Métodos laboratoriais utilizados para o diagnóstico da leucemia linfoide crônica: uma revisão / Laboratory methods used in the diagnosis of chronic lymphocytic leukemia: a review

Andreza de Oliveira Lira, Adriano Pereira

Abstract


A leucemia linfocítica crônica (LLC) representa cerca de 30% de todas as leucemias. A prevalência da LLC é maior nos países ocidentais e é mais comum em idosos do sexo masculino, sendo raro seu diagnóstico antes dos 50 anos. É uma neoplasia que acomete células hematopoiéticas da linhagem linfoide, sendo caracterizada clinicamente por linfocitose. O curso clínico dessa doença é altamente variável, podendo ser indolente ou evoluir de maneira agressiva. O objetivo deste trabalho foi descrever os métodos laboratoriais utilizados para o diagnóstico da LLC e que auxiliam no prognóstico dos pacientes por meio de uma revisão de literatura em livros e artigos científicos. Para o diagnóstico da LLC é feito inicialmente um hemograma para demonstrar linfocitose e morfologia característica de linfócitos leucêmicos. A confirmação da linhagem e do estágio de maturação em que estas células estão é feita por meio da imunofenotipagem por citometria de fluxo, que revela o perfíl fenotípico das células hematopoiéticas anormais. A avaliação da biópsia de medula óssea, tanto morfologicamente quanto por métodos imunohistoquímicos, é importante para auxiliar no diagnóstico complementar e prognóstico. As citoquímicas são importantes para estabelecimento do diagnóstico e classificação da leucemia, principalmente quando associadas ao estudo imunofenotípico. A citogenética convencional é útil para detecção de mutações genéticas presentes no paciente com LLC, já que essas alterações ocorrem em cerca de 80% dos casos e se correlacionam com o prognóstico. Técnicas moleculares como a hibridização in situ por fluorescência e a reação em cadeia de polimerase (Polymerase Chain Reaction, PCR)são complementares ao diagnóstico e têm papel fundamental de estabelecimento do prognóstico dos pacientes e estabelecimento da melhor forma de tratamento. As técnicas laboratorias descritas nesse trabalho são essenciais para que haja um diagnóstico fidedigno da LLC.

 


Keywords


Leucemia linfocítica crônica, diagnóstico laboratorial, métodos laboratoriais

References


ABBASI, S.Y.; et al..Correlation of CD38 expression and cytogenetic abnormalities in chronic lymphocytic leukemia (CLL). Blood, Italy, v.102, n.4, p.350-355, feb. 2003. Disponível em: . Acesso em: 07 julho 2016.

ABBOTT, Brian L. Chronic lymphocytic leukemia: recent advances in diagnosis and treatment. The Oncologist. Colorado, v.11, p.21-30. 2006. Disponível em: . Acesso em: 16 novembro 2015.

ALBERTS, Bruce; et al..Biologia molecular da célula. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. 1396 p.

ALVES, Antonio C.. Histologia da medula óssea. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São Paulo, v.31, n.3, p.183-188. 2009. Disponível em: . Acesso em: 30 março 2016.

ANDERSON, Shauna C.; POULSEN, Keila B..Atlas de hematologia de Anderson. 1. ed. São Paulo: Santos, 2005. 586 p.

BAIN, Barbara J.; et al..Dacie and lewis practical haematology. 11. ed. China: Elsevier, 2012. 668 p.

BALIAKAS, Panagiotis; et al.. The role of bone marrow biopsy examination at diagnosis of chronic lymphocytic leukemia: a reappraisal. Leukemia & Lymphoma, Thessaloniki, v.54, n.11. p.2377-2384. 2013. Disponível em: . Acesso em: 2 abril 2016.

BARROS; Natália Eudes Fagundes de; OLIVEIRA, Edna Maria Morais; MARIN, Victor Augustus. Aplicabilidade da metodologia de reação de polimerase em cadeia em tempo real na determinação do percentual de organismos geneticamente modificados em alimentos. Revista de Nutrição, Campinas, v.21, n.1, p.85-92, jan-fev. 2008. Disponível em: . Acesso em: 14 julho 2016.

BIASOLI, Irene; SPECTOR, Nelson. Monoclonal b-cell lymphocytosis. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, Rio de Janeiro, v.37, n.5, p.285-286. 2015. Disponível em: .Acesso em: 01 março 2016.

