Rompendo o silêncio... Muito mais que dores físicas: atendimento psicoterápico em vítima de abuso sexual e fibromialgia/ Breaking the silence ... Much more than physical pain: psychotherapeutic care in victims of sexual abuse and fibromyalgia

Gilson de Assis Pinheiro, Danielle Soares de Loiola Araújo, Rosângela das Dores Gomes

Abstract


Fibromialgia é uma síndrome caracterizada por dor musculoesquelética e seus fatores etiológicos são desconhecidos, contudo revisões tem apresentado o papel de diferentes variáveis de conteúdo emocional na manutenção e exacerbação da dor, destacando o papel do abuso sexual. Este estudo objetiva, através de relato de caso, adentrar a esta intersecção entre abuso sexual e fibromialgia, e sua intervenção psicoterápica. Josefa (nome fictício), 47 anos, casada, mãe prostituta e alcoolista, história de privação (de afeto, atenção e financeira), dificuldades de sono, depressão e muitas dores difusamente pelo corpo. Faz uso de nortriptilina. Inicialmente relata depressão e dores que têm interferido em sua qualidade de vida, na vida matrimonial e isto impede fazer as atividades da vida diária reduzindo o repertório social. Foram explicitadas as crenças centrais de desamor, desvalia e desamparo com clara relação com a história de abuso sexual na infância. Ao relatar abuso sexual na infância chora copiosamente, relata ansiedade e depressão e dores físicas, emergindo os sentimentos de abandono, solidão, vergonha, isolamento e indesejabilidade social.  Falar sobre abuso sexual (seu maior segredo) era muito doloroso. Concluiu-se que o histórico de abuso sexual da paciente pode gerar implicações na saúde e a TCC é eficaz para promover uma ressignificação do mundo interno da paciente. Foram interpostas intervenções para aumentar o suporte e competência social através de relaxamento, treinamento assertivo, reestruturação cognitiva, ficha das distorções cognitivas, com isto melhorou-se a autoestima, o autoconceito, auto imagem, o relacionamento com esposo bem como sua qualidade de vida. Este caso ilustra possibilidade de relação entre abuso sexual/fibromialgia e a psicoterapia cognitivo comportamental é eficaz para lidar com esta demanda

Keywords


Abuso sexual, Dor crônica, TCC

References


Berber, Joana de Souza Santos, Kupek, Emil, & Berber, Saulo Caíres. (2005). Prevalência de depressão e sua relação com a qualidade de vida em pacientes com síndrome da fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 45(2), 47-54. https://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042005000200002

Britto, Mariana Gonçalves d’Afonseca de, Santos, Niraldo de Oliveira, & Lucia, Mara Cristina Souza de. (2014). Evento traumático, fibromialgia e complicações na saúde: um estudo de caso. Psicologia Hospitalar, 12(1), 26-48. Recuperado em 30 de dezembro de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-74092014000100003&lng=pt&tlng=pt.

Boisset-Pioro MH, Esdaile JM, Fitzcharles MA. Sexual and physical abuse in women with fibromyalgia syndrome. (1995). Arthritis Rheum. Feb;38(2):235-41.

Cordeiro, V. N. A dor crônica: experiencia de paciente em tratamento de fibromialgia. Dissertação de Mestrado- UNICAP- PE (2018)

Freitas. E. e Peres, R A Fibromialgia sob a ótica psicanalítica: um breve panomara. (2017). Polemica. 17(1) jan-fev-mar; 1-15.

Kirchner, Luziane de Fátima, Reis, Maria de Jesus Dutra, Ferraresi, Francine, Nathalie. (2019). Intervenção comportamental para dor e sono em mulheres com Fibromialgia. Acta Comportamentalia . Vol. 27 Issue 3, p371-388.

Kirchner, L.F. (2017). Intervenção comportamental para mulheres com fibromialgia e má qualidade do sono ou insônia.Tese de Doutorado. UFSCAR . São Carlos, SP, 2017, 197 p.

