Perfil Epidemiológico de Idosos com Transtornos Depressivos em um Município do Nordeste Brasileiro / Epidemiological Profile of Elderly with Depressive Disorders in a Municipality of Northeast Brazil

Maria Vitória Laurindo, Roberlândia Evangelista Lopes, Renan Rhonalty Rocha

Abstract


Trata-se de um estudo exploratório-descritivo e quantitativo, realizado através da análise de prontuários de 72 idosos com diagnóstico de depressão, assistidos pela Estratégia Saúde da Família Maria José de Jesus da cidade de Morrinhos - CE, nos meses de setembro e outubro de 2018, após liberação do comitê de ética. Realizado um mapeamento e identificação desses prontuários, foi aplicado um questionário estruturado com perguntas fechadas para colher o perfil epidemiológico, com variáveis sociodemográficas e econômicas, afim de averiguar o perfil desses idosos e investigar nesta população as doenças de bases preexistentes. Esta pesquisa respeitou os preceitos éticos, baseada na Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS) - 466/12, aprovada pelo comitê em pesquisa com o número do parecer: 2.893.701. Ao realizar o levantamento dos prontuários, verificou-se a alta prevalência de idosos com depressão do sexo feminino, de 60 á 69 anos, viúvos (a), analfabetos e com baixa renda, provenientes da aposentadoria e/ou pensão, todos viviam em domicilio próprio, sendo a maioria portadores de diabetes e hipertensão e que não realizam atividades físicas e dificilmente visitados pela equipe de saúde.


Keywords


Epidemiologia, Depressão, Geriatria

References


ALVARENGA, M. R. M. et al. Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da Família. Ciência & Saúde Coletiva. São Paulo, v. 16, n. 5, p. 2603-2611, 2013.

AMORIM, Valdirene Machado de. A Depressão na Atualidade: Diagnóstico e Tratamento. Roraima: Universidade Federal de Roraima, 2014. 56 p. Disponível em: https://ufrr.br/psicologia/index.php?option=com_phocadownload&view=category&download=74:valdirene-machado-amorim&id=11:2013-2. Acesso em: 13 mar. 2018.

DSM-5. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. 976 p.

FERREIRA, P. C. S.; TAVARES, D. M. S. Prevalência e fatores associados ao indicativo de depressão entre idosos residentes na zona rural. Revista Da Escola de Enfermagem da USP. São Paulo, v. 47, n. 2, p. 401-407, 2013.

FRADE, J. et al. Depressão no idoso: sintomas em indivíduos institucionalizados e não-institucionalizados. Revista de Enfermagem Referência. Lisboa, v. 4, n. 4, p. 41-49, 2015.

FREITAS, Elizabete Viana de. PY, Ligia. Tratado de Geriatria e Gerontologia. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013. 698 p.

GULLICH, I.; DURO, S. M. S.; CESAR, J. A. Depressão entre idosos: um estudo de base populacional no Sul do Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia. v. 19, n.4, p. 691-701, 2016.

GUTHS, J. F. S. et al. Perfil sociodemográfico, aspectos familiares, percepção de saúde, capacidade funcional e depressão em idosos institucionalizados no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 175-185, 2017.

HELLWIG, N.; MUNHOZ, T. N.; TOMASI, E. Sintomas depressivos em idosos: estudo transversal de base populacional. Ciência & Saúde Coletiva. Pelotas, v. 21, n. 11, p. 3575-3584, 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATISTICA – IBGE. Brasil/Ceará/Morrinhos. Morrinhos, 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/morrinhos/panorama. Acesso em: 14 mar. 2018.

LIMA, A. M. P. et al. Depressão em idosos: uma revisão sistemática da literatura. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção. Santa Cruz do Sul, v. 6, n. 2, p. 01-07. 2016.

LUZ, E. P. et al. Perfil sociodemográfico e de hábitos de vida da população idosa de um município da região norte do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 303-314, 2014.

MIRANDA, G. M. D.; MENDES, A. C. G.; SILVA, A. L. A. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 507-519, 2016.

OLIVEIRA, M. P. F.; NOVAES, M. R. C. G. Perfil socioeconômico, epidemiológico e farmacoterapêutico de idosos institucionalizados de Brasília, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. v. 18, n. 04, p. 1069-1078, 2013.

ORGANIZACIÓN PANAMERICANA DE LA SALUD. Guia Clínica para Atención Primaria a las Personas Mayores. 3. ed. Washington: OPAS, 2003. 525 p.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Nações Unidas no Brasil. Envelhecer bem deve ser prioridade global. [s.l.], 2014. Disponível em: https://nacoesunidas.org/mundo-tera-2-bilhoes-de-idosos-em-2050-oms-diz-que-envelhecer-bem-deve-ser-prioridade-global/. Acesso em: 16 mar. 2018.

PARENTE, A. S.; MESQUITA, F. O. S.; OLIVEIRA, M. R. Satisfação dos idosos atendidos pela estratégia de saúde da família em um município do interior de Pernambuco. Revista em Administração em Saúde. Maranhão, v. 17, n. 68, p. 44-68, 2017.

PASTERNAK, Suzana. Habitação e Saúde. ESTUDOS AVANÇADOS. v. 30, n. 86, p.51-66, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142016000100051. Acesso em: 15 nov. 2018.

PAULO, M. A.; WAJNMAN, S.; OLIVEIRA, A. M. C. H. A relação entre renda e composição domiciliar dos idosos no Brasil: um estudo sobre o impacto do recebimento do Benefício de Prestação Continuada. Revista Brasileira de Estudos e População. Rio de Janeiro, v. 30, n.1, p. 525-543, 2013.

RODRIGUES, L. R. et al. Perfil sociodemográfico, econômico e de saúde de idosos rurais segundo o indicativo de depressão. Revista Eletrônica de Enfermagem. v. 16, n. 2, p. 278-285, 2014.

SANTOS, P. H. S. et al. Perfil da Mortalidade por Depressão em Idosos no Estado da Bahia. Revista Kairós Gerontologia. Bahia, v. 19, n. 3, p. 245-256, 2016.

SEIXAS, Eunice José Carvalho Nogueira. A satisfação com a vida em idosos institucionalizados e não institucionalizados. Lisboa: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, 2014. Originalmente apresentada como dissertação de mestrado em Gerontologia Social, Universidade de Lusíada de Lisboa, 2014.

SILVA, Eveline Fronza da. et al. Prevalência de morbidades e sintomas em idosos: um estudo comparativo entre zonas rural e urbana. Ciência & Saúde Coletiva. Rio Grande do Sul, v. 18, n. 4, p. 1029-1040, 2013.

SILVA, Doane Martins da. et al. Dinâmica das relações familiares intergeracionais na ótica de idosos residentes no Município de Jequié (Bahia), Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. Bahia, v. 20, n. 7, p. 2183-2191, 2015.

STEDILE, T.; MARTINI, M, I, G.; SCHMIDT, B. Mulheres idosas e sua experiência após a viuvez. Pesquisas e Práticas Psicossociais. São João del-Rei, v. 12, n. 2, p. 327-342, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n1-020

Refbacks

  • There are currently no refbacks.