Avaliação do conhecimento acerca de hiv/aids em jovens de duas escolas do ensino médio em uma cidade do sul do Brasil / Evaluation of knowledge about hiv / aids in young people from two high schools in a southern city of Brazil

Fabiana Postiglione Mansani, Felício de Freitas Netto

Abstract


Introdução: O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é o responsável por causar a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). Ter conhecimento e informação são fundamentais para combater o aumento do número de casos novos de HIV. Objetivos: Conscientizar a população estudada a respeito da importância dos métodos de prevenção contra a infecção pelo HIV, comparar o conhecimento acerca desse vírus entre jovens de uma escola pública e de uma instituição privada. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado com 121 estudantes de duas escolas do ensino médio em uma cidade do Sul do Brasil, sendo 65 de uma instituição pública e 56 de uma escola privada, entre abril e junho de 2018. Foram utilizados os questionários de identificação pessoal e um específico de conhecimento sobre HIV/Aids. Foram utilizadas medidas de frequência absoluta e relativa, bem como o teste T de Student. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: A maioria dos estudantes tinha 15 anos de idade, era do gênero feminino e não havia praticado a primeira relação sexual. Dos que praticaram, menos de 30% usaram o preservativo. A análise antes da palestra evidenciou importante desconhecimento sobre “Prevenção e Transmissão”, “Tratamento” e “Epidemiologia”, enquanto que após a palestra, o domínio de “Prevenção e Transmissão” e “História Natural” obtiveram aumento considerável. Não houve diferença significativa de conhecimento entre os jovens da escola pública e privada, mas ambos foram, comprovadamente, beneficiados com a palestra informativa. Conclusão: A conscientização sobre HIV/Aids corrobora com maneiras mais eficazes de prevenção e com menores índices de preconceito, tornando o tratamento mais oportuno e ratificando a necessidade de busca por informações verídicas.


Keywords


Prevenção; Conscientização; HIV.

References


Organização Mundial da Saúde. Estatísticas – UNAIDS Brasil. Available at http://unaids.org.br/estatisticas/. Accessed: 25th February 2020.

Reis R, Gir E. Vulnerabilidade ao HIV/AIDS e prevenção da transmissão sexual entre casais sorodiscordantes. Rev da Escola de Enfermagem da USP. 2008.

Natividade JC, Camargo BV. Elaboração e Evidências de Validade de um Teste de Conhecimento Científico sobre HIV/Aids. Rev Psicologia e Saúde 2012;4(1):39-52.

Paiva V, Calazans G, Venturi G, Dias R. Idade e uso de preservativo na iniciação sexual de adolescentes brasileiros. Rev. Saúde Pública 2008;42 (Supl 1):45-53.

Borges ALV, Schor N. Início da vida sexual na adolescência e relações de gênero: um estudo transversal em São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública 2005; 21:499-507.

Gomes RRFM, Ceccato MGB, Rocha GM, Guimaraes MDC. Conhecimento sobre HIV/Aids e fatores associados entre homens que fazem sexo com homens em Belo Horizonte, MG. Rev Med Minas Gerais 2013;23(4):427-436.

Shafii T, Stovel K, Holmes K. Association between condom use at sexual debut and subsequent sexual trajectories: a longitudinal study using biomarkers. Am J Public Health 2007; 97(6):1090.

Hearst N, Chen S. Condom promotion for AIDS prevention in the developing world: is it working? Stud Fam Plann. 2004;35(1):39-47.

Ministério da Saúde. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para profilaxia pré-exposição (PrEP) de risco à infecção pelo HIV. 2017.

Ministério da Saúde. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para profilaxia pós-exposição (PEP) de risco à infecção pelo HIV, IST e Hepatites Virais. 2017.

Goulart A, Silva DV, Carnevale AC, Reis EFP, Dias RAP, Carlos-Bender J. O conhecimento sobre o HIV/AIDS e a importância de jogos e teatro na reconstrução de conceitos relacionados ao tema. Ensino, Saúde e Ambiente. 2018;11(2):17-31.

Val LF, Silva JAS, Rincón LA, Lima RHA, Barbosa RL, Nichiata LYI. Estudantes do ensino médio e o conhecimento em HIV/aids: que mudou em dez anos? Rev Esc Enferm USP 2013.47(3):702-8.

Martins LBM, Paiva LHSC, Oasis MJD, Sousa MH, Neto AMP, Tadini V. Fatores associados ao uso de preservativo masculino e ao conhecimento sobre DST/AIDS em adolescentes de escolas públicas e privadas do Município de São Paulo, Brasil. Cad Saude Publica 2006;22(2):315-323.

Paiva V, Peres C, Blessa C. Jovens e adolescentes em tempos de AIDS: reflexões sobre uma década de trabalho de prevenção. Rev Psicol USP 2002;13(1):55-78.

Barros NB, Guimaraes CM, Borges OS. Políticas de Saúde e Prevenção ao HIV/Aids no Brasil 1982 – 2012. Estudos. 2012;39:537-546.

Jabur PAC, Nascimento SL. O impacto das campanhas de DST/AIDS no comportamento sexual dos adolescentes. 2012. doi: http://bdm.unb.br/handle/10483/4432.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-041

Refbacks

  • There are currently no refbacks.