Gestão estratégica em instituições universitárias: desafios da universidade pública / Strategic management in university institutions: challenges of the public university

Teresa Dib Zambon Atvars, Alexandre Henrique de Melo, Eloisa Caldeira Durães, Emerson José Ferri, Nelma Aparecida Magdalena Monticelli, Pedro Roberto Lemos Cortez

Resumo


Este texto relata a implantação da gestão estratégica na Universidade Estadual de Campinas e descreve alguns dos resultados já alcançados através da execução dos projetos estratégicos, mostrando as múltiplas possibilidades de avanço na gestão. A metodologia utilizada foi baseada em elementos do Planejamento Estratégico Situacional – PES (MATUS, 1993) e do Balance Scored Card – BSC (KAPLAN; NORTON, 1997). Esse modelo adaptado também combinou elementos de metodologia que propõe que as soluções sejam construídas focando nos grandes problemas e nas circunstâncias locais, ao invés de transplantar soluções e “melhores práticas” preconcebidas e empacotadas que foram criadas para outros ambientes. Os principais produtos desse processo foram a redefinição da Identidade Organizacional, o reconhecimento das 4 grandes Áreas Estratégicas e das 13 Estratégias Corporativas, a elaboração do Mapa Estratégico e da Cadeia de Valor, a definição dos Projetos Estratégicos e a criação da sistemática de Gestão de Projetos. Na implantação de uma Gestão Estratégica, importantes desafios enfrentados estão relacionados com a falta de cultura dos gestores e administradores em processos estruturados de planejamento, bem como com a ausência de metas e de indicadores de eficiência na gestão. Tornou-se possível compreender com clareza os benefícios e as virtudes do Ciclo da Gestão Estratégica para a universidade através da integração dos macroprocessos de gestão e governança.


Palavras-chave


Gestão Universitária, Planejamento Estratégico, Avaliação Institucional, Gestão de Projetos.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, E. M. de, e MARTINS, N. R. (organizadoras). Zeferino Vaz, Ideia de universidade. Editora Mercado das Letras, Campinas, 1 Edição, 2018.

CALTECH ADMINISTRATION DIVISION. Strategic Plan. Disponível em: Acesso em 20 maio 2018

CGU. Planejamento Estratégico da UNICAMP: PLANES/UNICAMP. 2012. Disponível em Acesso em: 04 jul. 2018.

COSTA, Eliezer Arantes da. Gestão Estratégica: da empresa que temos para a empresa que queremos 2. edição – São Paulo: Saraiva, 2007.

DECRETO N. 29.598, DE 2 DE FEVEREIRO DE 1989. Disponível em: . Acesso em 04 julho 2018.

DELIBERAÇÃO CONSU 405/04, DE 28 DE SETEMBRO DE 2004. Disponível em< https://www.sg.unicamp.br/consu/deliberacoes?descricao=405%2F04&ano=&sessao_numero=#sgVisualizarDipr_25880>. Acesso em 04 jul. 2018.

DIAS SOBRINHO, J.; BALZAN, N.C. Avaliação Institucional: teorias e experiências. São Paulo: Cortez, 1995.

DRUCKER, Peter. Administração lucrativa. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.

FELÍCIO, J. R. D.; MUZY, P.T.A. Os desafios da autonomia universitária: história recente da USP, Paco, 2018.

GOMES, Eustáquio. O mandarim: a infância da Unicamp. Campinas: Unicamp, 2016.

GONZALÉS, K. et al. Los paradigmas de la calidad educativa: de la autoevaluación a la acreditación. México: Unión de Universidades de América Latina, A.C., 2004.

HARDY, Cynthia; FACHIN, Roberto. Gestão Estratégica na universidade brasileira: teoria e Casos, 2 eds. – Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS,2000.

KAPLAN, R; NORTON, D. A estratégia em ação: balanced scorecard; tradução Luiz Euclydes Trindade Frazão Filho. 13 eds. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

KORHONEN, P.; MOSKOWITZ, H.; WALLENIUS, J.Multiple criteria decision support: a review. European Journal of Operational Research, 1992.

MATUS, C. Política, planejamento e governo. Brasília: Editora IPEA, 1993.

MINTZBERG, H. Ascensão e Queda do Planejamento Estratégico. Tradução de: Maria Adelaide Carpigiani. Porto Alegre: Bookman,2004.

MINTZBERG, H. et al. O processo da estratégia: Conceitos, contextos e casos selecionados. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MINTZBERG, H.; QUINN, J. B. O Processo da Estratégia. 3. ed. Porto

Alegre: Bookman, 2001.

PORTER, Michael. Competitive Advantage: Creating and Sustaining Superior Performance, 1985.

PRDU. Avaliação Institucional. 2014. Disponível em: Acesso em: 03 jul. 2018.

PRDU. PLANES - Planejamento Estratégico Universidade Estadual de Campinas. 2015. Disponível em: Acesso em 03 jul 2018.

PRITCHETT, Andrews. Problem-Driven Iterative Adaption – PDIA, Woolcock, 2017.

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE - PMI. The Standard for Portfolio Management. PMI, 2006.

RUMMLER, A.G; BRACHE, A.P. Melhores desempenhos nas empresas, Makron,1994.

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE MUSEUNMS. Strategic Plan. Disponível em: . Acesso em 20 maio 2018.

UNIVERSITY OF OXFORD. Strategic Plan. Disponível em: Acesso em 20 maio 2018.

THE. World University Rankings 2018. Disponível em: . Acesso em 24 maio 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.