Sífilis em homens: representação social sobre a infecção / Syphilis in men: social representation about infection

Renata Martins da Silva Pereira, Flávia de Souza Selvati, Lohany Gomes Ferreira Teixeira, Lucrécia Helena Loureiro, Rosane Belo Carvalho de Castro, Leila Rangel da Silva

Abstract


Objetivos: Identificar a percepção de homens sobre a infecção por sífilis e descrever a representação social da sífilis para os participantes. Método: descritivo, com abordagem qualitativa. Participaram 12 homens com diagnóstico de sífilis frequentadores do Centro de Doenças Infecciosas (CDI) no Município de Volta Redonda (RJ). Resultados: Após a análise de dados surgiram três categorias temáticas que retratam a representação social dos homens sobre a infecção por sífilis: Ser vulnerável no meio social e ser surpreendido pela doença; Ser desinformado sobre sífilis e Ser consciente a partir da vivência da sífilis. Conclusão: Os homens com o diagnóstico de sífilis se consideram vulneráveis as ISTs, apresentam pouca informação sobre o assunto e estão vivenciando um processo de construção de suas práxis quanto ao autocuidado e prevenção da sífilis e de outras infecções adquiridas pelo sexo.


Keywords


Sífilis; Saúde do Homem; Infecções Sexualmente Transmissíveis; Controle de Doenças Transmissíveis; Vulnerabilidade em Saúde.

References


Brasil. Ministério da Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Brasília: Ministério da Saúde; 2019.

BRASIL. Ministério da saúde. Secretaria de vigilância de saúde. Boletim epidemiológico. Brasília, DF, 2018. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2018/boletim-epidemiologico-de-sifilis-2018

BRASIL. Ministério da Saúde. Diagnostico de Sífilis: Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Brasília, DF, 2014. Disponível em: às 20:32h

Nogueira FJS, Callou Filho CR, Mesquita CAM, Souza ES, Saraiva AKM. Caracterização dos usuários atendidos em um centro de testagem e aconselhamento em infecções relacionadas ao sexo. Saúde e Pesq. [Internet]. 2017; 10 (2) [acesso em 26 set 2019] Disponível em: https://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/saudpesq/article/view/5861/3049

Mauch SDN, Almeida AMO, Santos MFS. O significado da sífilis no universo masculino: Um estudo em Representações Sociais. Rev Tempus. [internet] 2012; 6 (3) [acesso em 26 set 2019] Disponível em: http://www.tempusactas.unb.br/index.php/tempus/article/view/1160

Fontes MB, Crivelaro RC, Scartezini AM, Lima DD, Garcia AA, Fujioka RT. Fatores determinantes de conhecimentos, atitudes e práticas em DST/Aids e hepatites virais, entre jovens de 18 a 29 anos, no Brasil. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2017 [cited 2019 Sep 26] 22 (4): 1343-1352. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232017224.12852015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Perfil da Situação de Saúde do Homem no Brasil. Brasília, DF, 2012. Disponível em: às 20:30h

Ferreira MA. Teoria das Representações Sociais e Contribuições para as Pesquisas do Cuidado em Saúde e de Enfermagem Esc Anna Nery [Internet]. 2016; 20(2):214-219. Disponível em Acesso em 28 de abril de 2018.

Câmara RH. Análise de conteúdo: da teoria à prática em pesquisas sociais aplicadas às organizações. Gerais: Rev Int Psic [Internet]. 2013; 6 (2): 179-191. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/gerais/v6n2/v6n2a03.pdf

Clós Mahamud I, Clerici DJ, Santos RCV, Behar PRP, Terra NL. Sífilis adquirida: uma revisão epidemiológica dos casos em adultos e idosos no município de Porto Alegre/RS.

Rev. Epidemiol. Controle Infecç. [Internet]2019; 9(2):177-184. [acesso em 26 set. 2019] Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/view/11820>.

Navega DA, Maia ACB. Conhecer (e) saber: relatos de pessoas curadas da sífilis. Rev Bras Promoç Saúde [internet]. 2018; 31(2). Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/6943

Odeony PS, Souza MR, Borges CJ, Noll M, Lima FC, Barros PS. Hepatites B, C E Sífilis: Prevalência e características associadas à coinfecção entre soropositivos. Cogitare Enfermagem, vol. 22, núm. 3, 2017.

Brignol S, Dourado I, Amorim LD., Kerr LRFS. Vulnerabilidade no contexto da infecção por HIV e sífilis numa população de homens que fazem sexo com homens (HSH) no Município de Salvador, Bahia, Brasil. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2015 [citado em 17 de julho de 2019 ]; 31(5): 1035-1048. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2015000500015&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00178313.

Albuquerque GA, Belém JM, Nunes JFC, Leite MF, Saldanha JF. Expressões da homossexualidade masculina: práticas, contextos e vulnerabilidades em saúde. Bagoas [Internet] 2017.[citado 17 de julho de 2019];10(15). Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/9672

Martins AM, Modena CM. A saúde do homem nos serviços de atenção primária. Cadernos ESP. 2015; 9 (2): 36-48.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n1-035

Refbacks

  • There are currently no refbacks.