Perfil de resistência antimicrobiana de cepas de Mycobacterium tuberculosis isoladas de pacientes atendidos em uma Unidade de Referência em Santarém-Pará, Brasil / Antimicrobial resistance profile of Mycobacterium tuberculosis strains isolated from patients served in a Reference Unit in Santarém-Pará, Brazil

Adjanny Estela Santos de Souza, Andreza Dantas Ribeiro, Brenda dos Santos Coutinho, Françoíse Gisela Gato Lopes, Marlyara Vanessa Sampaio Marinho, Victor de Lima Dias

Abstract


A Tuberculose é relatada como uma das doenças mais antigas do mundo, de origem bacteriana e infectocontagiosa grave, tem como principal agente etiológico o Mycobacterium tuberculosis. O objetivo desse estudo foi verificar o perfil de resistência aos antimicrobianos de cepas de M. tuberculosis isoladas de pacientes em uma Unidade de Referência em Santarém-Pará. O estudo foi realizado por meio de abordagem quantitativa, descritiva, retrospectiva com o emprego da pesquisa documental, com busca de informações nos livros de registro do Laboratório da Unidade e no sistema GAL (Gerenciamento de Ambiente Laboratorial). Foram realizados testes de sensibilidade de cepas de M. tuberculosis isoladas de 52 pacientes, sendo, 22 (421,3%) do sexo feminino e 30 (57,7%) do sexo masculino, com média de 43,4 anos de idade. 47 cepas (90,4%) apresentaram-se sensíveis a todos os antimicrobianos testados e 5 (9,6%) apresentaram resistência, sendo 1 cepa com monorresistência (resistente à estreptomicina); 1 com polirresistência (resistente à isoniazida e pirazinamida) e 3 com multirresistência (1 cepa resistente a isoniazida e rifampicina e 2 cepas resistentes à isoniazida, rifampicina e etambutol). O abandono do tratamento e o surgimento de cepas resistentes, são fatores que estão associados a elevada incidência global da TB, os quais impõem dificuldades ao processo de cura, aumentando o tempo e o custo do tratamento.


Keywords


tuberculose, resistência a medicamentos, antimicrobianos, pneumopatia

References


AILY, D. C. G.; BERRA, J. A. P.; BRANDÃO, A. P.; CHIMARA, E. Tuberculose, HIV e Coinfecção por TB/HIV no Sistema Prisional de Itirapina. SP, Brasil. Rev Inst Adolfo Lutz. 2013; 72 (4):306-11.

ALVAREZ, T. A.; RODRIGUES, M. P.; VIEGAS, C. A. A. Prevalência de Mycobacterium tuberculosis resistente em pacientes sob tratamento parcialmente intermitente ou sob tratamento diário. J Bras Pneumol. 2009; 35(6):555-60.

BALLESTER, J. G. A. et al. Tuberculose multirresistente: integralidade da atenção à saúde na perspectiva discursiva. Rev. de Enfermagem Escola Anna Nery 18(3) Jul-Set 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Secretaria de Vigilância em Saúde. Situação epidemiológica da tuberculose nos estados partes e associados do Mercosul 2009 a 2013 – Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Tuberculose na Atenção Primária à Saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 131 p.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos).

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico 09. Vol. 50/Mar. 2019 – Brasília: Ministério da Saúde, 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Tratamento diretamente observado (TDO) da tuberculose na atenção básica: protocolo de enfermagem. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

CAMPOS, H. S. Mycobacterium tuberculosis resistente: de onde vem a resistência ? Boletim de Pneumologia Sanitária - Vol. 7. Nº 1 - jan/jun - 1999

DACOLMO, M. P. et al. Tuberculose multirresistente no Brasil: histórico e medidas de controle. Rev. Saúde Pública, São Paulo, 2007, v.41, ISSN 0034-8910

FREGONA, G. et al. Fatores associados à tuberculose resistente no Espírito Santo, Brasil. Rev Saúde Pública 2017;51:41.

