Análise da transparência da política monetária: Comparação entre bancos centrais do BRICS / Analysis of monetary policy transparency: Comparison between BRICS central banks

Peng Yaohao, Carlos André de Melo Alves

Resumo


Este artigo busca analisar comparativamente o grau de transparência da política monetária de bancos centrais dos Países do BRICS. Para tal fim realiza-se uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, de natureza bibliográfica e documental. Efetuou-se uma análise do conteúdo de documentos coletados nos websites de bancos centrais dos referidos países, resultando em             um quadro analítico contendo 5 categorias e 15 subcategorias baseadas na literatura científica especializada, especialmente Geraats (2002). Foram empregados testes binomiais nas análises. Os resultados apontam que a avaliação da transparência na política monetária pode ser otimizada ao se considerar níveis de análise ex-ante e ex-post, uma vez que se observou diferenças entre as categorias de transparência levantadas entre os países analisados. Os achados desse trabalho podem ajudar a entender similaridades e distinções na condução da política monetária e na transparência de bancos centrais desses países emergentes, contribuindo para reduções de assimetrias informacionais de reguladores, acadêmicos e demais participantes do mercado.


Palavras-chave


Política Monetária, Transparência, Banco Central, BRICS

Texto completo:

PDF

Referências


AMTENBRINK, F. The Three Pillars of Central Bank Governance - Towards a Model Central Bank Law or a Code of Good Governance? International Monetary Fund, Vol. 4, p. 101-132, 2005. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2014.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BENACHENHOU, A. Países Emergentes. Brasília: FUNAG, 2013.

CRUIJSEN, C.; EIJFFINGER, S. The Economic Impact of Central Bank Transparency: A Survey. In: SIKLOS, P.L.;BOHL, M.T.;WOHAR, M.E. (Org.). Challenges in Central Banking. Cambridge: University Press, 2010. pp. 261-319.

DINCER, N.; EICHENGREEN, B. Central Bank Transparency: Causes, Consequences and Updates. National Bureau of Economic Research (NBER), Working Paper, n. 14791, Mar., 2009.

FAUST, J.; SVENSSON, L. Transparency and credibility: monetary policy with unobservable goals. International Economic Review. v. 42, n. 2, p. 369-397, 2001. Disponível em: . Acesso em: 27 dez. 2014.

FILHO, A.; ROCHA, F. Comunicação e Política Monetária no Brasil. Revista Brasileira de Economia. Rio de Janeiro, v. 63 n. 4, p. 405–422, 2009.

FMI. Fundo Monetário Internacional. Código de Boas Práticas para a Transparência nas Políticas Monetária e Financeira. Adotado pelo Comitê Interino em 26 de setembro de 1999. Disponível em: .Acesso em 10 dez. 2014.

GERAATS, P. Why adopt transparency? The publication of Central Bank forecasts . Working Paper, n. 41. European Central Bank, 2001.

_______. Central Bank Transparency. The Economic Journal, v.112, issue 483, p. 532-565, 2002.

_______. Monetary Policy Transparency. Center for Economic Studies & Ifo Institute (CESifo), Working Paper, n. 4611, Jan. 2014.Disponível em: . Acesso em 13 dez. 2014.

HEALD, D. Varieties of transparency. In: HOOD, C.; HEALD, D. (Org.). Transparency: The key to better governance?. New York: Oxford University Press, 2006. p. 25-43.

HURRELL, A. Hegemonia, liberalismo e ordem global: qual é o espaço para potências emergentes? In: HURRELL, A. et al. Os BRICS e a ordem global. Rio de Janeiro: FGV, 2009.

MARTINS, L. Syndicated Investing na Indústria de Private Equity e Venture Capital: Estudo Comparativo entre BRICS. Journal of Financial Innovation, São Paulo, v.1, n.1, p. 18-39, 2014.

MENDONÇA, H. Transparência, Condução da Política Monetária e Metas para a Inflação. Nova Economia. v. 16, n. 1, p. 175-198, 2006.

MENDONÇA, H.; FARIA, I. Transparência, comunicação e formação de expectativas: consequências para a política monetária. Ensaios FEE, v.32, n.2, p.553-574, 2011.

MICHENER, G.; BERSCH, K. Conceptualizing the quality of transparency. Political Concepts, v. 49, p. 1-27, 2011.

MISHKIN, F. Can Central Bank Transparency Go Too Far? NBER Working Paper, Cambridge, n. 10829, Oct. 2004.

MONTES, G.; FEIJÓ, C. Reputação, credibilidade e transparência da autoridade monetária e o estado de expectativa. Economia e Sociedade, v. 16, n. 2, p. 151-170, 2007.

MONTES, G. Política monetária, inflação e crescimento econômico: a influência da reputação da autoridade monetária sobre a economia. Economia e Sociedade, v. 18, n. 2 (36), p. 237-259, 2009.

SIEGEL, S. CASTELLAN JR., N. Estatística Não Paramétrica Para Ciências do Comportamento. 2. Ed. São Paulo, Artmed, 2006.

WOODFORD, M. Central-Bank Communication and Policy Effectiveness. In: Federal Reserve Bank of Kansas City Symposium, Columbia University, Kansas City, 2005. Disponível em: . Acesso em 16 dez. 2014.

ZUCCOLOTTO, R.; TEIXEIRA, M.; RICCIO, E. Transparência: reposicionando o debate. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 12, n. 25, p. 137-158, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.