BILOUS, N. I.; et al..Detection of notch1c.7544_7545delct mutation in chronic lymphocytic leukemia using conventional and real-time polymerase chain reaction. Experimental Oncology, Ucrânia, v.38, n.2, p.112-116, jun. 2016. Disponível em: . Acesso em: 16 julho 2016.

BOSCH, F.; MONTSERRAT, E.. Refining prognostic factors in chronic lymphocytic leukemia. Reviews in Clinical and Experimental Haematology, Barcelona, v.6, n.4, p.335-349, dez. 2002. Disponível em: . Acesso em: 07 julho 2016.

BROOIMANS, R.A; et al.. Flow Cytometric Differential of Leukocyte Populations in Normal Bone Marrow: Influence of Peripheral Blood Contamination. Cytometry Part B Clinical Cytometry, Netherlands, v.76, n.1, p.18-26, jan. 2008. Disponível em: . Acesso em: 29 março 2016.

CALPE, Eva; et al.. Zap-70 promotes the infiltration of malignant b-lymphocytes into the bone marrow by enhancing signaling and migration after cxcr4 stimulation. Plos One, Barcelona, v.8, n.12, p.1-10. 2013. Disponível em: . Acesso em: 19 abril 2016.

CARLI, Giuseppe; et al.. Evans syndrome secondary to chronic lymphocytic leukaemia: presentation, treatment, and outcome. Annals of Hematology, Italy, p.1-8. 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 março 2016.

CHAUFFAILLE, Maria de Lourdes L. Ferrari. Neoplasias mieloproliferativas: revisão dos critérios diagnósticos e aspectos clínicos. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São Paulo, v.32, n.4, p.308-316. 2010. Disponível em: . Acesso em: 01 março 2016.

CHAUFFAILLE, Maria de Lourdes L. Ferrari; et al.. CLL: Chromosomal abnormalities (FISH) and their relation with clinical stage, CD38 and ZAP-70. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São Paulo, v.28, n.1, p.5-10. 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 junho 2016.

CHAUFFAILLE, Maria de Lourdes L. Ferrari; et al.. Detection of trisomy 12 by fluorescente in situ hybridization (FISH) in chronic lymphocytic leucemia. Genetics and Molecular Biology, São Paulo, v.23, n.3, p.531-533, sept. 2000. Disponível em: . Acesso em: 20 junho 2016.

CHAUFFAILLE, Maria de Lourdes L. Ferrari; VIEIRA, Samantha; MARTINS, Sérgio Luiz Ramos. Importância do cariótipo em leucemia linfocítica crônica: relato de 18 casos. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, São Paulo, v.40, n.2, p.75-78, abr. 2004. Disponível em: . Acesso em: 20 junho 2016.

CURY, Patricia M.. Biópsia de medula óssea e sua interpretação: o papel do hematopatologista. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São José do Rio Preto, v.25, n.2, p.79-80. 2003. Disponível em: . Acesso em: 20 abril 2016.

DEWALD, G.W.; et al.. Chromosome anomalies detected by interphase fluorescence in situ hybridization: correlation with significant biological features of B-cell chronic lymphocytic leukaemia. British Journal of Haematology, Rochester, v.121, n.2, p.287-295, apr. 2003. Disponível em: . Acesso em: 07 julho 2016.

DIELSCHNEIDER, R. F.; et al. Lysosomotropic agents selectively target chronic lymphocytic leukemia cells due to altered sphingolipid metabolism. Nature, Manitoba, p. 2-38. 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 fevereiro 2016.

DYKE, Daniel L. Van; et al.. The Dohner fluorescence in situ hybridization prognostic classification of chronic lymphocytic leukaemia (CLL): the CLL research consortium experience. British Journal of Haematology, Rochester, v.173, n.1, p.105-113, apr. 2016. Disponível em . Acesso em: 20 fevereiro 2016.

FREEMAN, Ciara L.; GRIBBEN, John G.. Immunotherapy in chronic lymphocytic leukaemia (CLL). Current Hematologic Malignancy Reports, London, v.11, n.1, p.29-36. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 fevereiro 2016.

