Saúde do homem jovem na perspectiva da promoção a saúde e prevenção de agravos / Young men's health from the perspective of health promotion and disease prevention

Elizabeth Rose Costa Martins, Fabrício Santos Alves, Andressa da Silva Medeiros, Karoline Lacerda de Oliveira, Leticia Guimarães Fassarella, Samara de Andrade Ferreira, Hulda Santana Franco, Gabriele Malta da Costa

Abstract


 

Trata-se de um estudo cujo objeto é o cuidado de enfermagem voltado à saúde do homem jovem na perspectiva da Promoção a Saúde e Prevenção de agravos. Tendo como objetivos: Identificar o perfil do homem jovem e discutir as práticas educativas na promoção à saúde e prevenção de agravos à saúde da população masculina jovem. Estudo descritivo, transversal com abordagemquantitativa, desenvolvido em uma universidade pública no município do Rio de Janeiro, com 150homens jovens na faixa etária de 18 a 29 anos, discentes do curso de graduação em enfermagem e engenharia.Tendo como instrumento de coleta de dados um questionário com 22 questões. Os dados foram tabulados e organizados pela aplicação da estatística descritiva, com auxílio do software SPSS, sendo analisados à luz do referencial teórico do estudo. Foram respeitados os aspectos éticos da Resolução 466/12 do CNS/MS, sendo a pesquisa autorizada pelo Comitê de Ética através do nº 63989416600005282.Os resultados apontam que os homens jovens, mesmo com acesso ao conhecimento só procuram os serviços de saúde quando apresentam algum tipo de emergência. E que também assumem situações de risco, podendo torna-los vulnerável a doenças principalmente as IST. Conclui-se que a área de saúde, principalmente a enfermagem, muito tem a desenvolver sobre a temática, para tanto, se faz necessário estratégias educativas, levando este homem jovem universitário a refletir e compreender sobre o seu papel frente a sua saúde, na promoção e prevenção de agravos.

 

 


Keywords


Saúde do Homem. Promoção a saúde. Enfermagem.Prevenção.

References


Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2009 [acesso em: 29 abr. 2017]. Disponível em: http://www.saude.gov.br.

Gomes R. org. Saúde do homem em debate [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2011. 228 p. ISBN 978-85-7541-364-7.

Malta. DC et al. A implementação das prioridades da Política Nacional de Promoção da Saúde, um balanço, 2006 a 2014.Ciênc. Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. p. 4301-4311. 2014.Disponívelem:. Acesso em: 11 de mar. de 2016.

Cemig. Política de promoção à saúde e prevenção de doenças. 2010. Disponível em:

. Acesso em: 15 de mar. De 2016.

Ribeiro, JLP. Avaliação das intenções comportamentais relacionadas com a promoção e proteção da saúde e com a prevenção das doenças. Ana. Psicológica, v22, n2. Lisboa jun. 2004.

Sampiere RH; Collado CF, Lucio MPB. Metodologia de pesquisa. Porto Alegre: Penso, 2013.

Lima DVM. Desenhos de pesquisa: uma contribuição para autores. Online BrazilianJournalofNursing. Niterói, v.10, n 2, out. 2011.

Mair C, Ponicki WR, Gruenewald PJ. Reducing Risky Sex Among College Students: Prospects for Context-Specific Interventions. AIDS Behav., New York, v.20, n.1, p.109-118,Jan.2016.Disponívelem:https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4715544/pdf/nihms-713016.pdf. Acessoem: 13 out. 2018.

He F et al. Condom use as a function of number of coital events in new relationships. Sexually Transmitted Diseases, Philadelphia, v.43, n.2, p.67-70, Fe. 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-081

Refbacks

  • There are currently no refbacks.