Fatores associados ao tipo de parto na rede pública de Patos de Minas – MG / Factors associated with the type of delivery in the public network of patos de Minas – MG

Anderson de Sousa Godinho, Marthius Campos Oliveira Santos, Matheus Henrique Amaral de Deus, Maurício de Melo Pichioni, Pedro Henrique Dornelas, Karine Cristine de Almeida, Natália de Fátima Gonçalves Amâncio

Abstract


Introdução: A taxa de cesarianas em Patos de Minas, Minas Gerais, encontra-se bem acima dos 10% preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Objetivo: Estabelecer a relação entre os fatores socioeconômicos e gestacionais que influenciam na escolha do tipo de parto. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva, do tipo transversal com enfoque quantitativo. Os dados foram obtidos do SINASC entre os anos de 2010 e 2016. Para avaliar a significância dos dados foram realizados os testes T e Qui-quadrado. Resultados: O número de partos foi de 21.953, sendo 38,51% vaginais e  61,41% cesáreos, com uma média de 1208 vaginais e 1926 cesáreos. Discussão: Através da análise das variáveis que influenciam no tipo de parto, foi possível inferir que a escolha do parto cesáreo está vinculada a estabilidade socioeconômica da gestante. Conclusão: Diante desses resultados é necessário esforço para que a cesárea só seja realizada quando houver indicação médica.  


Keywords


cesárea. parto normal. gestação. nascidos vivos

References


REFERÊNCIAS

AMÂNCIO, N. F. G.; ARVELOS, C. C. C. Análise da implantação do Programa de Humanização da Assistência Obstétrica em dois hospitais mineiros. Revista Perquirere, Patos de Minas, v. 10, n. 2, p. 10-18. Dez. 2013. Disponível em < http://perquirere.unipam.edu.br/documents/23456/192396/An%C3%A1lise+da+implanta%C3%A7%C3%A3o+do+programa+de+humaniza%C3%A7%C3%A3%20o.pdf>. Acessado em 11 dez. 2018.

BRASIL. Assistência pré-natal: normas e manuais técnicos. Equipe de colaboração: Janine Schirmer et al. 3. ed. Brasília: Secretaria de Políticas de Saúde, SPS/Ministério da Saúde, 2000.

GARCIA N.; VALADARES C. Ministério da Saúde fará monitoramento online de partos cesáreos no país. Ministério da Saúde. Mar 2018. Disponível em . Acesso em: 10 de dez. 2018.

GUIMARAES, Raphael Mendonça et al . Fatores associados ao tipo de parto em hospitais públicos e privados no Brasil. Rev. Bras. Saude Mater. Infant., Recife , v. 17, n. 3, p. 571-580, jul. 2017 . Disponível em < http://ref.scielo.org/6jcmn9>. Acessado em 07 dez. 2018.

MANDARINO, N. R. et al. Aspectos relacionados à escolha do tipo de parto: um estudo comparativo entre uma maternidade pública e outra privada, em São Luís, Maranhão, Brasil. Caderno de Saúde. Rio de Janeiro, n. 25, p. 1587-1596, jul. 2009.

MELLER, Fernanda de Oliveira; SCHAFER, Antônio Augusto. Fatores associados ao tipo de parto em mulheres brasileiras: PNDS 2006. Ciênc. saúde coletiva , Rio de Janeiro, v. 16, n. 9, p. 3829-3835, set. 2011. Disponível em . acesso em 14 de dezembro de 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001000018.

NASCIMENTO, Janyere Ribeiro do; MENDES, Daniella Ribeiro Guimarães. FATORES ASSOCIADOS AO AUMENTO DA INCIDÊNCIA DE CESARIANAS NO BRASIL. 2014. 16 f. TCC (Graduação) - Curso de Enfermagem, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaiso de Goias, 2014. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2018.

QUEIROZ, M. V. O; SILVA, N. S. J. e; JORGE, M. S. B.; MOREIRA, T. M. M. Incidência e características de Cesáreas e de partos normais: estudo em uma cidade no interior do Ceará. Revista Brasileira de Enfermagem, v.58, n.6, p.687-91, 2005.

SANTANA, F. A.; LAHM, J. V.; SANTOS R. P. Fatores que influenciam a gestante na escolha do tipo de parto. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. Sorocaba, v. 17, n. 3, p. 123-127, jun. 2015.

WHO. Organização Mundial de Saúde. Declaração da OMS sobre taxas de cesáreas.HRP. Departamento de Saúde Reprodutiva e Pesquisa Organização Mundial Da Saúde. Genebra. 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-088

Refbacks

  • There are currently no refbacks.