Aspectos relevantes na atuação dos profissionais de enfermagem na passagem de plantão / Relevant aspects in the nursing professionals' performance during the shift

Sheila dos Reis Nogueira, Acacia Maria Lima de Oliveira Devezas, Luciana Soares Costa Santos

Abstract


Objetivo: Descrever a atuação dos profissionais de enfermagem na realização da passagem de plantão, com base na literatura nacional. Material e Método: Pesquisa bibliográfica, descritiva de caráter qualitativo, realizada na Biblioteca Virtual em Saúde, nas bases de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e Base de Dados da Enfermagem. Foram selecionados os descritores: Comunicação, Enfermagem, Equipe de Enfermagem e a palavra chave Trabalho em Turnos. Resultados: Foram considerados para este estudo sete artigos científicos que descreviam a atuação dos profissionais de enfermagem na passagem de plantão. Ao identificar informações relevantes, predominaram os enfermeiros na participação da passagem de plantão. Sobre o tempo dispensado 42,86% não descreveram a duração e nem pontualidade para seu inicio; 71,43% não descreveram a infraestrutura do local, ainda assim 28,57% foram ambientes físicos adequados para a realização da passagem de plantão; 85,71% transmitiram informações incompletas; 40% relataram conversas paralelas e 30% falha na comunicação, no entanto 28,57% mencionaram que as informações transmitidas foram quadro clínico e cuidados prestados além de 23,81% sobre intercorrências com o paciente. A ausência de participação efetiva de toda equipe foram de 20%, além de 15% sobre desvio de atenção da equipe, omissão de informações e desinteresse dos mesmos durante a passagem de plantão. Conclusão: Evidenciou-se que a atuação dos profissionais de enfermagem na realização da passagem de plantão, mostrou pontos negativos relacionados às condições necessárias para sua efetivação como à duração, organização do trabalho e ruídos ambientais, ambos ressaltando a depreciação desta ação pela equipe, visto que interferem na comunicação demonstrada pelo predomínio de informações incompletas durante a passagem de plantão. Em relação aos pontos positivos: as informações transmitidas correspondem ao quadro clínico, cuidados prestados e intercorrências com o paciente. A passagem de plantão depende de alternativas eficazes para a transmissão de informações consistentes, propiciando melhorias constantes do processo de comunicação envolvendo a passagem de plantão, resultando na qualidade da assistência.


Keywords


Comunicação, Enfermagem, Equipe de Enfermagem e a palavra chave Trabalho em Turnos.

References


Rodriguez L, Oliveira EO, França CS, Andrade TRS, et al. Mapeamento da passagem de plantão sob a ótica dos profissionais de enfermagem. Ver Elec Trim Enfer. [periódico online] 2013; [citado em 02 jan 2018] 219-31. Disponível em: http://scielo.isciii.es/pdf/eg/v12n31/pt_administracion4.pdf

Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo COREN. Parecer Coren- SP CAT nº 009/2010 [online]. Disponível em: http://portal.coren-sp.gov.br/sites/default/files/parecer_coren_sp_2010_9.pdf

Almeida FAV, Costa MLAS. Passagem de plantão na equipe de enfermagem: um estudo bibliográfico. Arq Med Hosp Fac Cienc Med Santa Casa São Paulo [periódico online] 2017; [citado em 02 jan 2017]. 62(2):85-91. Disponível em: http://www.fcmsantacasasp.edu.br/images/Arquivos_medicos/2017/6.pdf

Silva MR, Rodovalho APN, Alves LR, Camelo SHH, et al. Passagem de plantão em enfermagem hospitalar: uma revisão integrativa. Cuid Art Enferm. 2017; 11(1): 122-130.

