Pessoas Vivendo com Hiv/Aids: Adesão ao Tratamento e Bem-Estar Subjetivo/ People Living with Hiv/Aids: Adherence to Treatment and Subjetive Well-Being

Gabriela Fernandes de Oliveira, Yasmin Jaime Coelho, Tayná Menezes de Azevedo, Thayane dos Santos Almeida, Flávia Soyanna dos Santos Ferreira, Leonardo Sales Silva, Mena Bianca Ferreira Paiva

Abstract


O vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) ao infectar o indivíduo pode propiciar vulnerabilidade no organismo frente a infecções, como também pode acarretar a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Dito isso, o objetivo do presente estudo foi compreender sobre relação entre a adesão ao tratamento e o bem-estar subjetivo de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS (PVHA). Caracteriza-se por ser uma pesquisa exploratória e descritiva, realizada em um hospital de referência no tratamento de PVHA na região Norte. A coleta de dados ocorreu no período de outubro de 2018 a 2019, em que foram investigados 50 pacientes, de ambos os sexos e com idades entre 20 a 50 anos. Utilizou-se do questionário sociodemográfico, seguido de dois instrumentos, esses: Cuestionario para la Evaluación de la Adhesión al Tratamiento Antiretroviral (CEAT-VIH) e a Escala de Bem-Estar Subjetivo (EBES). Foram feitas análises de correlação e regressão linear utilizando critério p <0.05. Os resultados apontaram correlações fracas à moderadas entre a adesão ao tratamento e o bem-estar subjetivo. Através da regressão linear, observou-se que os antecedentes e a satisfação presentes no CEAT-VIH estão relacionados aos aspectos positivos e negativos da EBES. Dessa forma, compreende-se que o processo de adesão ao tratamento não atua individualmente, mas sofre influências do bem-estar subjetivo na vida de PVHA.


Keywords


PVHA; Adesão; Bem-estar subjetivo; Antirretroviral; Avaliação Psicológica.

References


ALBUQUERQUE, Anelise Salazar; TRÓCCOLI, Bartholomeu Tôrres. Desenvolvimento de uma escala de bem-estar subjetivo. Psicologia: teoria e pesquisa, v. 20, n. 2, p. 153-164, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ptp/v20n2/a08v20n2.pdf. Acesso em: 28 jan, 2020

BONOLO, Palmira de Fátima et al. Adesão à terapia anti-retroviral (HIV/aids): fatores associados e medidas da adesão. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 16, n. 4, p. 267-278, 2007. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1679-49742007000400005&lng=en&nrm=iss&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico HIV/AIDS 2018. Disponível em: http://www.aids.gov.br/ptbr/pub/2018/boletim-epidemiologico-hivaids-2018. Acesso em: 28 jan. 2020

BUENO, José Maurício Haas; PRIMI, Ricardo. Inteligência emocional: um estudo de validade sobre a capacidade de perceber emoções. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 16, n. 2, p. 279-291, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-79722003000200008&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

DA SILVA, João Victor Farias et al. Fatores de não adesão ao tratamento antirretroviral: desafio de saúde pública. Cad Grad: Ciênc Biol Saúde. 2014;2(1):165-75 Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/index.php/fitsbiosaude/article/view/1193. Acesso em: 28 jan, 2020

DA SILVA, Richardson Augusto Rosendo et al. Falta de adesão em pessoas vivendo com HIV: acurácia das características definidoras do diagnóstico de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 25, p. 1-10, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v25/pt_0104-1169-rlae-25-e2940. Acesso em: 28 jan, 2020

DE ANDRADE MORAES, Danielle Chianca et al. Terapia antirretroviral: a associação entre o conhecimento e a adesão. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, v. 7, n. 4, p. 3563-3573, 2015. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5040/0. Acesso em: 28 jan, 2020

DE JESUS, Giselle Juliana et al. Difficulties of living with HIV/Aids: obstacles to quality of life. Acta Paulista de Enfermagem, v. 30, n. 3, p. 301, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002017000300301. Acesso em: 28 jan, 2020

DIENER, Ed et al. The satisfaction with life scale. Journal of Personality Assessment, v. 49, p. 71-75, 1985. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000095&pid=S0102-7972201100040000500007&lng=en. Acesso em: 28 jan, 2020

DIENER, Ed. Subjective well-being. Psychological Bulletin, v. 95, p. 542-575, 1984. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000109&pid=S0102-7972201000030000400010&lng=en. Acesso em: 28 jan, 2020

DOMINGUES, Juliana Pereira et al. Representações sociais da qualidade de vida de pessoas que vivem com HIV/AIDS. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 27, n. 2, 2018. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072018000200324&script=sci_arttext. Acesso em: 28 jan, 2020

