Construção subjetiva do futuro socioambiental: apontamentos para uma análise da eficácia das previsões dos estudos de impacto ambiental na Baía de Guanabara / Subjective construction of the socio-environmental future: notes for an analysis of the effectiveness of environmental impact study forecasts in Guanabara Bay

Wilson Madeira Filho, Rogério Geraldo Rocco, Ana Maria Motta Ribeiro

Resumo


A Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) é um instrumento da Política Ambiental que tem como espécie o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) que, por sua vez, promove a participação da sociedade civil no licenciamento ambiental. Através da avaliação dos impactos previstos com a instalação de um empreendimento ou atividade, possibilita a discussão com a comunidade, em arenas denominadas de audiências públicas, sobre projeções futuras para os territórios impactados. Ou seja, a AIA hipoteticamente atua na construção de cenários futuros quanto ao desenvolvimento econômico e socioambiental, que se materializariam com a execução de medidas mitigadoras e compensatórias dos impactos de um empreendimento. Através da análise dos conflitos existentes na Baía de Guanabara, este estudo se propõe a investigar a efetividade da AIA como instrumento de gestão e de participação social na gestão socioambiental.


Palavras-chave


Avaliação de Impacto Ambiental, Baía de Guanabara, Conflitos socioambientais, Petróleo, Estudo de Impacto Ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


AMADOR, Elmo. Baía de Guanabara: ocupação histórica e avaliação ambiental. Rio de Janeiro: Interciência, 2013.

ELIAS, Norbert. Sobre o tempo. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar ed., 1998.

FIORILLO, Celso A. P. Curso de direito ambiental brasileiro. 17. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

GREENWALD, Glenn. Sem lugar para se esconder. Tradução de Fernanda Abreu. Rio de Janeiro: Sextante, 2014

MADEIRA FIHO, Wilson; SIMON, Alba. Tecnocracia e conflitos socioambientais: o difícil percurso para a consolidação de uma epistemologia ambiental. In: CARLI, Ana Alice De; SANTOS, Fabiane Soares dos; SEIXAS, Marcus Wagner (orgs). A tecnologia em prol do meio ambiente. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2016, p. 215-228.

MILARÉ, Édis. Direito do Ambiente. 10. ed. Revista atualizada e ampliada. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2015.

OLIVEIRA, Antonio Inagê de Assis. Introdução à legislação ambiental brasileira e licenciamento ambiental. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2005.

ROCCO, Rogério Geraldo. A Eficácia do Estudo de Impacto Ambiental como instrumento da Política Nacional do Meio Ambiente. Tese de Doutorado. Orientação de Wilson Madeira Filho. Coorientação de Ana Maria Motta Ribeiro. Niterói: Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito da Universidade Federal Fluminense, 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.