Envelhecimento saudável prejudicado pela obesidade: uma revisão integrativa / Healthy aging harmed by obesity: an integrative review

Maria Gabriely Queiroz, Maria Luiza Alexandre de Aquino, Altemiza Dias Lima Brito, Carla Campos Muniz Medeiros, Mônica Oliveira da Silva Simões, Alessandra Teixeira, Danielle Franklin de Carvalho

Abstract


O envelhecimento, na antiguidade, era um direito para poucos. O crescimento em série da população idosa está relacionado à transição sem perfil demográfico, criação de políticas públicas e promoção da qualidade de vida dessas pessoas. A obesidade é definida como uma doença crônica, evidenciada pelo excesso de gordura que, em pessoas idosas, é mais uma condição de risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT). No processo de envelhecimento saudável, é necessária uma mudança no estilo de vida, nos hábitos alimentares e físicos, e acompanhamento periódico com uma equipe de saúde interdisciplinar. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura que teve por analisar e sintetizar os fatos científicos e respeitar a qualidade de vida dos idosos que possuem obesidade. Inicialmente foram criados 503 artigos, depois de ler e aplicar os requisitos de inclusão e excluir cinco itens para análise. A obesidade é caracterizada como agravante, devido a doenças e deficiências causadas pela idade avançada, afetando diretamente a qualidade de vida dos idosos. Desta maneira, percebe-se que é fundamental incluir mobilidade, função física e qualidade de vida no controle e perda de peso e não trabalhar de forma isolada.


Keywords


Envelhecimento. Obesidade. Qualidade de vida.

References


BATSIS, JA.; ZAGARIA, AB. Addressing Obesity in Aging Patients. Med Clin North Am. USA, vol. 102, n.1, 2018.

BATSIS, J. et al. Weight Loss Interventions In Older Adults With Obesity: A Systematic Review Of Randomized Controlled Trials Since 2005. J Am Geriatr Soc. New Hampshire, vol. 65, n.2, 2017.

BRITO, M. C. C. et al. Envelhecimento populacional e os desafios para saúde pública: análise da produção cientifica. Revista Kairós Gerontologia. São Paulo, vol. 16, n. 3, 2013.

CANCIAN, Natalia. Obesidade quase dobra entre os jovens brasileiros em dez anos. Folha de São Paulo, Brasília, 2017.

DAWALIBI, N. W. et al. Envelhecimento e qualidade de vida: análise da produção científica da SciELO. Estudos de psicologia Campinas. São Paulo, vol. 30, n. 3, 2013.

DIAS, P. C. et al. Obesidade e políticas públicas: concepções e estratégias adotadas pelo governo brasileiro. Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro, vol. 33, n. 7, p. 1-8, 2017.

LIMA, V. P. et al. Perfil do índice de massa corporal e fatores associados em idosos ativos. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília, vol. 71, n. 2, 2018.

MENDES, Betânia. Uma questão de peso: a responsabilidade dos pais e do Estado nos casos de obesidade infantil. Rev. Jus Navigandi. Minas Gerais, p. 1-2, 2015.

MENSORIO, Mariana.; JUNIOR, Anderson. Obesidade e Estratégias de Enfrentamento: o quê destaca a literatura. Pisc. Saúde & Doenças, Brasília, vol. 17, n. 3, 2016.

NAPOLI, N. et al. Effect of weight loss, exercise, or both on cognition and quality of life in obese older adults. Am J Clin Nutr. México, vol. 100, n. 1, 2014.

SILVEIRA, Erika.; VIEIRA, Liana.; SOUZA, Jacqueline. Elevada prevalência de obesidade abdominal em idosos e associação com diabetes, hipertensão e doenças respiratórias. Ciência e saúde coletiva. Rio de Janeiro, vol. 23, n. 3, p. 903-918, 2018.

SOARES, C. B. et al. Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Revista Escola de Enfermagem. São Paulo, vol. 48, n. 2, 2014.

VERAS, Renato.; OLIVEIRA, Martha. Envelhecer no Brasil: a construção de um modelo de cuidado. Ciência e saúde coletiva. Rio de Janeiro, vol. 23, n. 6, p. 1929-1936, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-082

Refbacks

  • There are currently no refbacks.