Bebida láctea e aveia: efeito no estado nutricional e no funcionamento intestinal de professoras / Milk drink and oat: effect on the nutritional state and the intestinal functioning of teachers

Eudes Batista Avelar, Kély Camargos da Rocha, Martha Elisa Ferreira de Almeida

Abstract


Objetivo: Avaliar o uso da bebida láctea e aveia no estado nutricional e funcionamento intestinal de professoras do ensino básico. Metodologia: Estudo de caráter quantitativo e de intervenção foi realizado com uma amostra de 17 professoras que lecionavam no turno matutino no primeiro semestre de 2018. Houve o recebimento de bebida láctea no grupo controle, e bebida láctea e aveia no grupo experimental. Avaliou-se o Índice de Massa Corporal (IMC), circunferência da cintura, imagem corporal, e o funcionamento intestinal. Analisaram-se os dados pelos Testes de Wilcoxon e o Exato de Fischer, a 5% de significância. Resultados e Discussão: No final do estudo não houve diferença (p>0,05) entre os grupos quanto o IMC, entretanto o grupo controle apresentou uma menor circunferência da cintura. Houve distorção da imagem corporal, e no grupo experimental ocorreu uma melhora em alguns itens avaliativos do funcionamento intestinal. Conclusão: A bebida láctea e a aveia não promoveram diferenças significativas nos dados antropométricos, entretanto alteraram o funcionamento intestinal, tornando-se necessária a realização de outras ações educacionais para melhorar a qualidade de vida deste público.


Keywords


Antropometria ,constipação intestinal,saúde, educação.

References


ALMEIDA, L. et al. Alimentação como fator de risco para câncer de intestino em universitários. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 30, n. 1, p. 72-78, 2017.

ANDREOLI, C. S. et al. Markers of healthy eating habits, water intake, and constipation in children between 4 and 7 years of age. Revista de Nutrição, v. 31, n. 4, p. 363-372, 2018.

BORGES, D. P.; CARNEIRO, M. B.; REZENDE, M. F. C. Intervenção nutricional educativa em um grupo de mulheres adultas. Nutrição Brasil, v. 14, n. 4, p. 217-220, 2015.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988.

COLLETE, V. L.; ARAÚJO, C. L.; MADRUGA, S. W. Prevalência e fatores associados à constipação intestinal: um estudo de base populacional em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, 2007. Cadernos de Saúde Pública, v. 26, n. 7, p. 1391-1402, 2010.

CORREA, C. S. et al. Efeitos do treinamento de força sobre as concentrações de lipoproteínas sanguíneas em mulheres pós-menopausa. Jornal Vascular Brasileiro, v. 13, n. 4, p. 312-317, 2014.

FERNANDES, E. S.; BLASI, T. C. Constipação intestinal relacionada com ingestão hídrica em mulheres. DisciplinarumScientia: Ciências da Saúde, v. 11, n. 1, p. 53-60, 2010.

GARCIA, B. F.; PUERARI, G.; KÜMPEL, D. A. Consumo de fibras e constipação crônica funcional em idosos. Revista Brasileira de Ciência do Envelhecimento Humano, v. 13, n. 3, p. 323-333, 2016.

GAVANSKI, D. S.; BARATTO, I.; GATTI, R. R. Avaliação do hábito intestinal e ingestão de fibras alimentares em uma população de idosos. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, v. 9, n. 49, p. 3-11, 2015.

GOMES, C. M. et al. Estresse e risco cardiovascular: intervenção multiprofissional de educação em saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 69, n. 2, p. 351-359, 2016.

KAKESHITA, I. S. et al. Construção e fidedignidade Teste-Reteste de escalas de silhuetas brasileira para adultos e crianças. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 25, n. 2, p. 263-270, 2009.

LIMA, L. F. et al. Relação entre medidas antropométricas, escolaridade, renda e índice de qualidade da dieta de mulheres climatéricas. HU Revista, v. 42, n. 4, p. 297-305, 2016.

