Terapia de reposição hormonal como fator de risco para o desenvolvimento do câncer de mama: uma revisão de literatura / Hormone replacement therapy as a risk factor for breast cancer development: a literature review

Matheus Felipe Gonçalves Borges, Leonor Caixeta dos Santos, Elcimar dos Reis Caixeta, Cybelle Santos Aguiar, Elisama do Nascimento Alexandrino, João Vítor Moreira Souza, Lorena Moreira Vaz da Silva, Raphaella Gonçalves de Carvalho

Abstract


Atualmente, considera-se que a Terapia de Reposição Hormonal (TRH) tem relação direta com efeitos carcinogênicos na saúde da mulher. Em vista disto, o uso ponderado da TRH na menopausa é essencial e indispensável para uma boa qualidade de vida dessa. Tem-se como objetivo dessa revisão de literatura, avaliar o uso das diversas TRHs em mulheres na menopausa como fator de risco para o desenvolvimento do câncer de mama. Para alcançar o objetivo do estudo, foram pesquisados 15 artigos publicados entre 2010 e 2018, com os descritores: câncer de mama; terapia de reposição hormonal. Foram filtradas apenas páginas em português e as bases de dados foram: SciELO, LILACS, MEDLINE, FEBRASGO, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e artigos de universidades que foram publicados em revistas ou periódicos. Como critério de inclusão, os assuntos: neoplasia de mama, menopausa, terapia de reposição de estrogênio/ progesterona e fator de risco. Como critério de exclusão: repetição de um mesmo artigo nas diferentes bases de dados e artigos incompletos. Foram utilizados dois artigos fora dos critérios de pesquisa, um artigo do Ministério da Saúde de 2004 e um artigo internacional. Conforme os artigos pesquisados, o uso das TRHs para adversar os sintomas do climatério tem sido feito de forma quantitativa. Todavia, sua eficiência na promoção de saúde tem gerado questionamentos. A maioria dos autores dessa revisão atestam a TRH como fator de risco para o câncer de mama e ainda acrescentam que o tipo de Terapia Hormonal (TH), dose e tempo de uso deve ser individualizados e o risco/ benefício avaliado para cada paciente, uma vez que estudos apontam que o uso das THs podem causar outras patologias. De maneira inversa, algumas THs previnem doenças cardiovasculares. Observou-se um aumento da mortalidade pela neoplasia de mama com o uso combinado de estrogênio e progesterona. E constatou-se a relação com obesidade, densidade mamária, histórico familiar, entre outros. Por fim, concluiu-se que o fator de risco supracitado deve ser considerado para a patologia em questão ainda que o tema seja controverso entre os profissionais e pesquisadores, portanto, cada caso deverá ser estudado com cautela para assim, o paciente receber o tratamento mais eficaz.

 


Keywords


câncer de mama, fator de risco, menopausa, terapia de reposição hormonal.

References


PARDINI, Dolores. Terapia de reposição hormonal na menopausa. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. v.58, n.2, p.172-181, 2014.

VEIGA, Allan da Silva. Plano de intervenção para mulheres no climatério elaborado pela equipe de saúde da família 1 em Dom Cavati- Minas Gerais. 2016. 26f. TCC de especialização. Universidade Federal de Minas Gerais- Belo Horizonte- Minas Gerais.

WANNMACHER, Lenita; LUBIANCA, Jaqueline. Terapia de reposição hormonal na menopausa: evidências atuais. Ministério da Saúde. Brasília-DF: 2004.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-127

Refbacks

  • There are currently no refbacks.