Neves ALD, Sanna MC. Transformações dos Modelos de Processo Comunicativo Empregados de 1974 a 2011 na Passagem de Plantão em Enfermagem no Brasil. Rev Eletrônica Here. [periódico online] 2012; [citado em 02 jan 2018] 56-74. Disponível em: http://www.here.abennacional.org.br/here/vol3num1artigo5.pdf

Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia. Parecer Técnico nº 010/11- Considerações éticas quanto ao Abandono de Plantão [online]. Disponível em: http://www.coren-ro.org.br/parecer-tecnico-no-01011-consideracoes-eticas-quanto-ao-abandono-de-plantao-2_941.html

Gil AC, Como elaborar projetos de Pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas; 2002. 176p.

Bueno BRM, Moraes SS, Suzuk K, Gonçalves FAF, et al. Caracterização da passagem de plantão entre o centro cirúrgico e a unidade de terapia intensiva. Cogit Enferm. 2015;20(3):511-517.

Pereira BT, Brito CA, Pontes GC, Guimarães EMP. A passagem de plantão e a corrida de leito como instrumentos norteadores para o planejamento da assistência de enfermagem. Rev Min Enferm. 1992;15(2):283-289.

Teodoro WR, Aquino LAM. Análise do processo de passagem de plantão em uma unidade de internação pediátrica. Rev Min Enferm. 2010; 14(3):316-326.

Krutinsky DC, Cornacchia H, Leitão IC, Souza JC et al. O significado da passagem de plantão por trabalhadores de enfermagem. Rev Inst Ciênc Saúde. 2007; 25(2):105-11.

Siqueira ILCP, Kurcgant P. Passagem de plantão: falando de paradigmas e estratégias. Acta Paul Enferm. 2005; 18(4):446-451.

Barbosa PMK, Barbosa VBA, Soares FV, Sales PRS et al. Organização do processo de trabalho para passagem de plantão utilizando escore para dependência e risco clínico. Rev Adm Saúde. 2013; 15(58):19-26.

Portal KM, Magalhães AMM. Passagem de plantão: um recurso estratégico para a continuidade do cuidado em enfermagem. Rev Gaucha Enferm. 2008; 29(2): 246-253.

Conselho Federal de Enfermagem COFEN. Lei nº 7.498/86 de 25 de Junho de 1986. [online]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/lei-n-749886-de-25-de-junho-de-1986_4161.html

Conselho Regional de Enfermagem COREN. Parecer Coren-SP 041/ 2013- CT [online]. Disponível em: http://portal.coren-sp.gov.br/sites/default/files/parecer_coren_sp_041_2013.pdf

Gonçalves MI, Rocha PK, Souza S, Tomazoni A et al. Segurança do paciente e passagem de plantão em unidades de cuidados intensivos neonatais. Rev. baiana enferm. 2017; 31(2): 1-10.

Santos SL, Nicola AL. Fatores que interferem no processo de comunicação dos profissionais de enfermagem durante a passagem de plantão. Unioeste. 2010; 1-6.

Peruzzi LM. Limitações e potencialidades da passagem de plantão de enfermagem na atenção hospitalar. Ribeirão Preto. 2017; 1-104.

Silva AEBC, Cassiani SHB, Miasso AI, Opitz SP. Problemas na comunicação: uma possível causa de erros de medicação. Acta paul enferm. 2007; 20(3):272-6.

Eller KEA, Gomes DMC, Rodrigues CC, Souza CC. Revisão bibliográfica: identificação das falhas na comunicação da passagem de plantão de enfermagem. Pesquisa e ação. 2017; 3(1): 1-9.

Scochi CGS, Gelbcke FL, Ferreira MA, Lima MADS, Padilha KG, Padovani NA, Munari DB. Doutorado em enfermagem no Brasil: formação em pesquisa e produção de teses. Rev Lat Am Enferm. 2015; 23 (3):387-94.

Beccaria LM, Meneguesso B, Barbosa TP, Pereira RAM. Interferências na passagem de plantão de enfermagem em unidade de terapia intensiva. Cuid. Art. Enferm. 2017; 11(1): 86-92.

Martins MAA. Os ruídos no processo de comunicação na passagem de plantão de enfermagem. Ministério da Saúde. 2014 ; 1-30.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-016

Refbacks

  • There are currently no refbacks.