GABE, Cristina; ALMEIDA, Denise R.; SIQUEIRA, Luciano O..Evaluation of opportunistic infections in children suffering from leucemia. Revista Brasileira de Haematologia e Hemoterapia, Passo Fundo, v.31, n.2, p.74-79. 2009. Disponível em: . Acesso em: 05 março 2016.

GARLEY, Marzena; et al. Expression of IL-1 and IL-6 and their natural regulators in leukocytes of B-cell chronic lymphocytic leukaemia patients. Advances in Medical Sciences, Bialystok, v.61, n.2, p. 187-192. 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 fevereiro 2016.

GHIA, Paolo; et al.. The pattern of CD38 expression defines a distinct subset of chronic lymphocytic leukemia (CLL) patients at risk of disease progression. Blood, Italy, v.101, n.4, p.1262-1269, feb. 2003. Disponível em: . Acesso em: 07 julho 2016.

GILBERT, Scott F..Developmental biology. 10. ed. Sunderland: Sinauer, 2013. 719 p.

GONZÁLEZ, Segundo; et al.. Analysis of clinical prognostic variables for chronic lymphocytic leukemia decision-making problems. Journal of Biomedical Informatics, Spain, v.60, p.342-35, apr. 2016. Disponível em: . Acesso em: 25 março 2016.

GREVER M.R.; et al.. ZAP-70 protein expression varies by interphase cytogenetic group and may predict disease progression to requirement of treatment among select genetic groups in patients with chronic lymphocytic leukemia (CLL). Blood, Italy, v.102, n.4, p.73-80, feb. 2003. Disponível em: . Acesso em: 07 julho 2016.

GROTTO, Helena Z. W.. O hemograma: importância para a interpretação da biópsia. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, Campinas, v.31, n.3, p.178-182. 2009. Disponível em: . Acesso em: 04 abril 2016.

GUYTON, Arthur C.; HALL, John E..Tratado de Fisiologia Médica. 12. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. 1216 p.

HALLEK, Michael; et al. Guidelines for the diagnosis and treatment of chronic lymphocytic leukemia: a report from the International Workshop on Chronic Lymphocytic Leukemia updating the National Cancer Institute–Working Group 1996 guidelines. Blood, Washington, v.111, n.12, p.5446-5456. 2008. Disponível em: . Acesso em: 25 abril 2016.

HAMERSCHLAK, Nelson. Manual de hematologia: programa integrado de hematologia e transplante de medula óssea. 1. ed. Barueri: Manole, 2010. 531 p.

HOFFBRAND, A. V.; MOSS, P. A. H.; PETIT, J. E..Fundamentos em hematologia. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008. 400 p.

HJALMAR, Viktoria. Sequential Fluorescence In Situ Hybridization Analysis for Trisomy 12 in B-Cell Chronic Lymphocytic Leukemia. Methods in Molecular Medicine, Totowa, v.115, p.231-240. 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 junho 2016.

KAUSHANSKY, Kenneth. Thrombopoiesis. Seminars in Hematology. New York, v.52, n.1, p.4-11. 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 fevereiro 2016.

KERSTING, S.; et al. Dutch guidelines for the diagnosis and treatment of chronic lymphocytic leukaemia. The Netherlands Journal of Medicine, Amsterdam, v.74, n.2, p.68-74, feb. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 março 2016.

KOOHI, Fatemeh; et al. Leukemia in Iran: epidemiology and morphology trends. Asian Pacific Journal of Cancer Prevention, Iran, v.16, n.17, p.7759-7763. 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 fevereiro 2016.

LANASA, Mark C. Novel insights into the biology of CLL. Hematology. Durham, v.2010, n.1, p.70-76. 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 novembro 2015.

LOPES, Maria Cleide A. Emprego da citometria de fluxo na avaliação do perfil imunofenotípico de pacientes com leucemia linfocítica crônica. Revista Brasileira de hematologia e hemoterapia, Natal, v.32, n.4, p.337-338. 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-84842010000400012>. Acesso em: 4 abril 2016.

MATUTES, Estella; et al.. Diagnostic issues in chronic lymphocytic leukaemia (CLL). Best Practice & Research Clinical Hematology. v.23, p.3-20, mar. 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 novembro 2015.