Hauser, Winfried, Kosseva, Maria, Uceyler Nurcan, Klose, Petra, Sommer, Claudia. (2011).Emotional, physical, and sexual abuse in fibromyalgia syndrome: a systematic review with meta-analysis. Arthritis Care Res Jun;63(6):808-20. doi: 10.1002/acr.20328.

Knapp, Paulo. Teoria Cognitivo comportamental na pratica psiquiátrica. São Paulo-SP, Art med 2004.

Knapp, Paulo, & Beck, Aaron T. (2008). Fundamentos, modelos conceituais, aplicações e pesquisa da terapia cognitiva. Brazilian Journal of Psychiatry, 30(Suppl. 2), s54-s64. https://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462008000600002

Jiao, J., Vincent, A., Cha, S.S. et al. (2015).Association of abuse history with symptom severity and quality of life in patients with fibromyalgia. Rheumatol Int 35, 547–553 doi:10.1007/s00296-014-3113-0

Lima, C. P & Carvalho, C.V. (2008). Fibromialgia: uma abordagem psicológica. Aletheia 28, p.146-158

Macedo, Danielle Constancia Felício, Martins-Silva, Priscilla de Oliveira, Gavi, Maria Bernadete Renoldi de Oliveira, & Macedo, Ana Paula Dias. (2015). Representações sociais de conjugalidade e fibromialgia: desdobramentos na dinâmica conjugal. Temas em Psicologia, 23(4), 987-1002. https://dx.doi.org/10.9788/TP2015.4-14

Mattos, Rafael da Silva, & Luz, Madel Therezinha. (2012). Quando a perda de sentidos no mundo do trabalho implica dor e sofrimento: um estudo de caso sobre fibromialgia. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 22(4), 1459-1484. https://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312012000400011

Neubern, Maurício da Silva. (2010). Psicoterapia, dor & complexidade: construindo o contexto terapêutico. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 26(3), 515-523. https://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722010000300014

Paras ML, Murad MH, Chen LP, et al. Sexual Abuse and Lifetime Diagnosis of Somatic Disorders: A Systematic Review and Meta-analysis. JAMA. 2009;302(5):550–561. doi:https://doi.org/10.1001/jama.2009.1091

Reis, Maria de Jesus Dutra dos, & Rabelo, Laura Zamot. (2010). Fibromialgia e estresse: explorando relações. Temas em Psicologia, 18(2), 399-414. Recuperado em 30 de dezembro de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2010000200014&lng=pt&tlng=pt.

Sanches LM, Boemer MR.(2002). O convívio com a dor: um enfoque existencial. Rev Esc Enferm USP 36(4): 386-93

Silva, D.S., Rocha, E.P. & Vandenberghe, L. (2010). Tratamento psicológico em grupo para dor crônica. Temas em Psicologia, 18, 335-343.

Silva, T A D & Rumin,C. R Revista Mal-esta e subjetividade - Fortaleza - vol. Xii - Nº 3-4 - p. 767 - 792 - set/dez 20122012

Souza, Bruna de, & Laurenti, Carolina. (2017). Uma Interpretação Molar da Dor Crônica na Fibromialgia. Psicologia: Ciência e Profissão, 37(2), 363-377. https://dx.doi.org/10.1590/1982-3703001102016

Souza, Anita de Oliveira; Matias. Raquel Nascimento; Silva, Marina Sousa; Donadon, Rebeca Alevato; Silva, Daniele Oliveira Ferreira. (2014). Fibromialgia e depressão: uma relação indefinida. Revista de Medicina e Saúde de Brasila. V3, n 2, 185-191.

van Leeuwen, Blyth, March, Nicholas & Cousins, (2006) Chronic pain and reduced work effectiveness: the hidden cost to Australian employers. Europeun Journal Pain Feb;10(2):161-6. 2006). DOI:10.1016/j.ejpain.2005.02.007.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n1-013

Refbacks

  • There are currently no refbacks.