Derrubando mitos e confirmando fatos da anatomia do sistema reprodutor humano em um contexto de extensão universitária / Breaking down myths and confirming the facts of the anatomy of the human reproductive system in a context of university extension

Erick Vinícius Fernandes Pacheco, Juliana Vieira Saraiva, Camile Smith de Oliveira Brito, Lucas Silva Santiago de Souza, Paulo Henrique Costa Gomes, Júlia Fraiz Fortunato da Silva, Kleber Prado Liberal Rodrigues, Jarbas Pereira de Paula

Abstract


A sexualidade na sociedade atual está, cada vez mais, sendo desenvolvida precocemente, abrangendo adolescentes cada vez mais jovens. Esse precoce desenvolvimento muitas vezes gera na família do adolescente a incerteza e insegurança em ensiná-lo e orientá-lo a ter uma atividade sexualmente saudável e ausente de mitos. Essas incertezas e inseguranças presentes nas famílias, acabam fazendo com que esse jovem leve suas dúvidas para a escola, ambiente que na maioria das vezes não aborda tais temas. O adolescente então, repleto de dúvidas não solucionadas e de preconceitos, aliado ao desconhecimento de seu próprio corpo, acaba por desenvolver comportamentos sexuais que podem levá-lo a se infectar sexualmente ou até a negar suas próprias vontade já que podem ser vistas como "erradas" por alguns indivíduos e grupos sociais. Além disso, esse adolescente acaba levando seus conhecimentos equivocados a outros adolescentes, propagando um conhecimento errado e preconceituoso, demonstrando então a necessidade de uma intervenção nesse âmbito. Essa necessidade é comprovada pelo cenário epidemiológica, no Brasil, de aumento do número de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) e gravidezes não planejadas entre adolescentes (Arruda et.al, 2015). Pensando nisso o Departamento de Ciências Fisiológicas da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por meio das disciplinas de Anatomia Humana, desenvolve o Programa Atividade Curricular de Extensão (PACE) sobre “Anatomia do Sistema Reprodutor Humano: Derrubando Mitos e Confirmando Fatos” com vistas a promover ações de educação em saúde sexual e reprodutiva para alunos do ensino médio  de escolas públicas de Manaus-AM. Dessa forma, a atividade de extensão realizada buscou transmitir informações importantes sobre o uso de métodos contraceptivos e sobre as IST’s, além de combater o tabu existente acerca desta temática e preparar os adolescentes para que eles sejam capazes de repassar as informações adiante.


Keywords


educação em saúde; saúde e sexualidadade; adolescência; infecções sexualmente transmissíveis (IST’s).

References


Eisenstein E. Adolescência: definições, conceitos e critérios. Adolesc Saude. 2005;2(2):6-7

Tanner JM. Growth at Adolescence. 2 ed. Oxford: Blackwell, 1962.

Diversidade Sexual - Uma breve introdução. Disponível em: http://www.mpgo.mp.br/portalweb/hp/41/docs/diversidade_sexual-artigo-diversidade_sexual_-_artigos_e_teses.pdf. Acesso em 14 de julho de 2019.

ARRUDA, Silvani et al. Adolescentes, jovens e educação em sexualidade: Um guia para ação. 2015. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2016.

BARRETO, ACM; SANTOS, RS. A Vulnerabilidade da Adolescente às Doenças Sexualmente Transmissíveis: Contribuições para a Prática de Enfermagem. Revista de Enfermagem, vol. 13, n. 4, p. 809-16, out-dez, 2009.

BESERRA, EP; PINHEIRO, PNC; ALVES, MDS; BARROSO, MGT. Adolescência e Vulnerabilidade às Doenças Sexualmente Transmissíveis: Uma Pesquisa Documental. DST – J bras Doenças Sex Transm, vol. 20, n. 1, p. 32-35, 2008.

LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO LEI Nº 9394/1996. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1996/lei-9394-20-dezembro-1996-362578-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 18 de janeiro de 2020.

JAPUR, M.; BORGES, C. C. Sobre a (não) adesão ao tratamento: Ampliando sentidos do autocuidado. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 1, p. 64-71, jan./mar., 2008.

RIBAS, T.R; JÚNIOR, B.S. Gravidez na Adolescência e Doenças Sexualmente Transmissíveis: Estudo e Prevenção. Revista de Enfermagem, vol 13, n.4, p.809-16, out-dez, 2009.

SAITO, M. I. Adolescência, cultura, vulnerabilidade e risco: a prevenção em questão. In: SAITO, M. I.; SILVA, L. E. V. eds. Adolescência: prevenção e risco. São Paulo: Editora Atheneu, 2001. p. 33-8




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n1-039

Refbacks

  • There are currently no refbacks.