DOS SANTOS, Wendel Mombaque et al. Fatores intervenientes entre suporte social e autoeficácia em pessoas infectadas pelo HIV. Sci Med, v. 25, n. 2, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15448/1980-6108.2015.2.21105. Acesso em: 28 jan, 2020

FARIA, Juliana Bernardes de; SEIDL, Eliane Maria Fleury. Religiosidade, enfrentamento e bem-estar subjetivo em pessoas vivendo com HIV/AIDS. Psicologia em estudo, v. 11, n. 1, p. 155-164, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-73722006000100018&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

FORESTO, Jaqueline Scaramuza et al. Adesão à terapêutica antirretroviral de pessoas vivendo com HIV/aids em um município do interior paulista. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 38, n. 1, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1983-14472017000100406&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

GUIMARÃES, Mark Drew Crosland. Adesão à terapia anti-retroviral (HIV/aids): fatores associados e medidas da adesão. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 16, n. 4, p. 267-278, 2007. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1679-49742007000400005&lng=en&nrm=iss&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

GUIMARÃES, Mark Drew Crosland et al. Mortalidade por HIV/Aids no Brasil, 2000-2015: motivos para preocupação?. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 20, p. 182-190, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-790X2017000500182&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

LAWRENCE, R. H.; LIANG, J. Structural integration of the Affect Balance Scale and the Life Satisfaction Index A: Race, sex, and age differences. Psychology and Aging, v. 3, p. 375-384, 1988. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000107&pid=S0102-7972201100040000500013&lng=en. Acesso em: 28 jan, 2020

LEITE, Mônica Americano. Depressão, qualidade de vida e adesão ao tratamento antirretroviral em idosos portadores de HIV/Aids. 2016. Tese de Doutorado. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Secretaria de Estado de São Paulo, Programa de Pós Graduação em Ciências e Coordenadoria de Controle de Doenças, São Paulo. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/ses/resource/pt/ses-34543. Acesso em: 28 jan, 2020

LIMA, Ivana Cristina Vieira de et al. Validação de mensagens telefônicas para promoção da saúde de pessoas com HIV. Acta Paulista de Enfermagem, v. 30, n. 3, p. 227-232, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0103-21002017000300227&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

MELCHIOR, Regina et al. Desafios da adesão ao tratamento de pessoas vivendo com HIV/Aids no Brasil. Revista de saúde pública, v. 41, p. 87-93, 2007. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/rsp/2007.v41suppl2/87-93/pt. Acesso em: 28 jan, 2020

OLIVEIRA, Gabriela Fernandes de et al. Associação entre qualidade de vida, bem-estar subjetivo e adesão ao tratamento de pessoas vivendo com HIV/AIDS. R. bras. Qual. Vida, Ponta Grossa, v. 11, n. 4, 2019. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/10685/pdf. Acesso em: 28 jan, 2020

REMOR E, et al. Adaptação brasileira do “Cuestionario para la Evaluación de la Adhesión al Tratamiento Antiretroviral”. Rev Saude Publica. v. 41(5), p. 685–94, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102007000500001. Acesso em: 28 jan, 2020

SCORSOLINI-COMIN, Fabio; SANTOS, Manoel Antonio dos. Psicologia positiva e os instrumentos de avaliação no contexto brasileiro. Psicologia: reflexão e crítica, v. 23, n. 3, p. 440-448, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-79722010000300004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

SELIGMAN, Martin. Authentic happiness: Using the new Positive Psychology to realize your potential for lasting fulfilment. London: Nicholas Brealey, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000135&pid=S0102-7972201100040000500027&lng=en. Acesso em: 28 jan, 2020

SILVA, Tatiane Cristina Faria da et al. FATORES ASSOCIADOS AO USO CONSISTENTE DO PRESERVATIVO MASCULINO ENTRE MULHERES VIVENDO COM HIV/AIDS. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 28, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072019000100335&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 28 jan, 2020

SILVEIRA, Raquel Cristine Wallauer; LAZZAROTTO, Alexandre Ramos. A Qualidade De Vida De Pessoas Vivendo Com Hiv/Aids: Estudo Transversal Com As Organizações Não Governamentais. SEFIC 2018. Disponível em: https://anais.unilasalle.edu.br/index.php/sefic2018/article/viewFile/948/891. Acesso em: 28 jan, 2020

Watson, D et al. Development and validation of brief measures of positive and negative affect: The PANAS scales. Journal of Personality and Social Psychology, 1988, v.54, p.1063-1067. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000143&pid=S0102-7972201100040000500031&lng=en. Acesso em: 28 jan, 2020




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n1-083

Refbacks

  • There are currently no refbacks.