupilhas 2017. Osório, RS. 2017.

PIRES, C. L. Z. Território, Significações Etnoculturais e Educação. Porto Alegre: UFRGS. 2008.

RIBEIRO, Leonardo. Memória e identidade social no discurso de Antonio Carlos Marino. In.: VII Seminário da Associação Nacional Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo, São Paulo. 2010. Anais... São Paulo. 2010:UAM. Disponível em: https://www.anptur.org.br/anais/anais/files/7/96.pdf. Acesso em: 10/04/2018.

RIBEIRO, Maurício A. et al. Gestão da água e Paisagem Cultural. Revista UFMG, v. 20, n.2, jul./dez. 2013. p. 44-67. Disponível em: https://www.ufmg.br/revistaufmg/downloads/20-2/02-gestao-da-agua-e-paisagem-cultural.pdf. Acesso em: 30/04/2018.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. Hucitec, São Paulo. 1988. Disponível em: https://yadi.sk/i/iF0e1Lo9qBiTF. Acesso em: 20/03/2018.

SCHNEIDER, Luiz Carlos; FIALHO, Daniela Marzola. Identidade, território e paisagem no contexto do ordenamento territorial. In: VII Seminário Internacional Sobre Desenvolvimento Regional. 2015, Santa Cruz do Sul. Anais... Santa Cruz do Sul. 2015: UNISC. Disponível em: https://online.unisc.br/acadnet/anais/index.php/sidr/article/viewFile/13374/2540. Acesso em: 02/05/2018.

SEIXAS, Jacy Alves de. Percursos de memórias em terras de história: problemas atuais. In: BRESCIANI, Stella e NAXARA, Márcia (Org.). Memória e (res)sentimento: indagações sobre uma questão sensível. Campinas: UNICAMP, 2004. p.37-58.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In.: SILVA, Tadeu Tomaz da (org.). Identidade e diferença. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 73 – 102.

SUERTEGARAY, Dirce Maria Antunes. ESPAÇO GEOGRÁFICO UNO E MÚLTIPLO.In.: ScriptaNova : revista electrónica de Geografía y CienciasSociales. n. 93, 2001. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/sn-93.htm. Acesso em: 07/05/2018.

TORRES, Carlos Alberto; KOZEL, Salete. Paisagens Sonoras: possíveis caminhos aos Estudos Culturais em Geografia. Revista RA´E GA, n. 20, p. 123-132, 2010. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/raega/article/view/20616/13762. Acesso em: 02/05/2018.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In.: SILVA, Tadeu Tomaz da (org.). Identidade e diferença. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 7 – 72.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.