Modelagem e simulação do processo de atendimento cardiológico em um posto de saúde visando menor tempo de espera do paciente / Modeling and simulation of the process of cardiac care in a health center aiming at shorter patient waiting time

Adna Amorim dos Santos, Carlos Henrique Fagundes, José da Silva Ferreira Junior, Thales Volpe Rodrigues, Lo-Ruana Karen Amorim Freire Sanjulião, Vinícius José de Paula Borges, Flávia Medeiros Dutra Reis

Resumo


A simulação em eventos discretos vem sendo utilizado com maior frequência como uma importante ferramenta de auxílio na tomada de decisão em diversos setores e áreas. Esse artigo tenta solucionar a grande ocorrência de filas de espera para atendimento em um PSF (Programa da saúde da família), de forma que aumento do número de atendimento possa fazer diminuir o tempo de espera, que hoje é de 29 dias para o atendimento com o cardiologista após a primeira consulta com o clínico geral. O uso da simulação por meio do software ProModel vem para auxiliar na tomada de decisão para implantação da nova metodologia, entendendo que para sua aplicação é necessário passar por três etapas, sendo elas a concepção, a implementação e a análise. Com a aplicação do software para construção do modelo atual foi possível deslumbrar um novo parâmetro, demonstrando um crescimento das filas com baixo número de atendimento. Para melhorar este cenário, executaram-se experimentos e visualizou-se a necessidade de se aumentar a frequência do número de atendimentos do cardiologista e acrescentar mais um médico desse mesmo seguimento, conseguindo, assim, reduzir o tempo de espera para apenas 10 dias nasimulação.

 

 


Palavras-chave


Simulação a Eventos Discretos, Sistema de saúde público, ProModel, IDEF-SIM

Texto completo:

PDF

Referências


BANKS, J. Discrete event system simulation. New Jersey: Prentice Hall, 2009.

BATEMAN, R. E.; BOWDEN, R. O.; GOGG, T. J.; HARRELL, D. R.; MOTT, J. R. A.; MONTEVECHI, J. A.

B. Simulação de sistemas: aprimorando processos de logística, serviços e manufatura. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

BELGE CONSULTORIA – Introdução Site ProModel 2016. Disponível em:

. Acesso em: 05 de junho de 2016.

CHUNG, C. A. Simulation modeling handbook.a practical approach. CRC Press, London, New York. 2004

CHWIF, L.; MEDINA, A. C. Modelagem e Simulação de Eventos Discretos: Teoria e aplicação. São Paulo: Bravarte, 2010, 309p.

FREITAS FILHO, P. J. Introdução à Modelagem e Simulação de Sistemas com Aplicações em Arena. Florianópolis: Visual Books, 2008.

KOS JUNIOR, S. T. O problema da fila de espera para cirurgias otorrinolaringológicas em serviços públicos.

Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, n. 1, 2005, 256p.

LEAL, F. Análise do efeito interativo de falhas em processos de manufatura através de projeto de experimentos simulados. Guaratinguetá, SP. UNESP, 2008. 237p. (Tese de Doutorado em Engenharia Mecânica).

Universidade Estadual Paulista, Guaratinguetá.

LEAL, F.; ALMEIDA, D.A; MONTEVECHI, J.A.B. (2008) Uma Proposta de Técnica de Modelagem Conceitual para a Simulação através de elementos do IDEF. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL, 40, João Pessoa, PB, 2008. Anais do XL SBPO 2008.

MARINHO, A. Um estudo sobre as filas para internações e para transplantes no sistema único de saúde brasileiro. IPEA, 2004

MITROFF, I. I.; BETZ, F.; PONDY, L. R.; SAGASTI, F. On managing science in the system age: two schemas for the study of science as a whole system phenomenon. Interfaces, v.4, n.3, p.46-58, 1974.

MONTEVECHI, J. A. B.; PINHO, COSTA, R. F. S.; OLIVEIRA, M.L; SILVA, A.L.F. Conceptual Modeling in

Simulation Projects by Mean Adapted IDEF: an Application a Brazilian Tech Company. In: WINTER SIMULATION CONFERENCE, Baltimore, MD, USA, 2010. Anais do WSC 2010.

NUNES, A. F; RANGEL, J. J. A. Aspectos da aplicação do idef-sim na construção de modelos de simulação com arena. 2009. Disponível em: .Acesso em 07 de Nov de 2017.

OLIVEIRA, F. B. A simulação de uma central de operações e controle para emergências hospitalares em eventos de grande porte. 2012. Disponível em:

. Acesso em 07 de Nov de 2017.

SABBADINI. F.; OLIVEIRA, M.; SOUZA, M.; GONÇAVES, A. A Simulação em Serviço de Pronto Atendimento Hospitalar. Revista de Administração da FATEA - RAF. v. 9, n. 9, p. 110-120, 2014.

SAKURADA, N.; MIYAKE, D. I. Aplicação de simuladores de eventos discretos no processo de modelagem de sistemas de operações de serviços. Gestão & Produção. São Carlos, v. 16, n. 1, p. 25-43, jan./mar. 2009.

SANTOS, D. J; MIYAGI, P. E; MARUYAMA, N. Curso de Promodel. 2014. Disponível em:

. Acesso em 07 de Nov de 2017.

SEABRA, E. J. Simulação e otimização do processo de atendimento deuma Unidade de saúde. 2015. Disponívelem:

. Acesso em 07 de Nov de 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.