Biosafity in dentistry: literature review / Biossegurança em odontologia: revisão de literatura

Cecilya Aparecida Silva Campos, Gerson Souza Cavalcante Guimarães Neto, Renata da Silva Pereira, Marília Oliveira Costa, Wanderley Barros dos Santos, Weizia Gomes da Rocha, Fernanda Braga Peixoto, Olivia Maria Guimarães Marroquim

Abstract


Some infections are directly linked to dental practice, in which dental surgeons are exposed to a wide variety of microorganisms present in patients' oral and body fluids. Biosafety is a multidisciplinary science that emphasizes actions to prevent, reduce or eliminate risks inherent to the activity. The purpose of this literature review is to identify the main forms of transmission of infectious diseases, locate common errors regarding the set of conducts and technical measures employed by dental professionals, describing the complications resulting from failures in the protection mechanisms as well as demonstrating the evolution of biosafety in the last twenty years and its relation to the clinical-dental scope. To carry out this study, 19 scientific articles published between 1999 and 2019 were searched, with the descriptors: Contamination of biological risks; Dentistry; Communicable diseases. Articles in Portuguese and English were filtered in the GOOGLE ACADÊMICO, SCIELO, BIREME, LILACS databases. The results demonstrate the importance of the dentist's knowledge of the risk of cross-contamination, in addition to compliance with biosafety standards in public and private institutions.


Keywords


Containment oh Biohazards; Dentistry; Communicable Diseases.

Full Text:

PDF

References


Junior AG, et al. Nível de aplicação de normas básicas para esterilização, desinfecção e paramentação odontológica. UNOPAR Cientifica. Ciencias Biológicas e da Saúde. Paraná, v. 3, p. 61-8, 2001.

Santos MVA, Campos FBG, Campos JADB. Biossegurança na odontologia. Revista Uniara, n. 19, 2006.

Silva CRG, Jorge AOC. Avaliação de desinfetantes de superfície utilizados em odontologia. Pesquisa Odontológica Brasileira. São Paulo, v. 16, n. 2, p. 107-114, 2002.

Pereira CV, et al. Avaliação dos conhecimentos dos cirurgiões-dentistas em relação à biossegurança na prática clínica. Revista de Clínica e Psicologia Odontológica. Curitiba, v. 2, p. 19-21, 2005.

Odontologia, Conselho Federal de Odontologia. Manual de biossegurança. Brasília, 1999.

Jorge AOC. Princípios de biossegurança em Odontologia. Revista Biociencias. Rio Grande do Sul, v. 8, p. 7-17. 2002.

Centers for Disease Control and. Recommended infection-control practices for dentistry. Morbidity and Mortality Weekly Report. Estados Unidos, v. 42, p. 1-20, 1993.

Barbieri AA. et al. Biosafety measures in dental practice: Literature Review. Brazilian Dental Science. São José dos Campos, v. 22, p. 9-16, 2019.

Galicioli SM, Baratieri T, Lenstck MH. Biossegurança em odontologia: o uso de mini manual como estratégia de educação permanente. Espaço Saúde. São Carlos, v. 16, p.120-7. 2015.

Keli BFZ, et al. Influência do armazenamento do instrumental odontológico na manutenção da esterilidade. Revista Arquivo Odontológico. Belo Horizonte. v. 48, p. 89-95, 2012.

Knackfuss PL, Barbosa TC, Mota EG. Biossegurança na odontologia: uma revisão de literatura. Revista de Graduação. Rio Grande do Sul, v .3, p. 1-13, 2010.

Silva GS, et al. Conhecimento e utilização de medidas de precaução-padrão por profissionais de saúde. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. Rio de Janeiro, v. 16, p. 103-10, 2012.

Pinelli C, et al. Biossegurança e odontologia: crenças e atitudes de graduandos sobre o controle da infecção cruzada. Saúde e Sociedade. São Paulo, v. 20, n. 2, p. 448-461, 2011.

Pimentel MJ, et al. Biossegurança: comportamento dos alunos de Odontologia em relação ao controle de infecção cruzada. Caderno de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 20, p. 525-532, 2012.

Tomo S, et al. Conhecimento de graduandos em Odontologia a respeito das normas de biossegurança. Archives of Health Investigation. São Paulo, v. 3, p. 9-17, 2014.

Orestes-cardoso SM, et al. Acidentes perfuro cortantes: prevalência e medidas profiláticas em alunos de odontologia. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. São Paulo, v. 34, n. 119, p. 6-14, 2009.

Schroeder MDS, Marin C, Miri F. Biossegurança: grau de importância na visão dos alunos do curso de graduação de Odontologia da Univille. Revista Sul-Brasileira de Odontologia, Joinville, v. 7, p. 20-6, 2010.

Bezerra ALD, et al. Biossegurança na odontologia. ABCS Health Sciences, Santo André, v. 39, p. 29-33, 2014.

Zocratto K, et al. Conduta dos estudantes na clínica odontológica integrada em relação às normas de controle de infecção e biossegurança. Revista Da Faculdade De Odontologia, Passo Fundo, v. 2, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-027

Refbacks

  • There are currently no refbacks.