Análises microbiológicas de granolas comercializadas no Bairro São José na cidade de Recife-PE / Microbiological analyzes of granolas commercialized in the São José neighborhood in the city of Recife-PE

Marie Claire Carneiro Albuquerque, Larissa Negromonte Arruda de Azevedo, Emília Mendes da Silva Santos, Ivana Gláucia Barroso da Cunha

Abstract


Nos últimos tempos, expressões como qualidade de vida e alimentação saudável vêm atraindo a atenção de pessoas de diferentes idades, classes sociais e grau de escolaridades. Consequentemente, o consumo de alimentos que proporcionam o estilo de vida saudável e previnem o aparecimento de doenças aumentou bastante. Dentre eles, destaca-se a granola, por ser um alimento rico em fibras que favorece o equilíbrio da microbiota intestinal auxiliando os sintomas da constipação intestinal, além de auxiliar da diminuição dos ricos de doenças cardiovasculares. Diante de tal contexto, o estudo teve como objetivo, avaliar a qualidade microbiológica deste alimento através da técnica de contagem de Staphylococcus aureus da técnica do Número Mais provável (NMP) para a determinação de coliformes termotolerantes averiguando sua conformidade segundo a RDC nº 12 de 12 de janeiro de 2012 (ANVISA). As amostras foram adquiridas de forma aleatório nos comércios localizados no centro da cidade no Bairro São José. Foram analisados 5 amostras de fabricantes diferentes e 5 amostras compradas a granel. Para a determinação de coliformes termotolerantes foi utiliza a técnica do Número Mais Provável (NMP) e S. aureus foi utilizado a técnica de contagem. Em todas as análises experimentais foi realizado análise microbiológica das soluções utilizadas nos experimentos para garantir a não interferências de contaminantes das soluções nas amostras testes. Todas a amostras analisadas tanto as industriais como as vendidas a granel estão apropriadas para uso na alimentação em relação a presença de S. aureus e coliformes termotolerantes. Todas as análises de contagem para S. aureus foram negativas e os valores encontrados na análise dos Números Mais prováveis (NMP) estão abaixo da especificação 5x102 estabelecido pela RDC nº 12 de 12 de janeiro de 2012 (ANVISA). Mendoza et al (2016) também corrobora com os nossos resultados, em sua pesquisa analisou a mistura de granola com adição do fruto do bacuri, e todas as amostras analisadas foram consideradas apropriadas para o consumo, pois a quantidade de coliformes termotolerantes apresentaram valores menor inferiores a 5x102, atendendo a legislação vigente. Os valores do Staphylococcus aureus inferior a 103, também atendo o valor estabelecido RDC nº 12 de 12 de janeiro de 2012 (ANVISA). Portanto, todas as amostras analisadas no presente estudo estão apropriadas para consumo como alimentos quanto a presença dos micro-organismos S. aureus e coliformes termotolerantes.


Keywords


Alimentação, Saúde, Microbiologia, Coliformes.

References


DE AZEVEDO, Elaine; DE OLIVEIRA RIBAS, Maria Teresa Gomes. Estamos seguros&63; Reflexões sobre indicadores de avaliação da segurança alimentar e nutricional. Revista de Nutrição, v. 29, n. 2, p. 241-251, 2016.

BRASIL. Resolução RDC nº 12, de 02 de janeiro de 2001. Aprova o Regulamento Técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, v. 139, n. 7-E, 2001.

BRASIL. Resolução RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005. Aprova o “Regulamento técnico para produtos de cereais, amidos, farinhas e farelos” constante do anexo desta resolução. Órgão emissor: ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária Disponível em: < https://www.saude.rj.gov.br/comum/code/MostrarArquivo.php?C=MjIwMw%2C%2C > acesso: 11 de fevereiro de 2019.

BRESOLIN, B. M. Z; DALL'STELLA, J. K.; FONTOURA-DA-SILVA, S. E. Pesquisa sobre a bactéria Staphylococcus aureus na mucosa nasal e mãos de manipuladores de alimentos em Curitiba/Paraná/Brasil. Estudos de biologia, v. 27, n. 59, 2005.

CHISTÉ, Renan Campos et al. Qualidade da farinha de mandioca do grupo seca. Embrapa Amazônia Oriental-Artigo em periódico indexado (ALICE), 2006.

