Os benefícios da vacina H1N1 em idosos / The benefits of H1N1 vaccine in elderly

Elisângela de Andrade Aoyama, Ellen Cristine Araújo Nunes, Márcia da Silva Oliveira, Sheila Lima da Silva, Joelma Alves Firmino de Araújo, Thiago de Araújo Borges Firmino

Abstract


A influenza H1N1 é conhecida como uma gripe e está relacionada à uma infecção viral aguda do trato respiratório. No Brasil, as campanhas de vacinação auxiliam na redução da morbimortalidade, especialmente em idosos onde o quadro quase sempre evolui para pneumonia. Os profissionais de saúde têm o papel de conscientizar os idosos, familiares e cuidadores sobre a vacina, campanhas e doenças oportunistas esclarecendo dúvidas que geram medos em idosos, objetivando a diminuição dos agravos a saúde dos idosos e diminuindo o númerode casos e óbitos decorrentes de complicações da gripe.O objetivo do presente estudo foi descrever os benefícios da vacinação H1N1, como forma de prevenção à patologias do trato respiratório.Para a construção do estudo observacional utilizou-seartigos publicados na base de dados Scieloe manuais do Ministério da Saúde publicados entre 2013e2017. Houve aumento de internações em 2017 em relação ao mesmo período do ano de 2016 e também observou-se um aumento de 55% para 98%  de idosos vacinados comparando as imunizações em 2009 e 2012, com isso reduziu os dados epidemiológicos do risco de pneumonia e consequentemente os gastos governamentais. É de extrema relevância a vacinação, para a prevenção de doenças e diminuição de óbitos na faixa etária entre 55 a 90 anos de idade.

 


Keywords


Influenza, vacinação, vírus, idoso, gripe.

References


Campagna AS, Duarte EC, Daufenbach LZ, Dourado I. Tendência da mortalidade por causas relacionadas à influenza em idosos no Brasil e evidências de plausibilidade de impacto da vacinação, 1992-2005. Epidemiol. Serv. Saúde. 2014;

Yano TK, Tiyo R. Eficácia da vacina contra influenza em idosos, e sua redução de morte e internamento. BrazilianJournalofSurgeryandClinicalResearch – BJSCR. 2013;

Vieira RHG, Erdmann AL, Andrade SR. Vacinação contra influenza: construção de um instrumento educativo para maior adesão dos profissionais de enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2013;

DATASUS. Morbidade hospitalar do SUS: por local de internação. 2017.

Cambricoli F.Butantã usa 54 milhões de ovos para produzir imunizante contra gripe. O Estado de S. Paulo. 2016.

Brasil. Ministério da Saúde. Nota informativa e recomendações sobre a sazonalidade da influenza 2017.

Gomes AA, Nunes MAP, Oliveira CCC, Lima SO. Doenças respiratórias por influenza e causas associadas em idosos de um município do Nordeste brasileiro. Cad. Saúde Pública. 2013;

Neve RG, Duro SMS, Tomasi E. Vacinação contra influenza em idosos de Pelotas-RS, 2014

um estudo transversal de base populacional. Epidemiol. Serv. Saúde. 2016;

Rasia MA, Lino MM. Cuidados de enfermagem ao usuário com sintomas e agravos da influenza H1N1. Revista Contexto & Saúde. 2014;

Bós AJG, Mirandola AR. Cobertura vacinal está relacionada à menor mortalidade por doenças respiratórias. Ciência & Saúde Coletiva. 2013;

Côrte B, Kimura C, Ximenes MA, Nóbrega OT. Determinantes da atenção aos idosos pela rede pública de saúde, hoje e em 2030: o caso da Região Metropolitana de São Paulo. Saúde Soc. São Paulo. 2017;


Refbacks

  • There are currently no refbacks.