Revisão bibliográfica dos benefícios que Equoterapia proporciona a pacientes com Transtorno do Espectro Autista / Bibliographic review of the benefits that Equoterapia provides to patients with Autistic Spectrum Disorder

Luana Perdiz Duarte, José Alberto Leal, Juliana Macke Hellwig, Gisele Silveira Blanco, Silvia Luci de Almeida Dias

Abstract


É de conhecimento geral a importância do cavalo no acompanhamento do homem e em sua evolução; o animal transmite sensação de força e poder. Por sua vez, dentro de uma abordagem interdisciplinar, a Equoterapia tem como foco proporcionar ao praticante resultados positivos em relação à melhora do equilíbrio, do tônus muscular e, inclusive, grande desenvolvimento dos aspectos psicológicos e sociais, ajudando na consciência e alinhamento corporal, na coordenação motora, na autoconfiança e principalmente na auto estima. O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é uma condição do neuro desenvolvimento caracterizada pelo comprometimento de três áreas: habilidade de interação social, habilidades de comunicação e presença de comportamentos estereotipados. Este trabalho surgiu a partir das vivências no projeto de extensão da Unipampa: Equoterapia, educação e chimarrão: ao passo se vai ao longe, que ocorre no Centro de Equoterapia General Fidelis, em Uruguaiana-RS. O objetivo desta pesquisa foi verificar os benefícios que os praticantes com TEA adquirem ao realizar Equoterapia. Trata-se de uma pesquisa de revisão bibliográfica, pois incluiu análise de pesquisas relevantes que dão suporte na tomada de decisão e na melhoria da prática clínica. Foi feita uma busca, no período de 2008 a 2018, no Scielo, Lilacs e Pubmed, e em livros técnicos. Os idiomas selecionados foram português, espanhol e inglês. As palavras-chave escolhidas: Equoterapia, cavalo, TEA, benefícios. Dos artigos e livro lidos foram selecionados vinte, os quais foram agrupados de acordo com o objetivo proposto no presente trabalho. Como resultados encontraram-se os seguintes benefícios da Equoterapia para os praticantes com TEA: desenvolvimento de esquema corporal; melhora da postura e equilíbrio; coordenação motora; estruturação espacial, auxiliando a situar-se no meio que se vive e a estabelecer relações; orientação temporal, constituindo a organização de acordo com a sua rotina, desenvolvendo a percepção do tempo de cada ação. O ritmo, o movimento e o balançar do cavalo criam um efeito tranquilizador e caloroso, acalmando o praticante com TEA que pode apresentar hábitos como morder-se, puxar cabelo, hiperatividade, hipersensibilidade a alguns sons, entre outros. A interação com o cavalo desenvolve novas formas de comunicação, socialização, autoconfiança e auto estima. Após a realização desta revisão literária, torna-se evidente destacar os resultados positivos que os praticantes com TEA estão obtendo com a Equoterapia, principalmente, devido a grande quantidade de estímulos que é proporcionado ao praticante, através do uso do cavalo como um instrumento cinesio terapêutico.

Keywords


Transtorno do Espectro Autista, Equoterapia, Cavalo, Benefício.

References


SCHMITT, JF. Terapia assistida por animais e pessoas com transtorno do espectro autista: uma revisão. [tese]. Curitiba (PR): Universidade de Tuiuti do Paraná; 2015.

CUERVO, JLP. Beneficios de laequinoterapiaenniñoscon TEA.Repositorio aberto da Universidade de Cantabria; 2017.

DUARTE, E.; BARBOSA, W.; MONTENEGRO, S. Contribuições da Equoterapia para o Desenvolvimento Integral da Criança Autista. Trabalho de conclusão de curso de Pedagogia do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco; 2017.

DSM – IV. Critérios Diagnósticos do DSM – IV. APA. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

CUDO, Cattelen. A Importância da Motivação para a Vida e como Meio Facilitador para Resgatar a Auto-Estima. Associação Nacional de Equoterapia. Coletânia de Trabalhos –Brasília, DF, págs 11 a 15, 1996.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EQUOTERAPIA. Fundamentos Doutrinários da Equoterapia no Brasil In: Apostilas do curso básico de equoterapia. Brasília, 1998.

PFEIFER, LTO. Equoterapia: a influência da variação do peso na frequência do passo do cavalo. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde. 2012; 16 (3): p. 39-48.

SILVEIRA, MM. Wibelinger, LM. Reeducação da postura com equoterapia. RevNeurocienc. 2011; 19(3): p. 519-24.

LOBÔ, JFA. Análise conformacional dos equinos utilizados na equoterapia do centro de reabilitação e readaptação Doutor Henrique Santillo, Goiania, Goiás. [dissertação]. Goiania (GO); Universidade Federal de Goiás; 2016.

JESUS, IMS. A equoterapia como recurso na terapia psicomotora para aquisição/desenvolvimento do equilíbrio corporal.

FREIRE, H. B. G.; POTSCH, R. R. O Autista na Equoterapia: a descoberta do cavalo,Universo Autista. São Paulo, 2009.

SOUZA, M. B.; SILVA, P. L.N. Equoterapia no Tratamento do Transtorno do Espectro Autista: A Percepção dos Técnicos.Revista Ciência e Conhecimento, v.9, n.1, fevereiro. 2015.

BARBOSA, GO. Munster, MAV. Equoterapia: implicações nos aspectos psicomotores de crianças com TDAH. VII Encontro da associação brasileira de pesquisadores em Educação Especial. Londrina. 10 nov, 2011. p. 2926-37.

FREIRE, Heloisa Bruna Grubits, Equoterapia Teoria e Técnica: uma experiência com crianças autistas. São Paulo: Vetor Ed., 1999.

Martinez, Sabrina Lombardo, Fisioterapia na Equoterapia: analise de seus efeitos sobre o portador de necessidades especiais, SP , Rev. Ideias e Letras, 2º edição , 2005.

BRITO, M. C. G.. As contribuições da equoterapia na educação inclusiva. Curso normal superior da UNIME. ,2013.

OLIVEIRA, G. C. Desenvolvimento da Psicomotricidade. Psicomotricidade: Educação e reeducação num enfoque psicopedagógico. 7° ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

CRUZ, B.; POTTKER; C.A; AS CONTRIBUIÇÕES DA EQUOTERAPIA PARA O DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR DA CRIANÇA COM TRANSTORNO DE ESPECTRO AUTISTA, Maringá: Rev. UNINGÁ Review,v. 32, n. 1, p. 147-158, out/dez. 2017.

SEVERO, José T. Equoterapia: o emprego do cavalo como motivador terapêutico Centro de Equoterapia Osorio - Porto Alegre – RS, 2010. Disponível em: http://www.profala.com/artet5.htm>. Acesso em: 21 jun. 2011

Espindula, AP. Efeitos da equoterapia em praticantes autistas. [tese]. Uberaba (MG): Universidade Federal do Triângulo Mineiro; 2008. Disponível em: http://livros01.livrosgratis.com.br/cp073999.pdf

MELLO, Ana Maria S. Ros de,Autismo: guia pratico. 5 ed São Paulo: AMA; Brasília: CORDE, 2007. 104p.:Il.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-019

Refbacks

  • There are currently no refbacks.