MELO, Márcio. Leucemias e linfoma: atlas do sangue periférico. 1. ed. São Paulo: Livraria Médica Paulista Editora, 2008. 166 p.

METZE, Irene Lorand. LLC: critérios diagnósticos, imunofenotipagem e diagnóstico diferencial. Revista Brasileira de hematologia e hemoterapia. Campinas, v.27, n.4, p.233-235. 2005. Disponível em: . Acesso em: 16 novembro 2015.

MOCINI, D.; LEONE, T.; TUBARO, M.; SANTINI, M.; PENCO, M..Structure, production and function of erythropoietin: implications for therapeutical use in cardiovascular disease. Current Medicinal Chemistry. Rome, v.14, n.21, p. 2278-2287. 2007. Disponível em: . Acesso em: 24 fevereiro 2016.

MONTSERRAT, E.; MORENO, C. Chronic lymphocytic leukaemia: a short overview. Annals of Oncology. Barcelona, v.19, p.320-325, sept. 2008. Disponível em: < http://annonc.oxfordjournals.org/content/19/suppl_7/vii320.full.pdf>. Acesso em: 17 novembro 2015.

OLIVEIRA, Maria Regina A. Azevedo. Hematologia básica: fisiopatologia e estudo laboratorial. 4. ed. São Paulo: Livraria Luana Editora, 2008. 420 p.

OLIVEIRA, Raimundo Antônio Gomes. Hemograma: como fazer e interpretar. 1. ed. São Paulo: Livraria Médica Paulista, 2007. 505 p.

OLIVEIRA, Raimundo Antônio Gomes; NETO, Adelino Poli. Anemias e leucemias: conceitos básicos e diagnóstico por técnicas laboratoriais. 1 ed. São Paulo: Roca, 2004. 421 p.

QUIXABEIRA, Valéria Bernadete Leite; SADDI, Vera Aparecida. A importância da imunofenotipagem e da citogenética no diagnóstico das leucemias: uma revisão da literatura. Revista Brasileira de Análises Clínicas, Goiânia, v,40. n.3, p.199-202. 2008. Disponível em: . Acesso em: 23 maio 2016.

REGO, Eduardo M.; SANTOS, Guilherme A. S..Papel da imunofenotipagem por citometria de fluxo no diagnóstico diferencial das pancitopenias e das linfocitose. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, Ribeirão Preto, v.31, n.5, p.367-374, oct. 2009. Disponível em: . Acesso em: 25 março 2016.

ROSSI, Davide; et al. Molecular prediction of durable remission after first- line fludarabine- cyclophosphamide-rituximab in chronic lymphocytic leukemia. Blood Journal, Italy, v.126, n.16, p. 1921-1924. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 fevereiro 2016.

ROSSI, Davide; et al..Mutations of NOTCH1 are an independent predictor of survival in chronic lymphocytic leucemia. Blood, Italy, v.119, n.2, p.521-529, jan. 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 julho 2016.

RUSAK, Malgorzata; et al.. Utility of laboratory tests in B-CLL patients in different clinical stages. International Journal of Hematology, Poland, v.93, n.6, p.736-744, jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 abril 2016.

SALEEM, Mohamed; YUSOFF, Narazah Mohd. Fusion genes in malignant neoplastic disorders of haematopoietic system. Hematology, Malásia, p.1-23. 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 fevereiro 2016.

SÁNCHEZ, Manuel Alfredo Ortega; ORTEGA, Maria Luisa Osnaya; BARRIENTOS, José Vicente Rosas. Leucemia linfoblástica aguda. Medicina Interna de México, Pachuca, v.23, n.1, p.26-33. 2007. Disponível em: . Acesso em: 20 novembro 2015.

SANDES; Alex Freire; et al. Diagnósticos em hematologia. 1. ed. Barueri: Manole, 2016. 358 p.

SANTOS, Elvany Verônica dos Santos; FILHO, José Meirelles. Measurement of platelet parameters in normal and preeclamptic pregnant women. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Goiabeiras, v.26, n.3, p.201-206. 2004. Disponível em: . Acesso em: 02 abril 2016

SANTOS, Paulo Caleb Júnior de Lima (Coord.). Hematologia: métodos e interpretação. 1. ed. São Paulo: Roca, 2013. 450 p.

