Perfil epidemiológico de óbitos por HIV/AIDS na região nordeste do Brasil utilizando dados do sistema de informação de saúde do DATASUS / Epidemiological profile of HIV/AIDS deaths in northeastern Brazil using data from the DATASUS health information system

Maria Eduarda Valadares Santos Lins, Júlia Borges de Jesus, Juliana Farias de Oliveira, Gabrielle Gomes Rêgo, Ana Victória Mariano de Matos, Nayara Bezerra Wanderley, Nadja Maria Jorge Asano, Manuela Barbosa Rodrigues de Souza

Abstract


Introdução: O HIV/aids é um problema de saúde pública por suas complicações e altos custos gerados pela doença. A mortalidade dela no Brasil (BR) tem diminuído devido a assistência de saúde, mas isso difere entre as regiões, tendo o Nordeste (NE) com aumento de óbitos. Objetivo: Identificar a epidemiologia dos óbitos por HIV/aids no NE. Métodos: É um estudo epidemiológico descritivo com dados de óbitos por HIV/aids no NE obtidos através do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) no período de 2006 – 2016. Resultados: A quantidade de óbitos por HIV/aids nos estados do NE foram: Paraíba-PB (1.295); Rio Grande do Norte-RN (1.019); Pernambuco-PE (7.305); Alagoas-AL (807); Maranhão-MA (4.916); Sergipe-SE (674) e Piauí-PI (1.012). Neles, cerca de 90% estavam entre 20-60 anos e o sexo masculino com aproximadamente 70%. Na escolaridade, 50-60% com 1-7 anos de estudos e cerca de 20% tanto para sem informação como para 8-11 anos de estudos. Nessas regiões, 60-75% eram pardos, com exceção de PE, com 64,4% amarelos. Em todos os locais, cerca de 70% eram solteiros e em torno de 20% casados. Conclusão:Diante deste estudo, notou-se que a assistência da saúde aos pacientes HIV/aids não é universal e equitativa no BR, dificultando o acesso ao diagnóstico e, consequentemente, um início tardio do tratamento. Portanto, é essencial ações de políticas públicas e dos profissionais para a melhoria do suporte à saúde.

 


Keywords


Assistência; Nordeste; Mortalidade; HIV/aids; Saúde.

References


AYRES, José Ricardo Carvalho Mesquita. Práticas educativas e prevenção de HIV/Aids: lições aprendidas e desafios atuais. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 6, p. 11-24, 2002.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO HIV/AIDS 2018. Disponível em: . Acesso em: 02 de abril de 2019.

Centers for Disease Controland Prevention. CDC HIV Prevention Progress Report, 2019. Acessado dia 07/04/2019 as 23:50.

DEPARTAMENTO DE DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS: SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Disponível em: < http://svs.aids.gov.br/aids/>. Acesso em: 10 de julho de 2018.

DIAGNOSES, H. I. V. Understanding the Impact of HIV: Diagnoses, Incidence, and Prevalence. 2019.

EISINGER, Robert Walter; FAUCI, Anthony S. Endingthe HIV/AIDS pandemic. Emerging infectious diseases, v. 24, n. 3, p. 413, 2018.

INFORMAÇÕES DE SAÚDE TABNET: EPIDEMIOLÓGICAS E MORBIDADE. Disponível em: . Acesso em: 10 de julho de 2018.

LUNDGREN, Jens D.; BORGES, Alvaro H.; NEATON, James D. Serious Non-AIDS Conditions in HIV: BenefitofEarly ART. Current HIV/AIDS Reports, v. 15, n. 2, p. 162-171, 2018.

MAIA, David de Alencar Correia et al. Notificação de casos de HIV/AIDS em adolescentes portadores de HIV/Aids no Nordeste: série histórica entre os anos de 2004 a 2014. Revista Diálogos Acadêmicos, v. 7, n. 1, 2019.

MOCROFT A, LEDERGERBER B, KATLAMA C, et al. Declínio nas taxas de AIDS e morte no estudo da EuroSIDA: um estudo observacional, 362: 22, 2003.

OMS. Adolescent Health. Disponível em: . Acesso em 02 jul. 2016.

Painel de Infecções Oportunistas em Adultos e Adolescentes Infectados pelo HIV. Diretrizes para a prevenção e tratamento de infecções oportunistas em adultos e adolescentes infectados pelo HIV: Recomendações dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, dos Institutos Nacionais de Saúde e da Associação de Medicina do HIV da Sociedade de Doenças Infecciosas da América. http://aidsinfo.nih.gov/contentfiles/lvguidelines/adult_oi.pdf (Acessado em 26 de abril de 2018).

SAMIJI H, CESCON A, HOGG RS et al. Fechando a lacuna: aumento da expectativa de vida entre os indivíduos HIV positivos tratados nos Estados Unidos e no Canadá. PLoSOne, 8: e81355, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-061

Refbacks

  • There are currently no refbacks.