Análise dos níveis de risco presentes na prática de braquiterapia de alta taxa de dose de tumor ginecológico / Analysis of risk levels present in the practice of high dose rate gynecological brachytherapy

Reginaldo Mortágua Gonçalves, Patrícia Fernanda Dorow, Daniel Souza Felipe, Caroline de Oliveira Alves, Caroline de Medeiros

Abstract


A braquiterapia é um procedimento complexo que ocorre em um ambiente de trabalho com muitas variáveis. Essas variáveis criam uma probabilidade alta de incertezas e risco de acidentes podendo levar a doses de radiação diferentes daquelas planejadas. Por esse motivo, trabalhos que se preocupam com formas de minimizar tais riscos ganham visibilidade e interesse. Assim, este artigo tem por objetivo analisar os níveis de risco presentes na prática de braquiterapia de alta taxa de dose de tumor ginecológico em um centro de tratamento oncológico. Para tanto, utilizou-se uma pesquisa qualitativa exploratória descritiva em um serviço de tratamento oncológico do sul do Brasil. Os dados foram coletados em 4 meses por meio da técnica de observação participativa. Participaram da pesquisa 4 profissionais que compõem a equipe multidisciplinar envolvida no tratamento. Foi utilizado um formulário com base nas metodologias de análise dos modos de falha, seus efeitos e criticidade (FMECA) baseado no conceito da matriz de risco e no banco de dados (SEVRRA) para levantar informações sobre os processos referentes da braquiterapia. As causas potenciais de falha variaram desde falha técnica, falta de atenção, distração, imperícia, omissão até stress do profissional. Os níveis de risco foram classificados como baixo, moderado, alto e muito alto. Conclui-se que os riscos são multifatoriais. Entretanto, conhecer o processo e suas etapas auxilia na tomada de decisão dos profissionais, bem como na criação de ações preventivas que permitem prever os erros antes que eles ocorram, resultando na melhor segurança do paciente oncológico.

 


Keywords


Radioterapia, Braquiterapia, Fatores de Risco, Comunicação Interdisciplinar.

References


MARINELLI, L.; QUIMBY, E.; HINE, G. Dosage determination with radioactive isotopes II, practical considerations in therapy and protection. Am J Roent Radium Ther, v. 59, p. 260-280, 1948.

AWUNOR, O. A. Assessment of a source position checking tool for the quality assurance of transfer tubes used in HDR 192Ir brachytherapy treatments. Brachytherapy, v. 17, n. 3, p. 628-633, 2018.

COSTA, Priscila; LEITE, Rita de Cássia. Estratégias de enfrentamento utilizadas pelos pacientes oncológicos submetidos a cirurgias mutiladoras. Revista brasileira de cancerologia, v. 55, n. 4, p. 355-364, 2009.

FRIGATO, Scheila; HOGA, Luiza Akiko Komura. Assistência à mulher com câncer de colo uterino: o papel da enfermagem. Rev Bras Cancerol, v. 49, n. 4, p. 209-14, 2003.

HENDEE, William R.; IBBOTT, Geoffrey S.; HENDEE, Eric G. Radiation therapy physics. John Wiley & Sons, 2013.

JURSINIC, Paul A. Quality assurance measurements for high‐dose‐rate brachytherapy without film. Journal of applied clinical medical physics, v. 15, n. 1, p. 246-261, 2014.

KLETZ, Trevor A. Hazop—past and future. Reliability Engineering & System Safety, v. 55, n. 3, p. 263-266, 1997.

NOLAN, Dennis P. Application of HAZOP and What-If safety reviews to the petroleum, petrochemical and chemical industries. Noyes Publication, 1994.

NORI, Dattatreyudu; DASARI, Neeraja; ALLBRIGHT, Robert M. Gynecologic brachytherapy I: proper incorporation of brachytherapy into the current multimodality management of carcinoma of the cervix. In: Seminars in radiation oncology. Elsevier, 2002. p. 40-52.

NYAMAH, Edmond Yeboah et al. Agri-food supply chain performance: an empirical impact of risk. Management Decision, v. 55, n. 5, p. 872-891, 2017.

PERKS, Julian R. et al. Failure mode and effect analysis for delivery of lung stereotactic body radiation therapy. International Journal of Radiation Oncology* Biology* Physics, v. 83, n. 4, p. 1324-1329, 2012.

SALES, Camila Pessoa de. Implementação de planejamento tridimensional em braquiterapia de alta taxa de dose para tratamentos ginecológicos. 2015. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

SHRIVASTAVA, Rajeev et al. Rectal dosimetry in intracavitary brachytherapy by HDR at rural center of Maharashtra: Comparison of two methods. Journal of Medical Physics/Association of Medical Physicists of India, v. 34, n. 2, p. 93, 2009.

SOUZA, Nauã Rodrigues de et al. Enfermeiro e importância da qualificação profissional nos serviços de radioterapia. Rev. enferm. UFPI, v. 5, n. 3, p. 18-23, 2016.

TALLURI, Anil Kumar et al. Study of positional dependence of dose to bladder, pelvic wall and rectal points in High-Dose-Rate Brachytherapy in cervical cancer patients. Journal of Medical Physics/Association of Medical Physicists of India, v. 38, n. 4, p. 178, 2013.

TEIXEIRA, Flavia C.; ALMEIDA, Carlos E.; SAIFUL HUQ, M. Failure mode and effects analysis based risk profile assessment for stereotactic radiosurgery programs at three cancer centers in Brazil. Medical physics, v. 43, n. 1, p. 171- 178, 2016.

VERONESE, Ivan et al. Multi-institutional application of failure mode and effects analysis (FMEA) to CyberKnife stereotactic body radiation therapy (SBRT). Radiation Oncology, v. 10, n. 1, p. 132, 2015.

VILARAGUT, J. J. et al. Prevention of accidental exposure in radiotherapy: the risk matrix approach. Health physics, v. 104, n. 2, p. 139-150, 2013.

VINOD, Shalini K. et al. A comparison of ICRU point doses and volumetric doses of organs at risk (OARs) in brachytherapy for cervical cancer. Journal of medical imaging and radiation oncology, v. 55, n. 3, p. 304-310, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n5-001

Refbacks

  • There are currently no refbacks.