Aplicação da teoria das filas em uma rede de cinemas / Application of queuing theory in a network of cinemas

Bernardo Moreira Vergara, Gabriel da Silva Andrade, Kauê Jucá Jardim de Oliveira, Rodrigo da Silva Santos, Yvelyne Bianca Iunes Santos

Resumo


As filas estão presentes em toda e qualquer empresa do ramo dos serviços, porém o grande desafio é buscar o mínimo em capacidade de atendimento do sistema de forma a não prejudicar a qualidade do atendimento e a satisfação do cliente. Essa preocupação se torna bastante clara em bilheterias de cinema, as quais a desistência constante de clientes pode acarretar em altos prejuízos. O objetivo do presente trabalho é definir e dimensionar um modelo adequado para o processo de atendimento da fila de bilheteria de um cinema localizado em Belém-PA, utilizando a Teoria das Filas. Para o estudo do comportamento do sistema, foi contabilizado, no período de 1 (uma) hora, as taxas de chegada de cliente por minuto e os tempos de atendimento por cliente. Em seguida foram feitos testes estatísticos e definido um modelo de fila que representasse de forma satisfatória o sistema real. Os resultados mostram que o sistema em estudo está bem dimensionado por atender a demanda de forma satisfatória em dias considerados normais e se apresentar economicamente viável para a empresa.

 

 


Palavras-chave


Teoria das Filas; Modelo de fila; Bilheteria de Cinema.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Eduardo Leopoldino de. Introdução à Pesquisa Operacional: métodos e modelos para análise de decisão. 2 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000.

FOGLIATTI, M. & MATTOS, N. Teoria de filas. Ed. Interciência, 2007.

HILLIER, F. S. & LIEBERMAN, G. J. Introdução à Pesquisa Operacional, 9a. ed.AMGH, 2013.

PRADO, D. Teoria das Filas e da Simulação. 5ª ed. Falconi, 2014

RITZMAN, L. P. & KRAJEWSKI, L. J. Administração da produção e operações, 8ª. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2012.

TAHA, H. A. Operations Research: An Introduction, 9a ed. Pearson Prentice Hall, 2010.

WINSTON, W. L. Operations research, 4a ed., Duxbury Press, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.