Planejamento urbano sustentável / Sustainable urban planning

Edmar Pereira Fabrício, Nelci Denti Brum, Rodrigo Barcelos Pinto, Felipe Ariel Köhler

Abstract


A ausência de planejamento urbano tem causado vários problemas em todos os aspectos da vida humana urbana. A ocupação desordenada, a moradia precária, a falta de infraestrutura, a informalidade, o aumento das demandas sociais causadas pela expansão urbana desordenada produzem grandes distorções na cidade, gerando desigualdades sociais principalmente nas periferias das cidades e também contribuindo para a poluição dos cursos d'água, escassez de água potável e energia, acúmulo de resíduos, ausência de saneamento básico e drenagem. Com essa realidade dramática, os planejadores urbanos agem mais como desinfetantes do ambiente urbano do que planejando a cidade para o futuro. Eles se tornam profissionais que tentam minimizar os problemas existentes. A proposição imediata gerencia um presente melhor através do sacrifício de não ter um grande futuro, esgotando os recursos para resolver os problemas atuais. Assim, nossas cidades priorizam soluções paliativas em detrimento de uma cidade sustentável. Portanto, pretende-se propor alternativas inteligentes, em todos os segmentos, para ter ambientes urbanos mais sustentáveis. Assim, através de um planejamento urbano baseado e comprometido com a realidade local, o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Santiago foi revisado, listando instrumentos, alternativas e proposições visando um desenvolvimento mais sustentável.


Keywords


Planejamento Urbano; Ambientes Sustentáveis; Expansão

References


BRASIL.Constituição Federal. Brasília. 1988.

BRASIL, MINISTÉRIO DA CIDADES. Política Nacional de Desenvolvimento Urbano. In: Cadernos Cidades Desenvolvimento Urbano. Vol. 1. Brasília, 2004

BUARQUE, Sérgio C. e LIMA, Ricardo. Manual de Estratégia de Desenvolvimento para Aglomerações Urbanas. Brasília, IPEA, 2005.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO - CMMAD. Nosso futuro comum. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas - FGV, 1991. GEHL, J. Cidades para pessoas. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.

LEITE, C.; AWAD, J. C. M. Cidades sustentáveis, cidades inteligentes: desenvolvimento sustentável num planeta urbano. Porto Alegre: Bookman, 2012.

LEFEBVRE, Henri. O Direito à Cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

MARICATO, E. As ideias fora do lugar e o lugar fora das ideias: planejamento urbano no Brasil. In: ARANTES, O.; MARICATO, E.; VAINER, C. (Org.). A cidade do pensamento único. Petrópolis: Vozes, 2000.

MIRANDA, Livia Isabel Bezerra de. Produção do Espaço e Planejamento em áreas de Transição Rural- urbana: o caso da Região metropolitana do Recife-Pe. 2007 (Doutorado em Arquitetura). Recife, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), 2007.

PUJADAS, Romá e FONT, Jaume. Ordenación y Planificación territorial. Madrid, Editorial Sintesis, 1998.

ROGERS, R.; GUMUCHDJIAN, P. Cidades para um pequeno planeta. 1 ed. 6ª reimpressão. São Paulo: G. Gili, 2013

ROLNIK, Raquel. Governar as metrópolis: dilemas da recentralização. In XXV Encontro Nacional, 2001. Caxambu, MG, 2001.

ROLNIK, Raquel. 10 anos do Estatuto da Cidade: das lutas pela reforma urbana às cidades da Copa do Mundo. In: RIBEIRO, A.-C. T.; VAZ, L. F.; SILVA, M. L. P. (Org.). Quem planeja o território? Atores, arenas e estratégias. Rio de Janeiro: Letra Capital; Anpur, 2012


Refbacks

  • There are currently no refbacks.