MARQUES, M.; CUNHA, E. A. T.; RUFFINO-NETTO, A.; ANDRADE, S. M. O. Perfil de resistência de Mycobacterium tuberculosis no estado de Mato Grosso do Sul, 2000-2006. J Bras Pneumol. 2010;36(2):224-231.

.

MENDES, N. M. J. A; COSTA, R. R. C.; DIAS, A. M. N.; LOPES, C. B.; SOUZA, D. M. K.; SILVA, M. R.; MESQUITA, H. L. Perfil de resistência a fármacos antituberculose em um hospital de referência do Estado de Minas Gerais. Rev Med Minas Gerais 2014; 24 (Supl 5): S43-S46.

MENDES, J. M.; LOURENÇO, M. C.; FERREIRA, M. C.; FONSECA, L. S.; SAAD, M. H. F. Resistência a drogas em cepas de Mycobacterium tuberculosis isoladas de amostras de escarro de pacientes ambulatoriais sintomáticos – Complexo de Manguinhos, Rio de Janeiro, Brasil. J Bras Pneumol. 2007;33(5):579-582.

NAMBURETE, E. I.; LISBOA, M.; TIVANE, I.; HARRISON, L.; BOLLELA, V. R. Caracterização do perfil de resistência do Mycobacterium tuberculosis isolado de pacientes da cidade de Beira, Sofala – Moçambique. Medicina (Ribeirão Preto) 2016;49(4):338-343 DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v49i4p338-343.

PIRES, G. M.; FOLGOSA, E.; NQUOBILE, N.; GITTA, S.; CADIR, N. Resistência de Mycobacterium tuberculosis aos tuberculostáticos em Moçambique. J Bras Pneumol. 2014;40(2):142-147.

RODRIGUES, A. R. S. Perfil de resistência do Mycobacterium tuberculosis de pacientes internados em um hospital de referência do estado de São Paulo. Araraquara, 2017. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Programa de Pós Graduação em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia. Área de pesquisa em Bacteriologia.

ROZMAN, L. M.; SANTO, A. H.; ROZMAN, M. A. Resistência do Mycobacterium tuberculosis às drogas em pacientes HIV+ em cinco municípios da Baixada Santista, São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 23(5):1051-1059, mai, 2007.

SANTOS, L. C.; BOSQUET, H. M.; PEREIRA, A. M.; JUNQUEIRA-KIPNIS, A. P.; KIPNISA, A. High prevalence of resistance in new tuberculosis cases of Midwestern Brazil. Infect Genet Evol. 2010 Jul; 10(7):1052-5.

SBPT (Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia) - Comissão de Tuberculose da SBPT; Grupo de Trabalho das Diretrizes para Tuberculose da SBPT. III Diretrizes para Tuberculose da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. J Bras Pneumol. 2009;35(10):1018-1048.

SEMSA (Secretaria Municipal de Saúde de Santarém). Relatório Tuberculose. Santarém, 2019.

SESPA (Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará). Seminário debate avanços e desafios para o controle da tuberculose no Pará. Disponível em: http://www.saude.pa.gov.br/?p=811. Acesso em 12 de outubro de 2017.

SESPA (Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará). SESPA capacita profissionais de saúde para manejo clínico da tuberculose. Disponível em: http://www.saude.pa.gov.br/2019/08/26/sespa-capacita-profissionais-de-saude-para-manejo-clinico-da-tuberculose/. Acesso em 04 de fevereiro de 2020.

SOUZA, M. B.; ANTUNES, C. M. F.; GARCIA, G. F. Perfil de sensibilidade e fatores de risco associados à resistência do Mycobacterium tuberculosis em Centro de Referência de doenças infecto-contagiosas de Minas Gerais. J Bras Pneumol. 2006;32(5):430-7.

WHO. World Health Organization. Multidrug-resistant Tuberculosis. Disponível em: http://www.who.int/tb/dots/es/Acesso: 29 de março 2019.

WHO. World Health Organization. Tuberculosis. Disponível em: http://www.who.int/es/news-room/fact-sheets/detail/tuberculosis. Acesso: 03 de fevereiro 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-066

Refbacks

  • There are currently no refbacks.