Moradores e catadores: conscientização para a coleta seletiva num município sul-matogrossense / Residents and waste collectors: awareness of selective collection in a municipality in Mato Grosso do Sul

Joyce Aparecida Ramos dos Santos, Daniela Althoff Philippi

Abstract


O aumento da população, do consumo e da redução do ciclo de vida dos produtos têm levado à maior produção de resíduos e consequentes problemas, sobretudo ao meio ambiente. Os resíduos sólidos urbanos (RSU) são um desafio, uma vez que requerem responsabilidade compartilhada do poder público, cidadãos e empresas. Diante da inexistência da coleta seletiva na gestão pública num município sul mato-grossense e, concomitantemente, da observação de catadores na região, exercendo importante papel, apesar de nem sempre contarem com o apoio da população, a presente pesquisa buscou implementar ações para incentivar positivamente o comportamento dos moradores em relação à demandas dos catadores. A pesquisa caracterizada como quali quantitativa, iniciou-se com entrevista com os catadores para compreender a sua realidade e demandas, selecionando-se então um bairro, onde se realizou um levantamento com questionários, que permitiram traçar o perfil sócio econômico dos moradores, a sua consciência em relação à problemática e as suas ações na separação dos resíduos. Na aplicação dos questionários, realizou-se sensibilização com cada questionado sobre a importância da separação e as demandas dos catadores. Uma semana após a sensibilização, houve, com observação, o acompanhamento da coleta de um catador no bairro. Os resultados do questionário evidenciaram que, apesar da maioria dos moradores afirmar ter consciência sobre a importância da separação dos resíduos apenas 7% a realizava. A observação, após a sensibilização, indicou maior aderência dos moradores em relação à separação dos resíduos. Constatou-se que fatores como disseminação do conhecimento e orientação constituem caminhos de conscientização, promovendo novas práticas.


Keywords


Resíduos Sólidos Urbanos; Coleta Seletiva; Catadores; Conscientização

References


ABRELPE, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. Resíduos sólidos: manual de boas práticas no planejamento. 2017. Disponível em: Acesso em: 09/05/2017.

ABRELPE, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. Resíduos sólidos: manual de boas práticas no planejamento. 2017. Disponível em: Acesso em: 09/05/2017.

ALMEIDA, Maria de Fátima Gutierrez de; FIGUEIREDO, Paulo Soares; BARBOSA, Josiane Dantas Viana. Um diagnóstico das condições sócio-econômicas dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis dos municípios de pequeno porte da Bahia. XXXVIII EnANPAD 2014. Disponível em: Acesso em: 25/03/2017.

ANDRADE, Rafael Medeiros de. FERREIRA, João Alberto. A Gestão de resíduos sólidos urbanos no Brasil frente às questões da globalização. REDE – Revista Eletrônica do Prodema, Fortaleza, v. 6, n.1, p. 7-22, mar. 2011.

AYACH, Lucy Ribeiro; MARQUES. Alessandra de Melo Lima; PHILIPPI, Daniela Althoff. A riqueza no lixo: uma análise na destinação e aproveitamento dos resíduos sólidos recicláveis no município de Aquidauana/ MS. ACTA Geográfica, Boa Vista, v.6, n.13, set./dez. de 2012. pp.207-225. Disponível em: Acesso em:15/05/2017.

BONJARDIM, Estela Cristina; PEREIRA, Raquel da Silva; GUARDABASSIO, Eliana Vileide. Análise da produção científica nacional sobre gestão de resíduos sólidos urbanos (RSU) no Brasil: Um estudo a partir da Lei 12.305/2010. SIMPOI, 2016. Disponível em: Acesso em: 04/11/2016.

BRASIL. Lei 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. 2ª edição. 2012. Disponível em: Acesso em: 15/02/2017.

BRUNET, Ana Fábia Damasceno Silva. A espacialidade dos resíduos sólidos urbanos nos municípios de Aquidauana e Anastácio – MS. Dissertação. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Programa de Pós-Graduação em Geografia. 2016. Disponível em: Acesso em:12/05/2017.

CEMPRE.Compromisso Empresarial para Reciclagem. Ciclosoft 2016 – Radiografando a coleta seletiva. Disponível em: Acesso em: 12/05/2017.

COSTA, Wesley Borges. Os desafios da coleta seletiva e a organização dos catadores de materiais recicláveis em caetité, Bahia. Dissertação. Universidade Federal de Goiás. Programa de Pós-Graduação em Geografia. 2014. Disponível em: Acesso em:13/03/2017.

