Hepatites virais na terceira idade: casos do Rio Grande do Norte, Brasil / Viral hepatitis in the elderly: cases from Rio Grande do Norte, Brazil

José Felipe Costa da Silva, Neyna Santos Morais, Denise Rodrigues da Silva, Juliana Simonelly Felix dos Santos, Edson Mendes Marques, Rita de Cássia Souza da Silva, Rayssa Silva do Nascimento, Risonety Maria dos Santos

Abstract


Os quadros de hepatites virais são causados por diversos agentes etiológicos do tipo A, B, C, D e E. No mundo milhões de pessoas são portadoras desses vírus, e com a crescente mudança demográfica e a cronificação das doenças,  osA população idosa se torna mais propensa a desenvolver essa patologia. Neste contexto o objetivo desse trabalho é verificar a notificação de hepatites do tipo A, B e C em indivíduos com mais de sessenta anos residentes no Rio Grande do Norte. O presente estudo é caracterizado do tipo quantitativo, descritivo e exploratório, utilizando a base de dados do Sistema de Informações de Agravos e Notificações do DATASUS. foram notificados 142 casos, destes o maior número de notificações foi associado ao vírus tipo C com 101 casos, o menor número foi o do vírus tipo A com apenas 9. A faixa etária que obteve maior registro foi 60-64 anos. Foi observado que o vírus tipo C obteve maior notificação e a faixa etária com maiores registros foi 60 a 64 anos. Diante do cenário atual da doença, é necessário que os profissionais de saúde estejam preparados para realizar ações promoção a saúde e prevenção de agravos e orientar a necessidade de detecção precoce dos casos de hepatites virais também na pessoa idosa.


Keywords


Hepatites, idosos, Epidemiologia.

References


A CLARKE,; KULASEGARAM, R. Hepatitis C transmission – where are we now? International Journal Of Std & Aids, [s.l.], v. 17, n. 2, p.74-80, fev. 2006. SAGE Publications. http://dx.doi.org/10.1258/095646206775455685.

ALENCAR, Rúbia Aguiar; CIOSAK, Suely Itsuko. O diagnóstico tardio e as vulnerabilidades dos idosos vivendo com HIV/aids. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 49, n. 2, p. 229-235, 2015.

BARCOS, Iara Pinheiro. ANÁLISE DA PREVALÊNCIA E DE FATORES DE RISCO PARA AS HEPATITES VIRAIS CRÔNICAS B E C EM IDOSOS RESIDENTES NO MUNICÍPIO DE BOTUCATU-SP. 2013. 133 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Fisiopatologia em Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2013. Disponível em:. Acesso em: 07 mai. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. HEPATITES VIRAIS. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. O que são hepatites? Disponível em: . Acessoem: 14 de abril de 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Programa Nacional de Hepatites Virais. Hepatites Virais: o Brasil está atento. Brasília: Ministério da Saúde, 2008.

CARRION, Andres F.; MARTIN, Paul. Viral hepatitis in the elderly. The American journal of gastroenterology, v. 107, n. 5, p. 691, 2012.

CLEMENS, Sue Ann Costa et al. Soroprevalência para hepatite A e hepatite B em quatro centros no Brasil. RevSocBrasMedTrop, v. 33, n. 1, p. 1-10, 2000.

DOS SANTOS, Maira Esthefany Pereira; RIBEIRO, Letícia Elen. Perfil epidemiológico dos idosos com infecções sexualmente transmissíveis em uma cidade no Sul de Minas Gerais. Anais Eletrônicos de Iniciação Científica, 2018.

FERREIRA, Alexandre Rodrigues et al. Viral Hepatitis A, B, and C in children and adolescents. Revista Médica de Minas Gerais, [s.l.], v. 24, p.46-60, 2014..

FLEURY, H. J.; ABDO, C. H. N. Sexualidade da mulher idosa. Diagnóstico Tratamento, v. 20, n. 3, p. 117-120, 2015.

GARCIA, Giulianna S. et al. Vulnerabilidade dos idosos frente ao HIV/Aids: tendências da produção científica atual no Brasil. J Bras Doenças Sex Transm, v. 24, n. 3, p. 183-8, 2012.

LOUSTAUD‐RATTI, Véronique et al. Hepatitis B and elders: an underestimated issue. HepatologyResearch, v. 46, n. 1, p. 22-28, 2016.

MARQUES, Antonio Dean Barbosa et al. A vivência da sexualidade de idosos em um centro de convivência. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v. 5, n. 3, 2016.

MARTINS, Tatiana; NARCISO-SCHIAVON, Janaína Luz; SCHIAVON, Leonardo de Lucca. Epidemiologia da infecção pelo vírus da hepatite C. Revista da Associação Médica Brasileira, [s.l.], v. 57, n. 1, p.107-112, jan. 2011. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1590/s0104-42302011000100024.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de vigilância em saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2014. 812 p.

RODRIGUES NETO, João et al. Prevalência da hepatite viral C em adultos usuários de serviço público de saúde do município de São José dos Pinhais-Paraná. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 15, p. 627-638, 2012.

SALES, Jaqueline Carvalho et al. A percepção do idoso de um centro de convivência de Teresina-PI sobre a AIDS. Revista Mineira de Enfermagem, v. 17, n. 3, p. 620-634, 2013.

SCHICK, Vanessa et al. Sexual behaviors, condom use, and sexual health of Americans over 50: implications for sexual health promotion for older adults. The journal of sexual medicine, v. 7, n. s5, p. 315-329, 2010.

SILVA, Alessandro Lisboa et al. Hepatites virais: B, C e D: atualização. Revista Brasileira de Clínica Medica de São Paulo, v. 10, n. 3, p. 206-18, 2012.

VIANA, Daniel Rodrigues et al. Hepatite B e C: diagnóstico e tratamento. Revista de Patologia do Tocantins, [s.l.], v. 4, n. 3, p.73-78, 26 set. 2017. Universidade Federal do Tocantins. http://dx.doi.org/10.20873/uft.2446-6492.2017v4n3p73.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.