Liderança tipo Coaching: perspectivas atuais e futuras na Enfermagem / Coaching Leadership: Current and Future Perspectives in Nursing

Raquel Dias Ortiz, Abilio Torres dos Santos Neto

Abstract


Objetivo: avaliar a eficácia da liderança tipo coaching utilizado pelo enfermeiro na terapia intensiva. Método: trata-se de uma revisão integrativa e possui o questionamento: qual a eficácia da liderança tipo coaching utilizado pelo enfermeiro na terapia intensiva? Resultados: esta revisão é composta de 14 artigos. Quanto ao nível de evidência dos estudos selecionados: 4 estudos nível iv; 8 estudos nível v e 2 estudos nível vi.  Discussão: em sua maioria, o centro de terapia intensiva é considerado um ambiente de pacientes de longa permanência em estado críticos. Uma das formas que a enfermagem se expressa nesses ambientes é no papel do enfermeiro líder. Conclusão: o conceito de couching aplicado na prática foi observado na liderança por meio de características empreendedoras sendo capazes de exercer influência no comportamento de outras pessoas.

 


Keywords


Liderança; Enfermagem; Terapia Intensiva

References


SILVA MV. Políticas públicas de saúde: tendências recentes. Sociol, Probl Práticas. 2012;69:121-8.

MELO RC. Liderança e gestão: desenvolvimento de competências relacionais. Loures: Lusodidacta; 2014. 182 p.

AMESTOY SC, et. al. Gerenciamento de conflitos: desafios vivenciados pelos enfermeiros-líderes no ambiente hospitalar. Rev Gaúcha Enferm. 2014 jun;35(2):79-85.

RIBEIRO M, SANTOS SL, MEIRA TGBM. Refletindo sobre liderança em Enfermagem. Esc. Anna Nery [online]. 2006, vol.10, n.1, pp.109-115. ISSN 1414-8145. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452006000100014.

BRITO MJM, et al. Interfaces das mudanças hospitalares na ótica da enfermageira-gerente. Revista de Administração de Empresas, v. 44, p. 34-46,2004, ed. Minas Gerais.

DIAS MAA. Liderança e mudanças na educação. Cadernos. Centro Univ. S. Camilo, São Paulo, v.9, n.3, p.112-116, jul./ set., 2003.

SIMÕES ANA, FAVERO NO. desafio da Liderança para o enfermeiro. Rev. Latino Am. Enfermagem [on line], set./out. 2003, v 11, n 5[citado 24 agosto 2004], p. 567-573 Disponível na World Wide Web, http://www.scielo.br/scielo.php?

LOURENÇO M, TREVIZAN MA. Líderes da enfermagem brasileira: sua visão sobre a temática da liderança e sua percepção a respeito da relação liderança e enfermagem. Rev. Latino Am. de Enfermagem[on line], maio 2001, v 9, n 3[citado 24 agosto 2004], p.14-19. Disponível na World Wide Web, http://www.scielo.br/ scielo.php?

CHIAVENATO I. Administração de recursos humanos. Fundamentos Básicos. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MELNYK BM, FINEOUT-OVERHOLT E. Making the case for evidence-based practice and cultivating a spirit of inquiry. In: Melnyk BM, Fineout-Overholt. Evidence-based practice in nursing & healthcare. A guide to best practice. Philadelphia: Wolters Kluwer, Lippincott Williams & Wilkins; 2011.p.3-24.

LIMA EC, et al. Critical incidents connected to nurses’ leadership in Intensive Care Units. Rev. Bras. Enferm., Brasília , v. 70, n. 5, p. 1018-1025, Oct. 2017 . Available from . access on 24 Apr. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0137.

GELBCKE FL, et al. Leadership in critical care settings: reflections and challenges for the Brazilian Nursing. Rev. bras. enferm., Brasília , v. 62, n. 1, p. 136-139, Feb. 2009 . Available from . access on 24 Apr. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672009000100021.

SHIREY MR, FISHER ML. Leadership Agenda for Change Toward Healthy Work Environments in Acute and Critical Care. Crit Care Nurse October 2008 vol. 28 no. 5 66-78

DAIRE J, GILSON L. Does identity shape leadership and management practice? Experiences of PHC facility managers in Cape Town, South Africa. Health Policy and Planning. 2014;29(Suppl 2):ii82-ii97. doi:10.1093/heapol/czu075.

NUNES ECDA, MUNIZ EL. Nursing in the mirror: unveiling transpersonal leadership in team care. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 37, n. 4, e63815, 2016 . Available from . access on 24 Apr. 2018. Epub Feb 23, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2016.04.63815.

CARDOSO MLAC, RAMOS LH, D’INNOCENZO M. Liderança Coaching: um modelo de referência para o exercício do enfermeiro-líder no contexto hospitalar Rev Esc Enferm USP 2011; 45(3):730-7.

SAFDARI R, GHAZISAEIDI M, JEBRAEILY M. Electronic Health Records: Critical Success Factors in Implementation. Acta Informatica Medica. 2015;23(2):102-104. doi:10.5455/aim.2015.23.102-104.

CARDOSO MLAC, RAMOS LH, D’INNOCENZO M. Liderança coaching: questionários de avaliação de percepções de líderes e liderados na enfermagem. einstein. 2014;12(1):66-74.

SFANTOU DF, et al. Importance of Leadership Style towards Quality of Care Measures in Healthcare Settings: A Systematic Review. Parthasarathy S, ed. Healthcare. 2017;5(4):73. doi:10.3390/healthcare5040073.

SILVA VLS, et al . Leadership Practices in Hospital Nursing: A Self of Manager Nurses. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo , v. 51, e03206, 2017 . Available from . access on 25 Apr. 2018. Epub Apr 03, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/s1980-220x2016099503206

CARVALHO AGF, et al . Liderança autêntica e perfil pessoal e profissional de enfermeiros. Acta paul. enferm., São Paulo , v. 29, n. 6, p. 618-625, Dec. 2016. Available from . access on 25 Apr. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201600087.

ANDRIGUE KCK, et al. Estilos de liderança situacional adotados pelos enfermeiros na área hospitalar. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, v. 18, dez. 2016. ISSN 1518-1944. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2018. doi:https://doi.org/10.5216/ree.v18.40551.

MONTEZELI JH, CAVEIÃO C, HEY AP, et al. Leadership mobilization: conception of undergraduate nursing students. Rev Fund Care Online. 2016 out/dez; 8(4):5114-5119. DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016. v8i4.5114-5119

NUNES EMGT, GASPAR MFM. A liderança em enfermagem e a satisfação dos pacientes em contexto hospitalar. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 37, n. 2, e55726, 2016 . Available from . access on 25 Apr. 2018. Epub May 31, 2016.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.