Relevância do estágio curricular em Hospital Universitário sob a perspectiva de estudantes de enfermagem do interior do Amazonas/ Relevance of the curricular internship in a University Hospital from the perspective of nursing students from the interior of Amazonas

Francisca Moreira Dantas, Hilcielem Ferreira de Souza, Tatiana Araújo da Silva, Pedro Batista de Matos Júnior, Julia Egmara Bezerra da Silva, Firmina Hermelinda Saldanha Albuquerque, Manoel Viana Xavier, Carlos Eduardo Bezerra Monteiro

Abstract


O presente estudo tem por objetivo relatar a experiência de estudantes de graduação em enfermagem do interior do estado do Amazonas no Brasil, visando à importância do estágio curricular em um hospital de grande porte. Trata-se de um estudo descritivo, na modalidade relato de experiência, resultante do Estágio Curricular Supervisionado I, vivenciado por acadêmicas de Enfermagem em um hospital universitário situado em Manaus na capital do estado do Amazonas, no período de 01 a 31 de outubro de 2018. Durante o estágio, foram desenvolvidas diversas atividades: visita técnica hospitalar, educação em saúde, assistência de enfermagem, participação em palestras e apresentação de trabalhos aos profissionais da instituição. Apesar dos desafios, foi possível a aquisição de novos conhecimentos, experiências, confiança e habilidades, com qualificação para atuação no mercado de trabalho. A experiência vivenciada teve uma enorme contribuição, trazendo inúmeros benefícios, tanto na vida acadêmica, quanto na construção de um perfil profissional. Estabelecendo uma correlação entre vivência, reflexão crítica e ética.


Keywords


Estudantes de Enfermagem; Hospitais Universitários; Apoio ao Desenvolvimento de Recursos Humanos.

References


Brasil. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES N. 3, de 07 de novembro de 2001. Institui as diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em enfermagem. Diário Oficial da República Federativa da União. Brasília, 09 nov. 2001. Seção 1, p. 37.

Marchioro D, Ceratto PC, Bitencourt JVOV, Martini JG, Silva Filho CC, Silva TG. Estágio curricular supervisionado: relato dos desafios encontrados pelos (as) estudantes. Arq. Cienc. Saúde UNIPAR, Umuarama, 2017;21(2):119-122. Disponível em: .

Esteves LSF, Cunha ICKO, Bohomol E, Negri EC. Supervised internship in undergraduate education in nursing: integrative review. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018;71(Suppl 4):1740-50. Disponível em: .

Conselho Federal de Enfermagem (COFEn). Resolução COFEN nº 441, de 15 de maio de 2013. Dispõe sobre participação do Enfermeiro na supervisão de atividade prática e estágio supervisionado de estudantes dos diferentes níveis da formação profissional de enfermagem [Internet]. Disponível em: .

Nascimento MGG, Resck ZMR, Vilela SC. Sentimentos de acadêmicos de enfermagem no estágio curricular sob a ótica de Heidegger. Cogitare Enferm. 2018;23(4):e57562. Disponível em: .

Ramos TK, Nictsche EA, Cogo SB, Cassenote LG, Bock A, Martins FS. Estágio curricular supervisionado e a formação do enfermeiro: atividades desenvolvidas. Rev Enferm UFSM. 2018;8(1):59-71. Disponível em: .

Souza DJ, Faria MF, Cardoso RJ, Contim D. Estágio curricular supervisionado sob a óptica dos enfermeiros supervisores. Rev Enferm Atenção Saúde [Online]. 2017;6(1):39-51. Disponível em: .

Knop ALK, Gama BMBM, Sanhudo NF. Acadêmicos de Enfermagem e o Desenvolvimento da Liderança: Desafios Enfrentados no Estágio Curricular. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. 2017;7:e1378. Disponível em: .

Silva LM, Santana TCP, Silva LRFG, Rocha LM, Canhoto CTS, Dantas KL, Silva ACFA, Silva EV, Melo MIB, Silva RM, Figueira MCS, Siqueira RM, Martins MRR, Silva SL, Oliveira CR. Estágio curricular supervisionado: dificuldades e perspectivas vivenciadas por acadêmicos de enfermagem. REAS [Internet]. 2019;(18):e662. Disponível em: .

Monteiro CEB, Dantas FM, Albuquerque FHS, Rolim KMC, Fernandes HIVM. Vivências e Experiências no Estágio Curricular Supervisionado na Atenção Básica no interior do Amazonas. Braz. J. Hea. Ver., Curitiba, 2020;3(1):202-208. Disponível em: .




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n1-072

Refbacks

  • There are currently no refbacks.