A caracterização da ética empresarial como instrumento de estratégia de negócio / The characterization of business ethics as an instrument of business strategy

Ana Valéria Vargas Pontes, Victor Miranda de Oliveira, Renato Ribeiro Nogueira, Carlos Victor Correa, Mateus Oliveira de Assis

Resumo


Adotar práticas de estratégia competitiva com valores éticos significa ter um diferencial de competitividade, é destacar-se diante do mercado de forma positiva. Nesta perspectiva determina-se para análise da pesquisa a questão de investigação: qual é a importância da ética empresarial na elaboração das estratégias de negócio? E como objetivo abordar as práticas de ética empresarial frente às negociações, como parâmetro de estratégia e valor. Para o desenvolvimento da temática em questão realizou-se uma pesquisa de cunho bibliográfico e um estudo de caso realizada no “Ponto de distribuição Aruba” com os gestores do nível tático da organização, e para tanto, utilizou-se de livros e artigos, fundamentados pelos seguintes autores: Lampel (2006), Alencastro (2009), Porter (1999), Cortella (2015), Srour (2008), dentre outros. A pesquisa traz, em sua conclusão, uma contribuição para a aplicabilidade da ética nos processos estratégicos da organização e aponta a necessidade de se difundir valores e princípios éticos na organização. Pôde-se perceber que a relação da empresa com seus públicos precisa ser pautada em princípios éticos e transparentes, o que, possivelmente, trará ganho de imagem e legitimidade nos processos de negociação.


Palavras-chave


Ética; Estratégia; Negócio; Responsabilidade Social

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE , Zilda Aparecida Freitas. Código de Ética como instrumento na

Gestão da Ética nas Organizações. Universidade Estadual de Londrina-UEL,

Londrina, PR. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da

Comunicação XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Recife,

PE – 2 a 6 de setembro de 2011. Disponível em:

.

Acesso em: 07/06/16.

ANDREWS, Kenneth R. Ethics in practice. Harvard Business Review, v. 67, n. 5, p.

-104, sep/oct 1989.

ALENCASTRO, Mario Sergio Cunha. Ética empresarial na prática: liderança,

gestão e responsabilidade corporativa. Curitiba: Intersaberes, 2012.

ASHLEY, Patrícia Almeida. Ética e responsabilidade social nos negócios/ coordenação: Patrícia Almeida Ashley. – 2. ed. – São Paulo: Saraiva, 2005.

CERVO, Amado Luiz. Metodologia Científica / Amado Luiz Cervo, Pedro Alcino Bervian, Roberto da Silva.—6.ed.—São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CORTELLA, Mario Sergio. Educação convivência e Ética: audácia e esperança.

São Paulo. Cortez: 2015.

DOWS, Alan. Seven Miracles of Mangement. Copyrigth 1998 Prentice Hall; tradução. Editora Pensamento- Cultrix LTDA, 2007. São Paulo-SP,166p.

INSTITUTO Ethos. Indicadores Ethos de responsabilidade social. Disponível em:

Indicadores ethos>. Acesso em: 08/06/2016.

______. Indicadores Ethos de responsabilidade empresarial. Disponível em:

www.ethos.org.br >. Acesso em: 08/06/2016. Documento repassado para. Acesso em: 01/10/16.

KUROSKI, Márcio. Ética e estratégia empresarial: influência de stakeholders e

dirigentes. 2002. 170p. Dissertação ( Mestrado em administração).Universidade

Federal do Paraná. Disponível em:

http://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/32313/R%20-%20D%20-

%20MARCIO%20KUROSKI.pdf?sequence=1 acesso: 21/05/17.

LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 6. Ed.3. São Paulo: Atlas 2006.

LAMPEL, Joseph et al.O processo da estratégia: conceitos, contextos e casos

selecionados. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Teoria geral da administração: da revolução

urbana à revolução digital. 6. ed.3. São Paulo: Atlas, 2008.

MELLO NETO, Francisco Paulo de; FROES, César. Gestão da responsabilidade social corporativa: o caso brasileiro. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001.

MELLO, Jose Carlos Martins F. de. Negociação baseada em estratégia. São Paulo: Editora Atlas, 2003.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009..

MOREIRA, J. M. A ética empresarial no Brasil. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.

PORTER, Michael E; 1947- On Competition: estratégias competitivas essenciais/ Michael Porter; tradução de Afonso Celso da Cunha Serra.- Rio de Janeiro; Campus,1999.

PAULINO, Marcia. O processos de negociação nas organizações num contexto atual. 2014. 73p. Monografia (MBA em gestão empresarial). UNESC-universidade do extremo sul catarinense. Acesso: 05/04/16.

SANTOS, Renato. A gestão da ética como estratégia. Endeavor Brasil. 2013.

Diponível em:.

Acesso em: 10/12/2017.

SANTOS, Glauber Eduardo de Oliveira. Calculo Amostral: calculadora on-line.

Disponível em: http://www.calculoamostral.vai.la> . Acesso em: [04/05/2017]

SROUR, Robert Henry. Etica Empresarial. O mundo virtuoso dos negócio. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. Ética Empresarial: posturas responsáveis nos negócios, na política e nas relações pessoais. Rio de Janeiro, 2000.

SÁ, Antonio Lopes de. Ética profissional/ Antonio Lopes de Sá. – 8. ed. – São Paulo: Atlas, 2007.

SWIATKIEWICZ, Olgierd. Limites da utilização da ética e da RSE como

estratégia empresarial. Lisboa: 2009. V.8. Disponível em:

text&tlng=p >. Acesso em: 01/06/16

VERGARA, Sylvia. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.