LORENA, A. C. A.; ARAÚJO, C. L. O. Qualidade de vida e nutricional dos professores de uma faculdade privada do Vale do Paraíba. REENVAP, n. 2, p. 91-103, 2017.

MALTA, D. C. et al. Tendências de fatores de risco e proteção de doenças crônicas não transmissíveis na população com planos de saúde no Brasil de 2008 a 2015. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 21, n. 1, p. 1-14, 2018.

MARINHO, I. G. et al. Fatores de risco para doenças crônicas não-transmissíveis em moradores no entorno de áreas alagadas na periferia de Macapá, Amapá. Brazilian Journal of Health Review, v. 1, n. 1, p. 148-163, 2018.

MILHOLO, P. et al. Efeito da aveia na pressão arterial e no peso corporal de idosos. Nutrição Brasil, v. 10, n. 6, p. 341-346, 2011.

PERIN, L. et al. Avaliação do perfil nutricional, consumo e conhecimento sobre alimentos funcionais de docentes em escolas públicas. Perspectiva, v. 39, n. 145, p. 73-83, 2015.

QUEIROZ, E. C. S. et al. Prevalência de obesidade e fatores associados em professores e funcionários das escolas estaduais da cidade de São Paulo. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 10, n. 4, p. 2021-2029, 2018.

ROBAZZI, M. L. C. C. et al. Alterações na saúde decorrentes do excesso de trabalho entre trabalhadores da área de saúde. Revista Enfermagem UERJ, v. 20, n. 4, p. 526-532, 2012.

SANTOS, C. R. S.; BARBOSA, L. B. G. Constipação intestinal, diagnóstico e causa multifatorial em idosos de instituição de longa permanência. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, v. 6, n. 2, p. 95-102, 2017.

SARHAN, A. C. et al. Avaliação da percepção da imagem corporal e atitudes alimentares de estudantes das áreas de saúde e humanas de uma universidade do município de São Paulo. Revista Simbio-Logias, v. 8, n. 11, p. 79-93, 2015.

SIQUEIRA, A. M. O.; MACHADO, E. C. L.; STAMFORD, T. L. M. Bebidas lácteas com soro de queijo e frutas. Ciência Rural, v. 43, n. 9, p. 1693-1700, 2013.

SOUSA, A. F. M.; NOGUEIRA, J. A. D.; COSTA, T. H. M. Consumo de frutas antes e após intervenção educativa com professores. ConScientiae Saúde, v. 14, n. 1, p. 24-31, 2015.

SOUZA, M. G.; ANDRADE, I. E. L.; RAMALHO, A. A. Adequação nutricional de dietas para perda de peso em revistas não científicas brasileiras. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, v. 10, n. 4, p. 947-961, 2015.

TAVARES, D. D. F. et al. Qualidade de vida de professoras do ensino básico da rede pública. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 28, n. 2, p. 191-197, 2015.

TRINDADE, E. Z.; BARBOSA, L. O. X.; CORTEZ, D. B. Os benefícios dos simbióticos na melhora da obstipação intestinal crônica. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, v. 28, n. 55, p. 53-62, 2018.

WORLD HEALTH ORGANIZATION.Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva: World Health Organization, 2000. p. 256.WHO ObesityTechnicalReport Series, n. 284. Disponível em: . Acesso em: 01 de abr. 2019.

WORLD HEALTH ORGANIZATION.Obesity: preventing and managing the global epidemic. WHO TechnicalReport Series, Geneva, n. 894, 1998. Disponível em: . Acesso em: 01de abr. 2019.

ZANI, V. T. et al. Intervenção educativa e alimentar com suplemento de aveia em mulheres idosas. Caderno Pedagógico, v. 12, n. 1, p. 184-195, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-021

Refbacks

  • There are currently no refbacks.