SCHWARTZ, Gary G.;KLUG, Marilyn G.. Incidence rates of chronic lymphocytic leukemia in US states are associated with residential radon levels. Future Oncology, USA, v.12, n.2, p.165-174. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 fevereiro 2016.

SHANAFELT, Tait D.; CALL, Timothy G.. Current Approach to Diagnosis and Management of Chronic Lymphocytic Leukemia. Mayo Clinic Proceedings, Rochester, v.79, n.3, p.388-98. 2004. Disponível em: . Acesso em: 26 abril 2016.

SILVA, Rodrigo Lopes da. Spectrum of Neurologic Complications in Chronic Lymphocytic Leukemia. Clinical Lymphoma, Myeloma & Leukemia, Lisboa, v.12, n.3, p.164-179. 2012. Disponível em: . Acesso em: 3 março 2016.

SMOLEJ, Lukas; SIMKOVIC, Martin. Practical approach to management of chronic lymphocytic leucemia. Archives of Medical Science, Czech Republic, v.12, n.2, p.448-456, apr. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 maio 2016.

STILGENBAUER, S.; et al.. Genetics of chronic lymphocytic leukemia: genomic aberrations and VH gene mutation status in pathogenesis and clinical course. Leukemia, Germany, v.16, n.6, p.993-1007, jun. 2002. Disponível em: . Acesso em: 07 julho 2016.

STRATI, Paolo; et al. Prevalence and Characteristics of Central Nervous SystemInvolvement by Chronic Lymphocytic Leukemia. Haematologica, Chicago, p.1-24. 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 fevereiro 2016.

TAUSCH, Eugen; MERTENS, Daniel; STILGENBAUER, Stephan. Genomic Features: Impact on Pathogenesis and Treatment of Chronic Lymphocytic Leukemia. Oncology Research and Treatment, Germany, v.39, n.1-2, p.34-40, jan. 2016. Disponível em: . Acesso em: 25 março 2016.

TABBARA, Imad A.; KITTAI, Adam; YU, Eun-Mi. Chronic lymphocytic leukemia: current concepts. Anticancer Research, Washington, v.35, p.5149-5166. 2015. Disponível em: . Acesso em: 25 fevereiro 2016.

TORRELIO, Eduardo Aranda. El hemograma como instrumento diagnóstico básico en pediatría. Revista de la Sociedad Boliviana de Pediatría, La Paz, v.50, n.2, p.1-8. 2011. Disponível em: . Acesso em: 04 abril 2016.

VASCONCELOS, Dewton de Moraes. Análise de marcadores intracelulares por citometria de fluxo nas leucemias. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São José do Rio Preto, v.29, n.2, p.105-106. 2007. Disponível em: . Acesso em:25 março 2016.

VISCO, Carlo; et al.. Autoimmune cytopenias in chronic lymphocytic leucemia. American Journal of Hematology, Milan, v.89, n.11, p.1055-1062, nov. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 março 2016.

VITALE, Candida; BURGER, Jan A.. Chronic lymphocytic leukemia therapy: new targeted therapies on the way. Expert Opinion on Pharmacotherapy, Houston, p.1-36. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 março 2016.

WASIK, Agata M.; et al..Flow cytometric analysis of SOX11: a new diagnostic method for distinguishing B-cell chronic lymphocytic leukemia/small lymphocytic lymphoma from mantle cell lymphoma. Leukemia & Limphoma, Suécia, v.56, n.5, p.1425-1431, oct. 2014. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2016.

WOHLFAHRT, Aline B.; et al..The importance of immunophenotyping by flow cytometry in distinction between hematogones and B lymphoblasts. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, Santa Maria, v.51, n.1, p.7-12, feb. 2015. Disponível em: . Acesso em: 24 maio 2016.

WU, Wei; et al..High LEF1 expression predicts adverse prognosis in chronic lymphocytic leukemia and may be targeted by ethacrynic acid. Oncotarget, China, v.7, n16, p.21631-21643, feb. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 julho 2016.

ZENZ, Thorsten; et al.. From pathogenesis to treatment of chronic lymphocytic leukaemia. Nature Reviews, Germany, v.10, p.37-50. 2010. Disponível em: . Acesso em: 25 fevereiro 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-055

Refbacks

  • There are currently no refbacks.