Análise epidemiológica por sífilis congênita em menores de um ano no estado de Sergipe / Epidemiological analysis of congenital syphilis in children of a year in the state of Sergipe

Maylla Fontes Sandes, Rhayná Coelho de Mendonça, Marina Maria Santos Alves, Letícia Goes Santos, Marina Guimarães Lima, Rute de Oliveira Farias, Edizia Freire Mororó Cavalcante Torres, Ana Jovina Barreto Bispo

Abstract


Introdução: A sífilis congênita é uma doença infecciosa causada pelo Treponema pallidum. Nesse sentido, observa-se um aumento alarmante em sua incidência, tendo como repercussões óbitos neonatais, natimortos e perinatais. Objetivo: Objetivou-se confeccionar uma análise epidemiológica e descritiva das internações hospitalares por sífilis congênita, em menores de um ano, no estado de Sergipe. Metodologia: Trata-se de um estudo retrospectivo, quantitativo, tendo como fonte de dados o Sistema de Internações Hospitalares (SIH/SUS) no tocante as variáveis sexo, raça e município da sífilis congênita no período de 2013 a 2017. Resultados: Foram registradas 1198 internações, com maior prevalência nos municípios de Aracaju (37,23%) e Nossa Senhora do Socorro (10,35%), nos indivíduos do sexo feminino (52,50%) e nos pacientes de cor parda (68%). Conclusão: Assim, Sergipe mostrou-se relevante por apresentar elevados números de internações, o que indica falhas no processo assistencial. Portanto, é possível traçar um perfil do indivíduo, até um ano, internado e acometido pela sífilis, devida a maior prevalência nos pacientes de sexo feminino e cor parda.

 

Palavras chaves:

Keywords


Sífilis congênita, análise epidemiológica, menores de um ano

References


MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diretrizes para o Controle da Sífilis Congênita. Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 maio 2018,

RUTH GUINSBURG (São Paulo). Sociedade Brasileira de Pediatria. Critérios Diagnósticos e Tratamento da Sífilis Congênita. 2010. Disponível em: . Acesso em: 29 maio 2018.

DIOCLÉCIO CAMPOS JUNIOR (Brasil). Sociedade Brasileira de Pediatria. Tratado de Pediatria. 3. ed. Barueri: Manole, 2014.

DOMINGUES, Rosa Maria Soares Madeira; LEAL, Maria do Carmo. Incidência de sífilis congênita e fatores associados à transmissão vertical da sífilis: dados do estudo Nascer no Brasil. 2015. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2015.

SARACENI, Valéria; GUIMARÃES, Maria Helena Freitas da Silva; FILHA, Mariza Miranda Theme. Mortalidade perinatal por sífilis congênita: indicador da qualidade da atenção à mulher e à criança. Disponível em: . Acesso em: 07 mar. 2005.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.