DIAS, Sylmara Gonçalves. O desafio da gestão de resíduos sólidos urbanos. GV – Executivo, v. 11, n. 1, janeiro-junho, 2012. Disponível em: . Acesso em: 09/12/2016.

FERNANDES, Débora do Nascimento. O gerenciamento inadequado dos resíduos sólidos urbanos na comunidade do prado, bairro do catolé, Campina Grande/ PB. Geografia em debate, v.3, n.2, p. 325- 335, 2009. Disponível em: Acesso em: 19/05/2017.

FERREIRA, João Alberto; ANJOS, Luiz Antônio dos. Aspectos de saúde coletiva e ocupacional associados à gestão dos resíduos sólidos municipais. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 17(3): 689- 696, mai-jun, 2001. Disponível em: Acesso em: 06/11/2016.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2010.

GOUVEIA, Nelson. Resíduos sólidos urbanos: impactos socioambientais e perspectiva de manejo sustentável como inclusão social. 2012. Disponível em: Acesso em:15/05/2017.

GUERRERO, Lilliana Abarca; MASS, Geer. HOGLAND, Willian. Solid waste management challenges for cities in developing countries. Waste Management 33 (2013) 220–232. Disponível em: Acesso em: 18/12/2016.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2010). Cidades. Mato Grosso do Sul » Aquidauana. Disponível em: Acesso em:15/05/2017.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2017). Cidades. Mato Grosso do Sul » Aquidauana » Histórico. Disponível em: Acesso em:15/05/2017.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2013. Situação social das catadoras e catadores de material reciclável e reutilizável – Brasil. Disponível em: Acesso em:14/05/2017.

JACOBI, Pedro. Educação ambiental, sustentabilidade e cidadania. Cadernos de Pesquisa, n. 118, março/ 2003 Cadernos de Pesquisa, n. 118, p. 189-205, março/ 2003. Disponível em: Acesso em: 21/05/2017.

LOPES, José Carlos de Jesus. Resíduos sólidos urbanos: consensos, conflitos e desafios na gestão institucional da Região Metropolitana de Curitiba/ PR. Tese. Universidade Federal do Paraná. Curso de Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento, 2007. Disponível em: Acesso em:16/04/2017.

MUCELIN, Carlos Alberto; BELLINI, Marta. Lixo e impactos ambientais perceptíveis no ecossistema urbano. Sociedade & Natureza, Uberlândia, 20 (1): 111-124, jun. 2008 Disponível em: Acesso em: 14/05/2017.

NETA, Maria Amelia Vilanova. Manejo de resíduos sólidos. Atlas do saneamento, 2011. Disponível em: Acesso em12/05/2017.

RIBEIRO, Helena; BESEN, Gina Rizpah. Panorama da Coleta Seletiva no Brasil: desafios e perspectivas a partir de três estudos de caso. Revista de Gestão Integrada em Saúde do Trabalho e Meio Ambiente, v.2, n.4, Artigo 1, ago 2007. Disponível em: Acesso em:13/03/2017.

RICHTER, Leonice Terezinha. A importância da conscientização e da coleta seletiva no município de Palmitos – SC. (2014). Monografia de especialização. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Disponível em: Acesso em: 08/04/2017.

SILVA, Adriano Monteiro da. Educação ambiental e sua relação com atitudes, valores e comportamentos ambientalmente responsáveis. XXXVIII Encontro da ANPAD, 2014. Disponível em: Acesso em: 18/05/2017.

SILVA. Késia Aparecida Teixeira. “O lixo pode ser mais que lixo”: o sentido do trabalho para catadores de materiais recicláveis. XXXV EnANPAD 2011. Disponível em: Acesso em: 28/03/2017.

SILVA, Raissa Rachel Salustriano. LUBARINO, Paloma Clementino da Cruz. SOUZA, Mayana Miranda de. Principais dificuldades dos catadores de lixo de Petrolina, PE e Juazeiro, BA. Rev. Acad., Ciênc. Agrár. Ambient., Curitiba, v. 8, n. 2, p. 235-248, abr./jun. 2010 . Disponível em: Acesso em: 15/04/2017.

TRIASSI, Maria et al. Environmental Pollution from Illegal Waste Disposal and Health Effects: A Review on the “Triangle of Death”. International Journal of Environmental Research and Public Health, 12, 1216-1236; 2015

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 1995.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.