Doença de Alzheimer e o uso de memantina: Uma revisão da literatura / Alzheimer's disease and the use of memantine: A literature review

Felipe Oliveira Barbosa, Gabriel Brandão de Assis, Lílian Valéria de Araújo, Mayra Joyce da Costa Pinheiro, Gabriel Duarte de Lemos, Carina Scanoni Maia, Thiago de Oliveira Assis, Ana Janaína Jeanine Martins Lemos Jordão

Abstract


O presente artigo visa apresentar um panorama da literatura a respeito dos efeitos adversos do uso de memantina na população idosa com Doença de Alzheimer (DA), tendo em vista o envelhecimento da população e sua estrita relação com a DA. Trata-se de uma revisão de literatura feita através da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e PubMed com os mesmos descritores: Alzheimer, memantina e idosos. Na BVS foram obtidos 288 resultados, após a filtragem foram selecionados 10 para leitura na íntegra, dos quais 6 compuseram a revisão, enquanto na PubMed foram obtidos 14 resultados, sendo 3 para leitura na íntegra e 1 compôs a revisão. Em nossa revisão sinais e sintomas colaterais à droga foram demonstrados, tais como arritmias decorrentes do alargamento de intervalo QT do eletrocardiograma (variável que mede o período de despolarização e repolarização do tecido ventricular miocárdico), possível dano ao endotélio da córnea, sugerindo cautela na administração, Síndrome da Secreção Inapropriada do Hormônio Antidiurético (SSIHAD) e distúrbios motores. Outros efeitos colaterais comumente esperados em usuários de memantina são diarreia, vertigem, cefaleia, insônia, inquietação, excitação e astenia. Ainda são necessárias pesquisas que apontem melhores fármacos ou terapias com células tronco para o manuseio da DA, levando em consideração a alteração do curso da doença e a minimização de efeitos adversos dos tratamentos.


Keywords


Doença de Alzheimer, Memantina, idosos

References


ALVES, Rodrigo Leal. Variação intraoperatória do sódio sérico e complicações neurológicas pós-operatórias em cirurgia cardíaca pediátrica. 2013. 55 f. Tese (Doutorado) - Curso de Medicina, Anestesiologia, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2013.

BORGES, L.; BONAKDARPOUR, B. Memantine-induced chorea and dystonia. Practical Neurology, v. 17, n. 2, p. 133-134, 2016.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE, Memantina para doença de Alzheimer, Relatório de recomendação. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC), 2017. Disponível em: < http://conitec.gov.br/images/Relatorios/2017/Recomendacao/Relatorio_memantina_Doenca-deAlzheimer_310_FINAL.pdf> Acesso em: 30 de maio de 2019.

BRASIL, Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (Portaria SAS/MS nº 1.298, de 21 de novembro de 2013). DOENÇA DE ALZHEIMER. Disponível em < http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/abril/02/pcdt-doenca-de-alzheimer-livro-2013.pdf> Acesso em: 30 de maio de 2019.

CLAUDIO, Bruno de Queiroz et al. Impact of Psychotropic Drugs on QT Interval Dispersion in Adult Patients. Arq. Bras. Cardiol, [s.l.], p.465-472, 2014. GN1 Genesis Network. http://dx.doi.org/10.5935/abc.20140055.

DALMAGRO, A. P.; CAZARIN, C. A.; ZENAIDE, F. S. Atualização no estudo das bases bioquímicas e moleculares da doença de Alzheimer/ An update about the biochemical and molecular basis of Alzheimer's disease Braz. Ap. Sci. Rev., v. 4, n. 1, p 118-130, 2020.

FENG, M. T. et al. Memantine-associated corneal endothelial dysfunction. JAMA Ophthalmology. v. 133, n. 10, p. 1218-1220, 2015.

FORLENZA, O. V. Tratamento farmacológico da doença de Alzheimer Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo). Rev. psiquiatr. clín. v.32, n.3, 2005.

GIL-MOHAPEL, Joana M.; REGO, Ana Cristina. Doença de Huntington: uma revisão dos aspectos fisiopatológicos. Revista de Neurociências, Coimbra, v. 4, n. 19, p.724-734, mar. 2011.

KAJITANI, K. et al. Memantine Exacerbates Corrected QT Interval Prolongation in Alzheimer Disease: A Case Report from an Unintentional Rechallenge. Journal of the American Geriatrics Society. v. 64, n. 1, p. 232-233, 2016.

KEENE, C. D.; MONTINE, T. J.; KULLER, L. H. Epidemiology, pathology, and pathogenesis of Alzheimer disease [Internet]. UpToDate. 2018.

NITRINI, Ricardo; CARAMELLI, Paulo. Demências. In: NITRINI, Ricardo; BACHESCHI, Luiz Alberto. A Neurologia que todo Médico deve saber. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2008. Cap. 15. p. 323-334.

ÖNCEL, Ç. et al. Syndrome of inappropriate antidiuretic hormone secretion due to excessive intake of memantine. Neurological Sciences, v. 36, n. 9, p. 1703-1704, 2015.

PANTEV, M.; RITTER, R.; GÖRTELMEYER, R. Clinical and behavioural evaluation in long-term care patients with mild to moderate dementia under Memantine treatment. Zeitschrift für Gerontopsychologie und –psychiatrie. v. 6, p. 103-17, 1993.

PRESS, D; ALEXANDER, M. Treatment of dementia. [Internet]. UpToDate, 2018.

SAFER, U.; DORUK, H.; TASCI, I. Memantine overdose in a non-demented older adult. Geriatrics & Gerontology International, v. 15, n. 3, p. 383-383, 2015.

SAN-JUAN-RODRIGUEZ, A. et al. Association of Antidementia Therapies With Time to Skilled Nursing Facility Admission and Cardiovascular Events Among Elderly Adults With Alzheimer Disease. JAMA network open, v. 2, n. 3, p. e190213-e190213, 2019.

TAKEHARA, H.; SUZUKI, Y.; SOMEYA, T. QT prolongation associated with memantine in Alzheimer's disease. Psychiatry and Clinical Neurosciences, v. 69, n. 4, p. 239-240, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-091

Refbacks

  • There are currently no refbacks.