Testes citogenéticos no diagnóstico de leucemia linfoide aguda / Cytogenetic tests in the diagnosis of acute lymphode leukemia

Manuela Eduarda de França, Jonas José da Silva, Juliana Laguzza de Oliveira Bustos Villabón, Inaldo Antônio dos Anjos Filho, Lidiane Gomes da Silva, Nathalia Joanne Bispo Cezar

Abstract


As mutações são fatores genéticos potencialmente influenciadores no desenvolvimento de câncer, em especial das neoplasias sanguíneas. Dependendo do tipo e dos genes envolvidos no processo mutacional, estes podem estabelecer uma perspectiva em relação ao prognóstico e a terapêutica a ser utilizada. Dentre as doenças hematológicas, a Leucemia Linfoide Aguda (LLA) apresenta maior incidência na infância e é caracterizada pela presença de células imaturas da linhagem linfoide na medula óssea, órgãos linfoides e corrente sanguínea. O presente estudo descreveu a importância da utilização de testes citogenéticos no diagnóstico da LLA. A revisão bibliográfica foi realizada através de artigos indexados em bases de dados: PubMed e Scielo. Foram analisados estudos científicos em língua portuguesa e inglesa que tratavam da realização das técnicas e diagnóstico das leucemias, mais especificamente a LLA. A utilização de testes citogenéticos para rastreio e diagnóstico de doenças de cunho genético em especial as neoplasias hematológicas, tornou-se imprescindível. Esses métodos são eficazes porque permitem a obtenção de informações importantes sobre o grau de malignidade neoplásico auxiliando no direcionamento de tratamentos específicos de acordo com o estágio evolutivo da doença, favorecendo a atuação da equipe médica multidisciplinar na elaboração de um diagnóstico conciso. 

 


Keywords


leucemia, LLA, citogenética.

References


ALMEIDA, Tereza Joelma Barbosa. Avanços e perspectivas para o diagnóstico da Leucemia Linfóide Aguda. Candombá [Internet], p. 40-55, 2009.

BERNASCONI, P. et al. Is FISH a relevant prognostic tool in myelodysplastic syndromes with a normal chromosome pattern on conventional cytogenetics? A study on 57 patients. Leukemia, v. 17, n. 11, p. 2107-2112, 2003.

CARUSO, Vanesa et al. Thrombotic complications in childhood acute lymphoblastic leukemia: a meta-analysis of 17 prospective studies comprising 1752 pediatric patients. Blood, v. 108, n. 7, p. 2216-2222, 2006.

DA COSTA, Juliana Cardeal; DE LIMA, Regina Aparecida Garcia. Children and adolecents in outpatient clinic chemotherapy: nursing implications. Revista latino-americana de enfermagem, v. 10, n. 3, p. 321-333, 2002.

FADEL, Ana Paula. Investigação Laboratorial de LLA. AC&T Científica, v. 1, 2010.

FARIAS, Mariela Granero. Caracterização molecular e imunofenotípica de 35 casos de leucemia linfoide aguda pediátrica. 2010.

FARIAS, Mariela Granero; CASTRO, Simone Martins de. Diagnóstico laboratorial das leucemias linfóides agudas. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, v. 40, n. 2, p. 91-98, 2004.

GIL, Erica Aires. Investigação das alterações citogenéticas em pacientes pediátricos com leucemia linfóide aguda do rio grande do norte. 2011. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

GUERRA, M. FISH, Conceitos e aplicações na citogenética. Sociedade Brasileira de Genética, Ribeirão Preto, 2004.

HARBOTT, J. et al. Hematological malignancies with a deletion of 11q23: cytogenetic and clinical aspects. Leukemia, v. 12, n. 5, p. 823-827, 1998.

LIEHR, T. et al. Microdissection based high resolution multicolor banding for all 24 human chromosomes. Int. J Mol. Med., v. 9, p.335-339, 2002.

Liehr T, Mrasek K, Kosyakova N, Mkrtchyan H, Melo J, Polityko A, Brecevic L. Fluorescente in Situ Hybridzation (FISH) - Application Guide Multiplex FISH and Spectral Karyotyping. Capter 1. Pag 175-180, 2009

LORENZETTI, Jorge et al. Tecnologia, inovação tecnológica e saúde: uma reflexão necessária. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 21, n. 2, p. 432-439, 2012.

MARQUES, Ester Augusta Lima Vinhas et al. Molecular findings in childhood leukemia in Brazil: high frequency of MLL-ENL fusion/t (11; 19) in infant leukemia. Journal of pediatric hematology/oncology, v. 33, n. 6, p. 470-474, 2011.

MILANI, Lili et al. DNA methylation for subtype classification and prediction of treatment outcome in patients with childhood acute lymphoblastic leukemia. Blood, The Journal of the American Society of Hematology, v. 115, n. 6, p. 1214-1225, 2010.

MINASI, Lysa Bernardes et al. Leucemia linfóide aguda na infância: A Importância do diagnóstico citogenético convencional como fator prognóstico. 2009

PEDROSA, F.; L.; M. L. linfóide aguda&58; uma doença curável Acute lymphoblastic leukemia&58; a curable disease. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 2, n. 1, p. 63-68, 2002.

QUIXABEIRA, Valéria Bernadete Leite; SADDI, Vera Aparecida. A importância da imunofenotipagem e da citogenética no diagnóstico das leucemias: uma revisão da literatura. RBAC, v. 40, n. 3, p. 199-202, 2008.

RIGOLIN, Gian Matteo et al. Clinical importance of interphase cytogenetics detecting occult chromosome lesions in myelodysplastic syndromes with normal karyotype. Leukemia, v. 15, n. 12, p. 1841-1847, 2001.ROGATTO, S. R. Citogenética sem risco: biossegurança e garantia de qualidade. Ribeirão Preto: FUNPEC-RP, 2000.

SCHRÖCK, E. et al. Multicolor spectral karyotyping of human chromosomes. Science, v. 273, n. 5274, p. 494-497, 1996.

SPEICHER, Michael R.; BALLARD, Stephen Gwyn; WARD, David C. Karyotyping human chromosomes by combinatorial multi-fluor FISH. Nature genetics, v. 12, n. 4, p. 368-375, 1996.

VANCE, Gail H. et al. Utility of interphase FISH to stratify patients into cytogenetic risk categories at diagnosis of AML in an Eastern Cooperative Oncology Group (ECOG) clinical trial (E1900). Leukemia research, v. 31, n. 5, p. 605-609, 2007.

ZANICHELLI, Maria Aparecida; COLTURATO, Vergilio R.; SOBRINHO, Jairo. Indicações em transplante de células-tronco hematopoéticas em pacientes adultos com leucemia linfoide aguda. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, v. 32, p. 54-60, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-078

Refbacks

  • There are currently no refbacks.