COSTA, Roberto Germano et al. Carne caprina e ovina: composição lipídica e características sensoriais. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v. 9, n. 3, 2008.

DEBORAH CHEN, H; F, G. Enteropathogenic Escherichia coli: unravelling pathogenesis. FEMS microbiology reviews, v. 29, n. 1, p. 83-98, 2005.

De curso, monografia de conclusão; Vasconcellos, Fernanda Corrêa da silva. Análise microbiológica de barras de cereais e cereais matinais, comercializados na cidade de pelotas-rs. 2006.

DA SILVA MENDOZA, V; DOS SANTOS, L.L; SANJINEZ-ARGADOÑA, E. J. Elaboração de granola com adição de polpa e castanha de Bacuri para consumo com iogurte. Evidência-Ciência e Biotecnologia, v. 16, n. 2, p. 83-100, 2017.

FORSYTHE, Stephen J. Microbiologia da segurança dos alimentos. Artmed Editora, 2013.

GRANADA, G. et al. Caracterização de granolas comerciais. Ciênc Tecnol Aliment, v. 23, n. 1, p. 87-91, 2003.

HAUNER, H. et al. Evidence-based guideline of the German Nutrition Society: carbohydrate intake and prevention of nutrition-related diseases. Annals of Nutrition and Metabolism, v. 60, n. Suppl. 1, p. 1-58, 2012.

HENNEKINNE, Jacques-Antoine; DE BUYSER, Marie-Laure; DRAGACCI, Sylviane. Staphylococcus aureus and its food poisoning toxins: characterization and outbreak investigation. FEMS microbiology reviews, v. 36, n. 4, p. 815-836, 2012.

LIMA, C. V. et al. Elaboração e avaliação sensorial de linguiças toscanas de carne caprina com adição de farinha de aveia. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentavel, v. 10, n. 4, p. 72-75, 2015.

LIOTTI, L.G. et al. Preocupação dos consumidores com a alimentação saudável. Idea, v. 6, n. 2, 2015.

MATSUBARA, Marcelo Takeo. Rastreamento bacteriano nos pontos críticos de contaminação por coliformes e Escherichia coli em indústria de laticínios na região norte do estado do Paraná. 2017.

MEDEIROS, Maria das Graças Gomes de et al. Percepção sobre a higiene dos manipuladores de alimentos e perfil microbiológico em restaurante universitário. Ciência & Saúde Coletiva, v. 22, p. 383-392, 2017.

MOURA, A. P. B. L. et al. Caracterização e perfil de sensibilidade de Staphylococcus spp. isolados de amostras de carne caprina comercializadas em mercados e supermercados em Recife, PE. Arquivos Instituto Biológico de São Paulo, v. 73, n. 1, p. 7-15, 2006.

OLIVEIRA, Maria. Nível de informação do consumidor sobre os produtos alimentares diet e light em hipermercados de campinas, sp. 2002. 8f. Dissertação – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

RANCIARO, Glauco Anibal. Alimento individual, granola na medida certa. 2013.

SILVA, J. F. M; FEITOSA, A. C; RODRIGUES, R. M. Staphylococcus aureus em alimentos. Desafios, v. 4, n. 4, p. 15-31, 2017.

SILVA, N; JUNQUEIRA, V.C.A; SILVEIRA, N.FA. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos. In: Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos. Varela, 2001.

TRAMONTIN, Natana Bordignon. Avaliação higiênico-sanitária do processo de beneficiamento de arroz. 2012.

TOOD, E. C. et al. Outbreaks where workiers have been implicated in the spread of foodborne disease. Part 6. Transmission and survival of pathogens in the food processing and preparation environment. J Food Protection, v. 72, n. 1, p. 202-219, 2009.

VASCONCELLOS, Ana Beatriz Pinto de Almeida; MOURA, Leides Barroso Azevedo de. Segurança alimentar e nutricional: uma análise da situação da descentralização de sua política pública nacional. Cadernos de Saúde Pública, v. 34, p. e00206816, 2018.

VOLCÃO, Lisiane Martins et al. Saúde e Segurança Alimentar: Isolamento e análise do perfil de suscetibilidade de bactérias patogênicas de alimentos. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 6, n. 4, p. 197-202.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.