Caracterização das reações adversas a quimioterápicos em um hospital filantrópico / Characterization of adverse reactions to chemotherapy in a philanthropic hospital

Mariana Bezerra Tavares, Jamile Rocha de Oliveira, Valnélia Fraga da Silva, Geraldo Bezerra da Silva Junior, Maria Teresita Bendicho, Rosa Malena Fagundes Xavier

Abstract


Introdução: O acompanhamento e assistência prestada pela equipe mutidisciplinar de saúde possibilitam a ampliação dos cuidados em saúde aos pacientes, principalmente àqueles em tratamento antineoplásico ambulatorial, uma vez que promovem a redução de RAMs e trazem melhorias na adesão terapêutica. Objetivo: Caracterizar as reações adversas moderadas a grave (graus 3 e 4) aos quimioterápicos dos pacientes oncológicos em tratamento ambulatorial, promovendo a necessidade da atuação do profissional farmacêutico. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo descritivo de caráter transversal-retrospectivo, com a avaliação de indicadores sobre RAMs e dos prontuários eletrônicos dos pacientes oncológicos em tratamento ambulatorial de um Hospital Filantrópico, de janeiro de 2016 a dezembro de 2017. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa, conforme o nº do parecer 2.670.217/2018. Resultados e Discussão: No período do estudo, 63 pacientes apresentaram RAMs moderadas a grave (graus 3 e/ou 4), a maioria dos pacientes eram do sexo feminino (52%), casadas (23%), encontrando-se na faixa etária de 40 a 59 anos (41%) e de 60 a 89 anos (41%), tendo cursado até o nível médio (26%). As RAMs mais incidentes foram anemia grau 3 (23%), seguida por neutropenia febril grau 3 (21%), diarreia e leucopenia graus 3 (7%) e rash acneiforme grau 3 (8%), o protocolo neoplásico mais envolvido no aparecimento destas foi o FOLFOX (22%) e a maioria dos pacientes (96%) tiveram reconciliação medicamentosa e adesão terapêutica (73%), no período estabelecido do estudo. Conclusão: O acompanhamento pela equipe multidisciplinar em oncologia auxilia no desenvolvimento da qualidade do cuidado em saúde do paciente, com o intuito de reduzir efeitos adversos aos medicamentos, instituindo medidas preventivas, dentre outras, por meio da conciliação medicamentosa e intervenções clínicas.


Keywords


RAMs. Oncologia. Acompanhamento Farmacoterapêutico.

References


ALVES, I.O. Reações Adversas ao Medicamento 5-Fluorouracil em Pacientes que Utilizam Protocolo FOLFOX no Serviço de Oncologia de um Hospital de Porto Alegre/RS – Um Estudo Piloto. 2014 – 22f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2014.

BATISTA, M.R. Estudo de Medicamentos em Pacientes Oncológicos Hospitalizados. 2014 – 24f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba. 2014.

CHOPRA, O.D.; R.H.S.; S.V., M.R. Reações adversas medicamentosas induzidas por quimioterapia em pacientes oncológicos: uma pesquisa observacional prospectiva. Indian J Med Paediatr Oncol 2016; 37: 42-6.

FARIA, C.O.; C.M.R.; A.G.S., A.M.M.R. Interações Medicamentosas na Farmacoterapia de Idosos com Câncer atendidos em um Ambulatório de Onco-Hematologia. Revista Brasileira de Cancerologia 2018; 64(1): 61-68.

SANTOS, M.O. Estimativa 2018: Incidência de Câncer no Brasil. Revista Brasileira de Cancerologia 2018; 64(1): 119-120.

SILVA, P.A.H. Estudo de Psicofármacos em Pacientes Oncológicos Hospitalizados. 2016 – 35f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba. 2016.

Guia para Notificação de Reações Adversas em Oncologia /Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia – SOBRAFO; Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. -2ª ed – São Paulo: Conectfarma Publicações Científicas, 2011.

SANTOS, Luciana dos; Oliveira, Fábio Ramos; Martinbiancho, Jacqueline, Jacoby, Thalita; Mahmud, Simone Dalla Pozza; Fin, Mariana De Conto, Winkler, Natália. Revista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. 2012.

National Cancer Institute (US). Division of cancer treatment and diagnosis. Commom toxicity criteria (Computer Program). Version 4.0 NCI; 2009.

PERRIN, Rosa M.B. Erros de medicação: quem foi?. Rev Assoc Med Bras, v. 3, n. 49, p. 335-41, 2010.

PRASAD, Roberto; Assis, Mônica de; Silva, Ronaldo Corrêa Ferreira da; Abreu, Maria Fátima; Silva, Marcos André Felix da; Dias, Maria Beatriz Kneipp; Tomazell, Jeane Glaucia. A Política Nacional de Atenção Oncológica e o Papel da Atenção Básica na Prevenção e Controle do Câncer. Rev. APS, v. 11, n. 2, p. 199-206, abr./jun. 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2%20-083

Refbacks

  • There are currently no refbacks.